Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Marvin Tortas
Marvin Tortas
21 Set, 2020 - 14:51

Sabia que existem componentes do carro com data de validade? Descubra quais

Marvin Tortas

Existem elementos nos carros que são considerados consumíveis. Saiba quais são, e quando devem ser mudados os componentes do carro com data de validade

luzes novo Mercedes GLA

Nem só da venda de carros vive um fabricante, e grande parte do seu volume de faturação provem do fabrico de peças sobresselentes. Existem alguns componentes do carro com data de validade e que, por sua conveniência e segurança, devem ser mudados a seu devido tempo.

É verdade que o negócio de peças automóveis movimenta milhões e milhões de euros anualmente, mas o facto de o seu carro ter na sua constituição alguns consumíveis, não está inteiramente relacionado com o negócio, mas sim com o facto de ser praticamente impossível criar um material de grande qualidade que aguente vários anos na sua máxima eficiência.

A funcionalidade dos componentes do carro com data de validade não depende única e exclusivamente do prazo limite atribuído pelos fabricantes. As condições climatéricas e a quilometragem percorrida pela sua viatura poderão também alargar ou encurtar este limite, sendo que por sua segurança e para um bom funcionamento da totalidade do automóvel, estes prazos de validade devem ser respeitados.

Conheça então quais são, e quando devem ser mudados os componentes do carro com data de validade.

Componentes do carro com data de validade

1. Plásticos

Interior Novo Renault Clio

Atualmente, até mesmo os carros de gamas mais baixas são lançados para o mercado com plásticos de boas qualidades, mas sobretudo no caso dos carros mais antigos, os plásticos não têm propriamente um bom acabamento e acabam por se degradar ao fim de alguns anos.

Como é sabido, os plásticos contém substâncias que podem ser cancerígenas, e ao fim de apenas 10 anos estes elementos poderão começar a apresentar sinais de desgaste prejudiciais para a sua saúde.

Os plásticos no interior do seu carro quando expostos durante muito tempo ao sol acabam também por se deteriorar mais rapidamente, por isso é importante que coloque um pára-sol no pára-brisas quando estaciona o carro num espaço ao ar livre, durante um período mais prolongado.

2. Escovas limpa-vidros

Tal como outros plásticos no interior do seu carro, este componente é afetado pela exposição ao sol e ao calor, sofrendo assim um desgaste acentuado nos meses de verão.

Sendo também um componente essencial no que toca a segurança pois em caso de chuva são responsáveis por permitir que possamos ver o caminho, as escovas limpa-vidros são um dos componentes do carro com data de validade mais curta e devem ser mudadas no máximo a cada 2 anos.

3. Óleo do motor

meter oleo no motor

Se é daquelas pessoas que não costuma utilizar o seu carro todos os dias e percorre poucos quilómetros com o carro por ano, e por isso acha que só tem que fazer a revisão do carro quando este atingir o limite de quilómetros indicado pelo fabricante ou pelo mecânico, permita-nos que lhe digamos que está errado.

O óleo tem como principal função lubrificar as partes móveis do motor, e os componentes deste lubrificante degradam-se com o passar do tempo deixando de efetuar o seu trabalho com eficácia. Mesmo que não cumpra o número de quilómetros indicado entre cada revisão, deverá mudar o óleo do seu carro no máximo a cada 3 anos.

4. Bateria

Tal como a bateria do seu telemóvel, também a bateria dos carros fica “viciada” quando começa a acumular muitos ciclos, por isso este componente é considerado também um consumível e deve ser trocado num prazo entre 3 a 5 anos, para que todos os componentes como as luzes, rádio, direção assistida ou ar condicionado não lhe falhem quando mais precisa.

5. Extintor

Embora não seja uma lei em todos os países da União Europeia, alguns carros à venda em Portugal são importados, e por isso podem vir equipados com um extintor, fruto da lei do país de origem.

Em caso de incêndio ter um extintor no seu carro pode ser bastante útil e pode salvar o seu carro de uma perda total apagando imediatamente o foco de incêndio e tornando o acidente em nada mais do que uma pequena reparação. Todos os extintores têm um prazo de validade de 2 anos e devem ser mudados ou recarregados ao fim desse período de tempo.

6. Pneus

homem a mover pneu

Se tiver uma condução cuidada, os pneus do seu carro poderão durar cerca de 80.000 quilómetros, no entanto, isto não significa que a borracha seja eficaz e tenha os níveis esperados de aderência durante todo esse tempo, isto porque os pneus são um dos componentes do carro com prazo de validade.

Mesmo que faça poucos quilómetros anualmente, a borracha dos pneumáticos do seu carro começa a perder algumas propriedades ao fim de 5 anos, e deixam por isso de ser eficazes em situações mais adversas, devendo por isso, para sua segurança, devem ser substituídos ainda que o nível de piso esteja em conformidade com a lei.

7. Airbags

Embora os airbags dos carros atuais não tenham prazo de validade, tal não acontece com os modelos mais antigos. Se tem um carro anterior a 2005 e nunca mudou os airbags do seu carro, é possível que estes não funcionem corretamente caso seja necessário, isto porque os airbags que equipavam os carros no início deste milénio tinham um prazo de validade de 10 anos.

8. Ar condicionado

mão a fechar ar do carro

O sistema de ar condicionado é composto por um gás que arrefece o ar exterior mantendo assim o habitáculo do seu carro à temperatura desejada. Este gás é um consumível e acaba  por se desgastar, devendo ser recarregado a cada 2 anos para evitar que o seu ar condicionado tenha odores desagradáveis e possa arrefecer ou aquecer o seu carro na máxima eficácia.

9. Filtro do habitáculo

O filtro do habitáculo filtra todas as partículas de pó do exterior para que o ar que respira no interior do seu carro seja o mais limpo possível de impurezas. Consoante o local onde vive ou os sítios onde circula, este filtro pode ficar sujo com maior ou menor rapidez, mas para garantir que não respira qualquer ar poluído, deve ser mudado pelo menos 1 vez por ano, sendo também um dos componentes do carro com data de validade mais curta, mas um dos mais baratos.

10. Lâmpadas

luzes traseiras de um carro

As lâmpadas de halogénio têm também um prazo de validade, desta vez não por data mas sim por horas de utilização, sendo que as lâmpadas do tipo H4 duram cerca de 250 horas, e as lâmpadas do tipo H7 podem durar até 500 horas de utilização, acabando por se fundir depois desse período.

Por outro lado, alguns carros mais recentes utilizam lâmpadas Xénon ou LED que poderão durar toda a vida do veículo, mas em caso de reparação serão bastante mais caros de substituir.

Veja também