Hugo Moreira
Hugo Moreira
11 Jan, 2011 - 00:00
Crédito mais dificil para as empresas

Crédito mais dificil para as empresas

Hugo Moreira

Segundo inquérito do ISCTE Business School, no 4º trimestre de 2010 as condições de financiamento das empresas agravaram-se e a previsão para este ano não é animadora.

O artigo continua após o anúncio

O inquérito do ISCTE Business School – “CFO Survey” teve como destinatários directores financeiros das 17 empresas não financeiras que integram o PSI20 e as 5 seguintes com maior liquidez e obteve 19 respostas.

Este estudo revelou que 68% das empresas, durante o 4º trimestre, efectuaram operações de financiamento de médio e longo prazo.

De acordo com o inquério conduzido pelos investigadores do ISCTE, 63% das empresas sentiram menor disponibilidade no acesso ao crédito, daí as mesmas também preverem um agravamento das condições de financiamento para o próximo trimestre. Já as restantes 37% não sentiram qualquer alteração.

Os dados do estudo mostram que 42% dos directores prevê que as taxas de curto prazo estabilizem, no entanto, 53% dos inquiridos, prevê um aumento que varia entre 10 e 50 pontos base nas mesmas taxas de juro.

O estudo tinha como objectivo, segundo o presidente, Gomes Mota, avaliar a actividade das empresas no último trimestre de 2010 e perceber as suas previsões quanto ao primeiro trimestre do ano, pelo que este inquérito vai ser realizado trimestralmente, exactamente para acompanhar a evolução.