Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Elsa Santos
Elsa Santos
23 Jul, 2018 - 11:00

5 filmes sobre trabalho, em Português, que vai gostar de ver

Elsa Santos

Da comédia ao drama, passando pelo documentário, reunimos alguns exemplos do melhor do cinema produzido em Portugal, numa lista de 5 filmes sobre trabalho.

5 filmes sobre trabalho, em Português, que vai gostar de ver

São 5 filmes sobre trabalho que mostram os meandros de um mundo tantas vezes estranho, contraditório e difícil. Muitos são os cenários, as histórias e os personagens que, por vezes, se confundem, com a realidade de quem está do lado de cá da tela.

Dos jogos de poder e corrupção ao drama do desemprego, passando por profissões menos comuns ou alternativas, a importância que têm alguns valores, como a resiliência, ou a absoluta ausência deles. A realização pessoal ou a completa desmotivação. Através de filmes sobre trabalho, o cinema mostra-nos diferentes realidades e em cada uma delas, uma mensagem.

Da comédia ao drama, selecionamos uma mão cheia de boas propostas. Cinco filmes sobre trabalho para quem quer saber mais sobre o tema, conhecer outras realidades ou procura uma nova inspiração. Porque o cinema ainda tem a capacidade de nos influenciar e porque não há melhor realidade que aquela que nos é próxima, são todos made in Portugal.

5 filmes sobre trabalho que não pode perder

1. São Jorge (2016)

Género: Drama
Realização: Marco Martins

Jorge é um pugilista desempregado que tenta a todo o custo encontrar formas de garantir o sustento da família. Quando a mulher, emigrante brasileira, decide fugir da crise financeira que se vive em Portugal e regressar ao Brasil, Jorge fica sem saber o que fazer para sustentar o filho. Como último recurso, aceita um trabalho numa empresa de cobrança de dívidas. Passa, então, a intimidar pessoas que, tal como ele, estão desesperadas.

De repente, vê-se a entrar num mundo de criminalidade gerada pela pobreza e pela falta de alternativas. Um filme duro e verdadeiro onde a realidade se cruza com a ficção, com Nuno Lopes no principal papel. Uma interpretação que valeu ao ator o Prémio Orizzonti para Melhor Ator no Festival de Veneza.

2. A Fábrica de Nada (2017)

Género: Drama Musical
Realização: Pedro Pinho

Um filme entre o ensaio e o musical, conta a história de um grupo de operários que tenta salvaguardar os seus postos de trabalho e evitar o encerramento de uma fábrica, através de um sistema de autogestão coletiva. Quando se apercebem que a administração está a roubar máquinas e matérias-primas, os trabalhadores decidem organizar-se para impedir o deslocamento da produção. Como forma de retaliação, enquanto decorrem as negociações para os despedimentos, os patrões obrigam-nos a permanecer nos seus postos de trabalho, sem nada que fazer. Um de 5 filmes sobre o trabalho que nos mostra uma dura realidade tantas vezes vivida em fábricas nacionais.

O argumento, escrito por Pedro Pinho, Luísa Homem, Leonor Noivo e Tiago Hespanha, parte de uma ideia de Jorge Silva Melo: adaptar a peça de Judith Herzberg e fazer um musical para crianças. Apesar de Silva Melo ter desistido do projeto, Pedro Pinho resolveu transformá-lo em filme, onde conta com a participação de atores como Carla Galvão, Joaquim Bichana Martins, Dinis Gomes, entre outros.

3. Corrupção (2007)

Género: Drama
Realização: João Botelho

Um filme baseado nos meandros da corrupção do futebol português. A jovem Sofia tem dois empregos para poder sustentar as duas filhas. De tarde trabalha num supermercado e à noite num bar de alterne, local frequentado por muitas figuras ligadas ao poder local, entre elas dirigentes de futebol, políticos, autarcas e juízes.

Um dia, a jovem é desafiada, por um inspetor da Polícia Judiciária, a seduzir o presidente de um clube de futebol de modo a descobrir os seus segredos. No entanto, acaba por também ela ser seduzida pela promessa de uma vida melhor. Com o tempo, Sofia passa a viver um verdadeiro pesadelo. Depois de ser agredida e expulsa de casa, decide revelar tudo o que sabe, mas a verdade tem um preço demasiado alto. Um dos filmes sobre trabalho onde é retratado o lado mais obscuro do poder…

Baseado no livro “Eu, Carolina”, de Carolina Salgado, uma história interpretada por um elenco de luxo que conta com Nicolau Breyner, Margarida Vila-Nova, Ruy de Carvalho e Alexandra Lencastre, entre outros.

4. A Gaiola Dourada (2013)

Género: Comédia
Realização: Ruben Alves

Esta é a história de Maria e José, um casal de portugueses emigrados em França há mais de três décadas. Ela, trabalha, desde sempre, como porteira de um prédio, num dos melhores bairros de Paris, e ele na construção civil.

Humildes e trabalhadores, estão sempre prontos a ajudar quem precisa. Um dia recebem a notícia de uma herança em Portugal que pode concretizar o sonho de regressar às origens. Ninguém os quer perder, por isso, quando descobrem, fazem de tudo para os demover da ideia.

Uma comédia que retrata os costumes de centenas de emigrantes, com a participação de Rita Blanco e Joaquim de Almeida nos principais papeis. Entre os 5 filmes sobre trabalho, este é um dos mais divertidos, que nos deixa colados ao ecrã, do início ao fim.

5. Ainda Há Pastores? (2006)

Género: Documentário
Realização: Jorge Pelicano

Um documentário que retrata uma nova realidade da Serra da Estrela, outrora povoada por muitas dezenas de rebanhos. Em Casais de Folgosinho, já poucos são os pastores. Hermínio, figura central da história, é um jovem pastor de 27 anos que não conhece outra vida, um dos poucos resistentes. A música acompanha-o pelos caminhos que vai calcorreando pela montanha, em especial a de Quim Barreiros, artista que acabará por conhecer. Um retrato fiel e envolvente de uma das mais duras realidades do interior do país. Este é, sem dúvida, um dos filmes sobre trabalho mais autênticos e envolventes que pode ver.

Exibido no Festival CineEco, em Seia, em 2006, onde foi premiado, Ainda Há Pastores? é a primeira obra do realizador Jorge Pelicano.

Ficam 5 boas sugestões de filmes sobre trabalho, com assinatura portuguesa. Agora, escolha, aprenda, inspire-se ou, simplesmente, aproveite.

Veja também: