ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
17 Jun, 2020 - 12:30

Internet móvel ilimitada: qual o tarifário para telemóvel mais barato

Mónica Carvalho

Ter dados móveis ilimitados permite navegar sem preocupações. Mas a um custo. Para poder escolher a opção mais barata, analisámos os diferentes tarifários.

net móvel ilimitada

Ter um tarifário de telemóvel completo é um descanso para muitos: entre chamadas, mensagens e dados sem limites esta é uma boa alternativa para quem precisa de estar sempre on. Mas isso tem um custo mensal: os planos de serviço móvel com internet limitada não são propriamente baratos.

Para saber qual a opção mais acessível, comparámos os tarifários da MEO, Vodafone e NOS, visto que atualmente, estas são as operadoras que, em Portugal, disponibilizam soluções sem limites de dados móveis.

Tarifário com internet móvel ilimitada mais barato

internet móvel

As ofertas disponibilizadas pelas operadoras que atuam em Portugal têm evoluído muito neste particular. Basta pensar em como, há poucos anos, ter alguns megas de tráfego de internet no telemóvel era um verdadeiro luxo. Atualmente, há tarifários que fornecem gigas de tráfego e, ainda assim, para muitos isso é insuficiente.

Se ficar sem dados não é sequer uma hipótese, então um plano que inclua internet móvel ilimitada pode ser a solução.

MEO, Vodafone e NOS oferecem condições semelhantes

São seis os planos móveis que dão acesso a dados sem limites vendidos pelas diferentes operadoras, mas que acabam por ser mesmo muito semelhantes em tudo: nas condições, no período de fidelização (2 anos) e até no preço.

Em cada uma das marcas são disponibilizados dois tarifários que incluem internet móvel ilimitada: um com velocidade até 10 Mbps e outro com a velocidade máxima permitida pela rede.

Para qualquer uma das soluções, a Vodafone é a que tem os tarifários mais baratos, ainda que a diferença de preço seja de apenas 9 cêntimos.

Descontos também são equivalentes

No que diz respeito aos descontos e ofertas associadas, a diferença também não é significativa. Ainda assim pode ser um dos fatores de desempate na hora de escolher o tarifário que mais lhe convém.

A MEO oferece um desconto de adesão de 5€ nos primeiros três meses, para o plano mais barato. Terminado o desconto, os 34,99€ de mensalidade passam a 39,99€. Caso opte pelo plano mais caro, o desconto de 5€ tem a duração de 24 meses, o que equivale a todo o período de fidelização. Em termos práticos significa que em vez de 49,99€, paga apenas 44,99€ de mensalidade.

A oferta da NOS é em tudo semelhante, com a ligeira diferença de, no caso do tarifário mais caro poder contar também com 24 meses de NOS Safe Net. Trata-se de uma solução de segurança que combina antivírus e controlo parental e que visa “proteger os equipamentos de vírus e malware e garantir a segurança da família online”.

Já na Vodafone pode escolher, no tarifário mais barato, entre um desconto de 5€ na fatura durante três meses ou a oferta de três meses do serviço HBO. No plano superior pode optar pelo desconto de 5€ ou pela oferta de HBO ao longo dos dois anos de fidelização. As ofertas não são cumulativas, pelo que se optar pelo serviço de streaming, não terá direito a desconto na fatura e vice-versa.

TarifárioVelocidadeDesconto ou ofertaPreço
c/desconto
MEOaté 10 Mbps5€ durante 3 meses34,99 €
MEOmáxima disponível5€ durante 24 meses44,99 €
Red Infinityaté 10 Mbps5€ durante 3 meses ou
3 meses de HBO
34,90 €
Red Infinity Gigaaté 1Gbps5€ durante 24 meses ou
24 meses de HBO
44,90 €
NOS Sem Limitesaté 10 Mbps5€ durante 3 meses34,99 €
NOS Sem Limites Maxmáxima disponível5€ durante 24 meses 44,99 €

Além dos dados, as três operadoras disponibilizam nestes tarifários SMS e chamadas ilimitadas, bem como a oferta do valor da ativação do tarifário – 60€ no caso da MEO e Vodafone e 50€ no caso da NOS.

Todas ofertas acima referidas pressupõe um período de fidelização de 24 meses, independentemente do prestador escolhido.

A informação sobre preços e condições foi recolhida nos sites das respetivas empresas à data de publicação do artigo.

Veja também