Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Marvin Tortas
Marvin Tortas
11 Jul, 2018 - 00:00

10 melhores Peugeot de sempre

Marvin Tortas

Conhecidos como modernos e fiáveis, a marca francesa construiu alguns dos carros mais emblemáticos da história. Conheça os 10 melhores Peugeot de sempre.

10 melhores Peugeot de sempre

A história da marca Peugeot começou no ano de 1810 quando os irmãos Jean Pierre e Jean Frédéric decidiram fundar a empresa Peugeot Frères, mas nessa época os irmãos franceses estariam longe de imaginar que o seu sucesso passaria pelos automóveis, mas a verdade é que a Peugeot é uma das maiores fabricantes de carros a nível mundial e hoje vamos conhecer quais foram os 10 melhores Peugeot de sempre.

Tal como a Lamborghini, a Peugeot não começou desde logo como uma fabricante de automóveis. A família Peugeot também já tinha fortes tradições industriais, estando envolvidos na área alimentar desde o século XVIII, mas só com os irmãos Jean Pierre e Jean Frédéric a família se virou para outros setores, nomeadamente para a indústria do ferro e do aço, em 1842. Depois de consumada a transição de setor na indústria, a Peugeot não mais parou de crescer, e apenas alguns anos depois começou a produzir bicicletas. Em 1889 os irmãos Peugeot lançam o primeiro carro. Este primeiro modelo lançado pela Peugeot chamava-se “Tipo 1” e era um triciclo.

A Peugeot não só foi extremamente importante para o desenvolvimento do setor automóvel em França, rivalizando com marcas como a Renault e a Citroen, mas também é a responsável por ainda existirem três grandes construtoras em França, uma vez que após uma grave crise na Citroen em 1974, a Peugeot salvou-a da banca rota, comprando totalmente as ações da marca dos triângulos e formando o Grupo PSA, que tem como CEO actualmente um português, Carlos Tavares.

Parte da história da Peugeot passa também pelo desporto motorizado com marca do “leão” a ter participado na primeira corrida de carros da história, que se realizou em 1894 entre as cidades francesas de Paris e Ruão. Já mais tarde, a Peugeot fez parte de várias equipas vencedoras nas maiores competições, vencendo várias provas do campeonato de Fórmula 1 entre 1994 e 1999, vencendo os campeonatos mundiais de ralis de 1985 e 1986, e mais tarde entre 2000 e 2002, vencendo o mítico Paris Dakar entre 1986, 1990 e 2016, e vencendo também as 24h de Le Mans em 1992, 1993 e mais recentemente em 2009 utilizando um motor diesel HDI cuja tecnologia viria a ser mais tarde incorporada em vários carros nos carros de produção.

A nível de história, poucas marcas têm um palmarés tão rico como a Peugeot, existindo ainda vários carros em circulação com mais de 40 anos a circular não só no continente Africano, mas a servir ainda como táxi em algumas cidades portuguesas, acumulando já vários milhões de quilómetros. Conheçamos então aqueles que para nós foram os melhores Peugeot de sempre e qual foi o contributo de cada modelo para a história do automobilismo mundial.

10 melhores Peugeot de sempre

1. Peugeot 402 BL Éclipe Décapotable

Este carro foi o primeiro Peugeot com maior mediatismo, pois as suas linhas, o luxo e o glamour conseguiram superar as (altas) expectativas criadas pelo Peugeot 402 sedan (o modelo de 5 portas). Este carro apresentava uma grande preocupação com a aerodinâmica, apresentado linhas suaves e fluídas, e o facto do tejadilho do carro ser feito de metal e não de lona conferia-lhe um estilo coupé desportivo e luxuoso, sem concorrência europeia na época (este modelo inspirava-se nos concorrentes americanos). No entanto este carro tinha alguns “se não”, nomeadamente o facto de ser um 2 + 2, ou seja, não havia muito espaço para os passageiros no banco traseiro, e quando recolhido, o tejadilho ocupava praticamente todo o espaço da bagageira, não o tornando tampouco ideal para viajar. Estes modelos hoje em dia são vendidos por valores superiores a 200 000€, demonstrando que apesar de todos os defeitos, este foi mesmo um dos mais importantes e melhores Peugeot de sempre.

 

2. Peugeot 302 Darl’Mat

Em 1936 o famoso designer de automóveis Darl’Mat pegou na berlina Peugeot 302, “cortou-lhe” o tejadilho e colocou-lhe um motor mais potente, construindo um dos carros mais bonitos e mais rápidos dos anos 30. A Peugeot queria construir um carro desportivo que fosse capaz de competir nas 24h de Le Mans e ao mesmo tempo que vincasse entre as elites graças à sua posição no mercado e ao seu estilo, e isso foi possível com este Peugeot 302 Darl’Mat. Este carro ficou entre os 10 mais rápidos na prova de Le Mans em 1937 e conseguiu completar uma volta com uma média de velocidades superior a 140 km/h, um número muito acima da média para a época.

 

3. Peugeot 204 Cabriolet

O 204 Cabriolet trouxe o glamour de andar num carro sem tejadilho à classe média. Foi provavelmente o carro revolucionário neste segmento, inspirando a que outras construtoras europeias seguissem o seu modelo. O 204 era um pequeno carro acessível para a classe trabalhadora, era um dos carros mais vendidos na época, e o que a Peugeot fez foi dar-lhe aquilo que faltava para que se tornasse num carro divertido, ideal para trabalhar, mas também para transportar a família num belo passeio junto ao mar durante o fim-de-semana. O que o torna num dos melhores Peugeot de sempre.

 

4. Peugeot 504 Coupe

Este carro foi também um dos mais especiais para a Peugeot. O 504 celebrou o retorno das colaborações entre a marca francesa e o famoso designer italiano Pininfarina (conhecido por desenhar alguns dos Ferrari, Fiat e Alfa Romeo mais bonitos de sempre). Embora a plataforma fosse baseada na “entediante” versão do 504 berlina, a versão coupé viu a sua aerodinâmica e as suas motorizações serem revistas, sendo apresentado com um motor de 2 litros bastante fiável ou com a opção de um mais potente V6 que tornava este 504 coupé num carro ainda mais especial. A Peugeot vendeu mais de 24 000 unidades deste veículo, tornando-o num dos mais especiais para a marca.

 

5. Peugeot 205 GTI

Este é provavelmente o carro que definiu aquilo que a Peugeot viria a tornar-se nesta era mais moderna: Um carro pequeno, robusto, fiável, bonito e divertido de conduzir, principalmente se optasse por comprar a versão GTI, pois essa com jantes de maiores dimensões, uma suspensão reforçada e um motor 1.6 de 115 cavalos faziam com que este carro “peso pluma” voasse entre as curvas. Era sem dúvida o carro de sonho de qualquer jovem nos anos 80, e continua hoje a ser considerado um dos melhores Peugeot de sempre.

 

6. Peugeot 106 Rallye

O Peugeot 106 foi um modelo muito bem nascido. Esteticamente era um dos carros mais bonitos da época, e mecanicamente era dos carros mais fiáveis e ao mesmo tempo mais fáceis de reparar. Nos anos 90 era possível comprar duas versões: a XSI e a Rallye. Ambas partilhavam o motor de 1.3 litros, e enquanto no XSI esse motor apenas debitava 94 cavalos, no caso do Rallye ele foi trabalhado para debitar 100 cavalos. Mas não foram os 6 cavalos extra que tornaram este carro tão especial. Na verdade, o 106 Rallye tinha uma caixa de velocidades diferente, mais vocacionada para uma condução desportiva, uma suspensão mais baixa e reforçada, e o seu peso também foi diminuindo, tornando este carro num verdadeiro prazer para conduzir.

 

7. Peugeot 605

Após uma era onde a Peugeot estava a conquistar cada vez mais fãs entre o publico adepto do desporto motorizado, a Peugeot lançou o 605 numa tentativa de cativar também um público mais sénior, do mundo empresarial. Para isso, a Peugeot apostou no conforto, na tecnologia e na potência. Este carro foi lançado em 1980, mas já contava com ar condicionado, bancos elétricos e aquecidos e ABS, características pouco vulgares até então. Quanto à potência, o 605 podia ser vendido com um motor V6 de 200 cavalos de potência, levando este carro que tinha quase 6 metros de comprimento a atingir velocidades superiores a 220 km/h.

 

8. Peugeot 206

O Peugeot 206 foi talvez o carro mais vendido de sempre da marca francesa. As suas dimensões compactas tornavam-no bastante prático para manobrar em cidade e ao mesmo tempo confortável para usar em deslocações médias. Os consumos eram muito baixos e as prestações nada comprometedoras, o que somando tudo tornaram este carro num campeão de vendas. O 206 foi dos carros mais bem conseguidos de sempre pelo departamento de design da Peugeot, e apesar de se terem cumprido praticamente 20 anos desde o seu lançamento, a verdade é que as suas linhas continuam bastante atuais, e recentemente foi lançado o Peugeot 206+, que embora não seja mais vendido em Portugal, continua a ser vendido em vários países da América Latina, e que combinava a parte frontal e o interior de um Peugeot 207 com a traseira do 206, sem dúvida a parte mais bonita e característica deste carro.

 

9. Peugeot 607

Graças ao sucesso do 605 entre os vários empresários europeus (sobretudo os franceses), a Peugeot repetiu a fórmula atualizando apenas as linhas do carro, adicionado as últimas características de tecnologias e segurança e apimentado um pouco mais o motor do novo carro, lançando um carro que competia diretamente com os topo de gama da Audi, BMW ou Mercedes mas a um preço muito mais acessível. Este modelo, a par do Citroen C6 eram responsáveis por transportar os chefes de estado franceses no início deste milénio. Produzido entre 1999 e 2010, era possível equipar o Peugeot 607 com um mais económico motor 2.7 de tecnologia HDI (diesel) ou com um mais potente V6 a gasolina de 3.0 litros.

 

10. Peugeot RCZ-R

O sucesso da Peugeot ao longo dos anos fez com que a marca se quisesse aventurar num novo segmento em 2010, entrando no segmento dos desportivos de 2 portas, no entanto a limitada escolha de motores fez com que este carro nunca pudesse competir com as versões mais potentes do Audi TT, que era o seu competidor direto, nomeadamente a versão TTRS, por isso, em 2014 a Peugeot fez um “facelift” ao RCZ, e lançou também o RCZ-R, uma versão bastante mais potente que a original, com caixa de velocidades e suspensões revistas, e trabalhando o motor 1.6 turbo para que debitasse agora 247 cavalos de potência. É consensual que o RCZ-R é um dos carros mais bonitos de sempre lançados pela Peugeot, e a seu favor jogam também o preço (44 000€ pela versão full extras) mas também o facto de ter um motor bastante económico capaz de consumir apenas 6,5L a cada 100km, o que para um carro que consegue acelerar dos 0 aos 100 km/h em apenas 6 segundos não deixa de ser impressionante, e por isso este carro merece um lugar de destaque nesta lista dos melhores Peugeot de sempre.

 

Veja também: