Publicidade:

Meio milhão de utentes deixou de ter isenção de taxas moderadoras

No espaço de um ano quase 500 mil portugueses perderam a isenção das taxas moderadoras, porque, na maior parte dos casos, deixaram de estar em situação de carência económica.

Meio milhão de utentes deixou de ter isenção de taxas moderadoras
Estado diz que houve redução de casos de carência económica

De acordo com dados publicados no Portal do SNS, desde abril do ano passado, 480.237 portugueses, que estavam isentos do pagamento de taxas moderadoras, passaram a pagar para ter acesso a Centros de Saúde e Hospitais públicos.

A redução das pessoas consideradas em situação de carência económica é uma das causas apontadas pelo Estado para a perda da isenção. Também os doentes crónicos que, há um ano, eram cerca de 1,2 milhões, passaram a 811 mil. Isto é, também aqui houve uma grande descida no total de abrangidos pela isenção.

Todavia, em muitos casos, a melhoria do nível de vida destes quase 500 mil portugueses traduziu-se em 10 euros mensais – como aqueles que beneficiaram de uma atualização mínima da reforma.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].