Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
18 Ago, 2019 - 08:24
currículo de sucesso

6 dicas para fazer um currículo de sucesso

Catarina Milheiro

Já tem o seu currículo pronto, mas mesmo assim sente-se inseguro? Saiba quais as competências que os recrutadores procuram e conquiste-os com o seu CV.

O artigo continua após o anúncio

O currículo continua a ser uma ferramenta essencial quando o assunto é a procura de emprego. Perante um mercado que se tem vindo a tornar cada vez mais competitivo, é crucial que o seu currículo seja elaborado de uma forma correta e que contenha todas as informações sobre a sua carreira, incluindo alguns detalhes que podem mesmo fazer toda a diferença.

Questões como “que tipo de informação deve conter o currículo?”, “como deve ser estruturado?”ou “que tipo de coisas não devo escrever?” são bastante comuns no momento em que está a fazer ou a rever o seu CV.

Se está à procura de emprego, deve ficar a par de algumas competências que captam imediatamente a atenção dos recrutadores e que não devem faltar no seu CV.

Currículo perfeito em 6 dicas

Todos ambicionamos ter o melhor currículo, com as melhores competências e referências, não é assim? Por muito competitivo que o mercado esteja, todos procuram elaborar os currículos de formas totalmente diferentes e até mesmo com recurso a diversos programas.

Algumas empresas pedem o CV em modelo Europass, e aí não existe grande espaço de manobra para dar asas à nossa criatividade, pois estamos limitados àquela estrutura e àqueles detalhes de informação. No entanto, existem empresas que lhe dão liberdade total para entregar o currículo em qualquer tipo de formato e com a estrutura que lhe parecer mais indicada. Por isso, pode elaborá-lo em diversos programas de acordo com o seu gosto e, claro, com a função à qual se candidata.

E tenha atenção a esta questão: é extremamente importante ter o cuidado de elaborar um currículo de acordo com a função ou cargo ao qual se está a candidatar.

Para que consiga fazer um currículo de sucesso e com todas as competências que os recrutadores procuram, temos algumas dicas para si.

feedback positivo da entrevista

1. Estruture o seu CV de forma adequada

Para muitas pessoas esta pode ser uma tarefa difícil, especialmente para recém licenciados que ambicionam agora entrar no mercado de trabalho ou para aqueles que já têm diversas experiências profissionais.

O artigo continua após o anúncio

No entanto, a estruturação de um currículo não é um bicho de sete cabeças, e existem alguns truques que o podem ajudar. No mercado já há vários formatos disponíveis, contudo, se nenhum destes for do seu agrado existem alternativas. Cada um tem um sentido estético diferente, já para não falar do percurso profissional e pessoal, e é importante que o seu CV reflita tudo isso.

Assim, se acha o modelo Europass e o modelo americano desadequados, ou se não lhe for requerido o currículo num destes formatos, pode sempre optar por criar o seu próprio CV e dar-lhe o seu cunho pessoal.

Importa ainda referir, que independentemente do modelo, o currículo não deve ter mais do que 2 páginas.

Lembre-se que um currículo tem de contar a sua história de forma resumida, objetiva e incisiva, contendo sempre os seguintes aspetos:

  • Dados pessoais;
  • Resumo pessoal e profissional: deve fazer uma breve descrição das características pessoais e das competências que possui;
  • Educação: apresente somente o percurso académico mais relevante de forma destacada;
  • Experiência profissional: comece com a experiência atual ou mais recente, tendo em conta que é sempre a mais importante para o cargo a que se está a candidatar e descreva estas e outras empresas onde trabalhou. Além disto, não se esqueça de colocar ainda as suas funções e apresentar alguns dados quantitativos que revelem o seu sucesso nas diferentes funções;
  • Competências que possui, interesses pessoais e outras atividades: falamos de línguas ou outro tipo de competências que possua, como conhecimentos informáticos, por exemplo. Deve indicar também os seus interesses pessoais e outro tipo de atividades que exerça fora da sua profissão – pequenos negócios ou projetos que tenha desenvolvido, algum conhecimento específico em alguma matéria, voluntariado, desportos em que foi federado ou ainda hobbies.

2. Faça uma revisão daquilo que escreveu e, se necessário, peça ajuda

Todos cometemos erros quando escrevemos um email, uma mensagem ou simples texto – lembre-se que errar é humano e quando o assunto é a elaboração do seu currículo é natural que possa também ter alguns erros ortográficos. Por isso, não tenha vergonha e peça a um amigo de confiança e com alguma experiência para o ajudar nesse aspeto. Por vezes, podemos até ler vezes sem conta e não nos apercebermos de algum erro que possa lá estar.

Além disso, ao pedir ajuda a alguém com experiência no mercado de trabalho pode beneficiar de alguns truques ou dicas para incluir no seu próprio CV.

3. Adeque o seu CV à vaga a que se candidata

Quantas pessoas têm o currículo feito há meses e não fazem qualquer tipo de alteração nele à medida que o tempo passa? É normal que isso aconteça, principalmente com os profissionais que se encontram a trabalhar na mesma empresa há algum tempo. Contudo, é essencial que mantenha sempre o seu CV atualizado, pois desta forma não correrá o risco de se esquecer de algum pormenor quando tiver que voltar à procura de emprego.

Importa ainda referir que o seu currículo deve ser adequado e adaptado à vaga a que se candidata atualmente. Tendo em consideração que o recrutador passará pouco tempo com o seu CV na mão, é crucial que ele seja objetivo e que contenha apenas a informação adequada.

O artigo continua após o anúncio

4. Coloque-se no lugar do recrutador e perceba se o seu currículo faz sentido

Esta é uma dica bastante valiosa. Quando se coloca no lugar do recrutador e observa o seu currículo, terá a oportunidade
para compreender se a informação que escreveu se insere no que é pretendido para a função. Lembre-se que se o recrutador não entender a informação que consta no seu CV, ele irá passar automaticamente ao próximo sem que mostre qualquer interesse pelo seu.

Conheça 13 hobbies que ficam bem no currículo
Veja também Conheça 13 hobbies que ficam bem no currículo

5. Coloque algumas palavras-chave sobre a função

Assim que tiver o seu currículo bem estruturado, deve perder algum tempo a procurar as palavras-chave que deve incluir – determinado, motivado, estudioso, persistente, dinâmico, responsável ou confiável são alguns exemplos. Além disso, deve ainda procurar saber quais são os valores e cultura da empresa, para que possa direcionar mais ainda o seu CV para a função em questão.

6. Não coloque qualquer tipo de informação falsa

Não deve nunca mentir ou colocar qualquer tipo de informação falsa no seu CV.  Já pensou que se disser, por exemplo, que gosta imenso de ler, o recrutador durante a entrevista lhe pode perguntar qual foi o último livro que leu, ou qual é o seu livro preferido?

Situações como esta são de evitar a todo o custo. Seja verdadeiro e vai ver que não existirão motivos para se sentir nervoso quando for chamado para a entrevista.

As competências que os recrutadores mais procuram num currículo

Como já referimos, os recrutadores procuram determinadas competências nos currículos de cada um dos candidatos. Prepare-se e confira quais delas mais se adequam a si e claro, coloque-as no seu CV:

Capacidade para tomar decisões e solucionar problemas

Obedecer ao chefe faz parte do emprego de qualquer um. No entanto, em qualquer tipo de profissão, é extremamente importante que tenha a capacidade para tomar decisões por si próprio e que consiga encontrar as melhores soluções para os possíveis problemas com que a empresa se possa deparar.

Trabalhar em equipa

Para que consiga ter sucesso na sua carreira profissional é essencial que saiba trabalhar em equipa. Na maioria das empresas e dos cargos, é normal que os profissionais lidem diariamente com outras pessoas – mostre que sabe desenvolver um projeto em grupo, por exemplo.

Organização e planeamento

Mostre ao recrutador que sabe fazer planos e que se consegue organizar com as várias tarefas que desenvolveu no seu emprego anterior.

O artigo continua após o anúncio

Boa capacidade de compreensão e raciocínio

Sabia que os candidatos que têm um raciocínio mais rápido, são aqueles que se destacam imediatamente? Lembre-se que as empresas procuram candidatos que sejam eficazes e eficientes.

Comunicação

Ter a capacidade de comunicar com qualquer tipo de pessoa é extremamente importante nos dias que correm. E mais importante do que saber comunicar, é saber comunicar com eficiência.

Veja também
Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp