Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ekonomista
Ekonomista
08 Nov, 2019 - 09:55

Sabe se está a pagar IMI a mais?

Ekonomista

Faça as contas para perceber se lhe compensa ou não pedir uma avaliação da sua casa antes do dia 31 de dezembro.

Mãos sobre calculadora

Novembro é o mês em que se paga a última prestação do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), despesa esta que terá de contabilizar no orçamento familiar deste mês.

Porém, não se limite a pagar a fatura sempre que ela chega a sua casa. Faça por estar bem informado sobre as variáveis deste imposto, pois é bem provável que esteja a pagar mais IMI do que efetivamente deveria.

Um estudo da DECO Proteste, divulgado esta quinta-feira, dia 7 de novembro, revela que sete em cada dez portugueses estão a pagar imposto a mais.

Apesar de o valor de construção de todas as casas ter subido no início do ano (de 603 para 615€ por metro quadrado), ainda não foram feitas atualizações no quadro da Finanças que influenciam o cálculo de IMI em todos os imóveis. Aliás, a Autoridade Tributária (AT) só o faz quando o imóvel é transacionado ou quando o proprietário solicita uma nova avaliação. Daí que nem sempre compense fazê-lo.

Ao pedir a nova avaliação da casa, a AT irá atualizar todos os coeficientes. Uns poderão descer, como os referentes à antiguidade do imóvel ou à sua localização. Outros poderão subir, como o valor de construção. Entre subidas e descidas, pode (ou não) haver margem para poupança.

Apesar de a Associação para a Defesa do Consumidor aconselhar o pedido de avaliação até ao dia 31 de dezembro, importa que faça as suas contas, no sentido de perceber se essa avaliação lhe compensa ou não. Se compensar, o pedido poder-lhe-á valer uma poupança de algumas dezenas de euros já em 2020.

Embora a AT disponibilize esse pedido através do Portal das Finanças, a DECO recomenda que se faça pessoalmente, no balcão da área de localização do imóvel. Isto porque poderá ficar dispensado da apresentação de documentos de que os serviços já dispõem (nomeadamente as plantas do imóvel), sendo que apenas lhe bastará assinar o modelo 1 do IMI.

Veja também