Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Assunção Duarte
Assunção Duarte
28 Out, 2019 - 10:55

Adeus ao papel: Primavera Sound só com bilhetes telemóvel

Assunção Duarte

O icónico festival de música de Barcelona vai comemorar o seu 20º aniversário no próximo verão e as entradas só com bilhetes telemóvel. Acaba o papel.

Festival de música

O Primavera Sound só com bilhetes telemóvel é uma aposta para 2020, da organização de um dos festivais de música mais aclamados e famosos da Europa. Decorre anualmente em Barcelona onde atrai mais de 220 000 fãs.

O festival desdobra-se por outras cidades como a nossa capital do norte Porto, onde acontece desde 2012, na capital Londrina e nos Estados Unidos na cidade de Los Angeles.

Para a edição espanhola, já são 20 anos a comemorar a inovação musical. Tudo começou em 2001, numa versão bem mais modesta que a atual, que apenas pretendia celebrar um conceito e diversão musical que já existia na cidade desde os anos 90 e que levava várias discotecas da cidade a apresentar uma programação especial durante algumas noites.

Atualmente são 3 dias de programa que reúnem artistas consagrados, talentos alternativos e desconhecidos, para divulgar as últimas tendências de música multigénero que pode ir desde a música electrónica à música indie.

Mantendo o seu carácter de inovação, este será também o primeiro grande festival de verão a aderir ao conceito de bilhetes electrónicos sem alternativa em papel.

Primavera Sound só com bilhetes telemóvel

Raparigas em festival de música

Controlar a especulação com os bilhetes

Segundo o porta-voz da organização do festival, o recurso aos bilhetes exclusivamente electrónicos é uma forma de abordar duas questões importantes para o Primavera Sound.

A primeira é reduzir o uso de papel, contribuindo para atingir as sua metas ambientais e, a segunda, é colocar de fora do processo da venda os intermediários e especuladores que negoceiam em torno da venda e revenda de bilhetes, contribuindo para inflacionar os preços.

Como funciona a aplicação Dice?

O festival apostou na tecnologia britânica da aplicação Dice, que já tinha dado mostras de um funcionamento bem sucedido com músicos e artistas como Adele, Solange, A$AP Rocky e Kanye West. A aplicação está disponível para Android e iOS e deve ser instalada no smartphone de quem quer comprar os bilhetes.

Depois da compra feita, a plataforma bloqueia cada bilhete diretamente no telefone que o comprou e esse bilhete já não pode ser revendido. Os bilhetes apenas podem ser transferidos entre dispositivos, se foram comprados como oferta para alguém, desde que essa outra pessoa também tenha instalada a aplicação. 

A aplicação permite ainda uma gestão mais eficiente de reembolsos ou de bilhetes devolvidos, que podem imediatamente estar disponíveis para outros utilizadores que se tenham inscrito na lista de espera da Dice. Como medida de segurança extra, o código QR do bilhete vai ficar oculto até duas horas antes do espetáculo.

Primavera Sound 2019: notícias do fim foram muito exageradas
Não perca Primavera Sound 2019: notícias do fim foram muito exageradas

Se perder o comprador do bilhete perder o telemóvel ou este avariar deixando-o sem acesso à aplicação, ele poderá entrar na mesma no evento. Basta mostrar a sua identificação no local já que o nome dos compradores ficará registado e poderá ser consultado à entrada pelos controladores do recinto. 

Durante o festival irão decorrer uma série de eventos extra, espalhados pela cidade, e para os quais a aplicação também irá vender bilhetes. Incluem-se nestes eventos paralelos, exposições de arte, feiras e até percursos gastronómicos especialmente criados para o evento principal. 

A aplicação Dice também vai disponibilizar a compra de bilhetes para o Primavera Sound do Porto, mas entre nós ainda é possível continuar a comprar os bilhetes em papel nos locais habituais.

O teste aos bilhetes exclusivamente electrónicos terá lugar no mês de Junho, entre os dias 4 e 7, no já famoso Parc del Fòrum da capital da Catalunha.

Veja também