Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Luís Vicente
Luís Vicente
18 Ago, 2020 - 16:00

De Espanha para Portugal numa tirolesa. Atreve-se?

Luís Vicente

É a única tirolesa transfronteiriça do mundo. São 720 metros de adrenalina, que ligam Sanlúcar de Guadiana a Alcoutim. Sente-se com coragem?

Tirolesa sobre o rio Guadiana

Limite Zero é o nome da organização que gere a única tirolesa transfronteiriça do mundo, que une Portugal e Espanha. Mais concretamente, permite a ligação entre Alcoutim e Sanlúcar de Guadiana, deslizando num cabo esticado sobre aquele rio ibérico.

O ponto mais alto é na localidade espanhola e desce-se em direcção a Portugal, pelo que o sentido é sempre Sanlúcar – Alcoutim.

Esta tirolesa já é bastante conhecida pelo público local e também visitantes, sendo que está em operação desde 2013. No entanto, tem ganhado cada vez mais fãs e admiradores.

Por isso mesmo, o serviço da LimiteZero não se cinge a deslizar: a organização trata também do transporte para a remota Sanlúcar, em Huelva, inclusive até desde Faro.

Se está na dúvida em aventurar-se ou não, saiba que foram tomadas todas as medidas de segurança tendo em conta o momento de pandemia que estamos a atravessar. Por isso, o melhor é mesmo marcar online.

atravessar o Guadiana em tirolesa: inesquecível

Mulher a deslizar numa corda tirolesa

Como funciona a tirolesa sobre o Guadiana

Depois de chegar à pacata Sanlúcar, os participantes são transportados, em grupos de 8, pela equipa da LimiteZero, com o equipamento e capacetes já previamente cedidos pela organização.

A travessia de 720 metros num cabo suspenso entre Portugal e Espanha, mais concretamente entre as margens do Guadiana, faz-se em menos de 2 minutos e numa velocidade que pode chegar aos 80 quilómetros por hora.

Ao terminar a travessia, já em solo nacional, há que fazer um pequeno trajecto de 5 minutos até ao cais de Alcoutim.

Esta informação é relevante porque se tiver deixado o carro na outra margem, terá de apanhar um ferry. O custo desse transporte está incluído no bilhete da travessia em tirolesa

Atenção: Se deixar o carro em Portugal para seguir em direcção a Sanlúcar, aproveitando a boleia da tirolesa para regressar, já tem de comprar bilhete (1,5€)

Aclamado pela crítica

Organização e competência

Como referimos anteriormente, a tirolesa da LimiteZero tem atraído ano após ano bastantes turistas. Nos sites especializados em actividades turísticas, é possível perceber que entre as críticas positivas mais frequentes está o elogio à competência e atenção do staff.

Sentimento de segurança

A segurança é também outro dos pontos positivos mencionados nos sites especializados em críticas. Tratando-se de uma actividade físico-desportiva, é sintomático do bom serviço prestado.

Entre as regras de segurança exigidas extra equipamento estão as características pessoas de idade e peso: mínimo de 14 anos de idade e máximo de 110 quilos de peso.

Velocidade agradável

Por fim, a velocidade é também destacada; neste caso, a ausência dela. Pode parecer estranho, mas a maior parte dos participantes acaba por ficar agradado com a velocidade aceitável em que se faz o percurso: nem muito lento nem demasiado rápido, podendo apreciar-se a vista desafogada.

Esta nota sobre a velocidade é também importante para os mais aventureiros: alguns visitantes, com expectativas mal geridas, acabam por se sentir defraudados ao perceberem que não se trata de uma actividade radical.

Casa isolada na rota do guadiana
Não perca Rota do Guadiana: trilho fascinante por um rio e uma fronteira

Uma Península Ibérica por descobrir

Esta actividade de doses de adrenalina equilibradas, como a tirolesa, é um cartão de visita para uma zona da Península Ibérica pouco explorada. Desta forma, poderá aproveitar a deslocação a Alcoutim/Sanlúcar para conhecer melhor estas terras irrigadas pelo Guadiana.

Alcoutim é uma tranquila vila portuguesa que tem todo o sossegado e boa gastronomia que o Alentejo tem para oferecer. Conta ainda com o Castelo Novo, construído no século XVI, cuja visita permite uma vista panorâmica sobre a vila.

Para quem quer ir a banhos também há alternativas, nomeadamente, a Ribeira de Cadavais, onde existe uma praia fluvial, de bandeira azul.

Do outro lado da fronteira está Sanlúcar de Guadiana. Os antigos moinhos, a Igreja de Nossa Senhora das Flores e o Castelo de S. Marcos são os edifícios e construções que suscitam mais interessa junto dos visitantes.

Tal como na margem portuguesa, Sanlúcar também é premiada com uma praia fluvial. Se pretender pernoitar pela zona, uma pesquisa rápida online aponta para uma maior variedade de soluções de alojamento na margem portuguesa.

Veja também