Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Catarine Martins
Catarine Martins
04 Out, 2018 - 16:30

Novidade: A Versace foi comprada pela Michael Kors

Catarine Martins

É a novidade quente do mundo da moda: a italiana Versace foi comprada pela Michael Kors, americana, mas Donatella mantém-se no cargo de directora criativa.

Novidade: A Versace foi comprada pela Michael Kors

Quem gosta do mundo da moda e segue atentamente as notícias da indústria, provavelmente já estará a par do negócio do ano: a italiana Versace foi comprada pela Michael Kors.

A verdade é que a americana Michael Kors já tinha, no ano passado, comprado a Jimmy Choo, numa tentativa de atingir o segmento de luxo.

Segue-se, este ano, a italiana Versace por cerca de 2,2 milhões de dólares. Contudo, e ao contrário do que muitos especularam, Donatella Versace mantém-se na direcção criativa da marca fundada pelo irmão, Gianni Versace.

Aliás, em entrevista ao New York Times Donnatella afirmou que já tinha sido abordada várias vezes por empresas interessadas na Versace, mas só agora lhe pareceu o momento certo de vender, uma vez que a paixão pela marca e os objectivos para o futuro estão alinhados e são claros para ambas as partes.

Versace foi comprada pela Michael Kors: o que muda?

 

O grupo Michael Kors pretende, por um lado, investir na área dos acessórios da marca italiana – uma vez que estudos apontam para o facto dos consumidores estarem, cada vez mais, a investir nesse tipo de peças e, por outro lado, com a aquisição de uma casa com 40 anos de história cujo segmento sempre foi o luxo, reposicionar toda a Michael Kors como uma marca de luxo.

É que, a estratégia da Michael Kors de atingir um público mais alargado falhou e, a marca pretende focar agora no mercado de luxo, uma vez que são cada vez mais os consumidores que pretendem investir em bens duradouros e de luxo.

E a directora criativa, Donatella Versace?

Donatella Versace assumiu o cargo de directora criativa da marca após a morte do seu irmão, Gianni, que a tinha fundado. Os dois eram bastante chegados e, durante anos trabalharam juntos, sendo Donatella a musa inspiradora do irmão.

Depois do assassinato de Gianni, a dúvida instalou-se na marca italiana mas certo é que, Donatella assumiu a direcção criativa do negócio, expandindo-o, posição que, aliás, manterá, após a casa italiana ter sido comprada pelo grupo Michael Kors.

Veja também: