Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Luísa Santos
Luísa Santos
04 Mar, 2019 - 18:44

As 6 melhores alternativas ao YouTube

Luísa Santos

Hoje em dia, são várias as opções e alternativas ao YouTube que encontramos na Internet. Reunimos as melhores plataformas para ver vídeos.

As 6 melhores alternativas ao YouTube

O YouTube rapidamente alcançou uma fama ímpar, sendo a plataforma preferida da maior parte dos utilizadores que navegam na Internet. Por ter sido uma das pioneiras, facilmente ganhou a importância necessárias. Mas existem alternativas ao YouTube que vai gostar de espreitar se não quiser usar mais este serviço.

6 alternativas ao YouTube que vai querer conhecer

mulher a usar o youtube

1. Dailymotion

É uma das plataformas de partilha de vídeos mais populares atualmente, por isso constitui uma das alternativas ao YouTube da atualidade. O seu funcionamento é, em muito, semelhante à “plataforma rainha”, mas dispões de outras características interessantes de explorar.

Para além de encontrar trending videos, isto é, o conteúdo mais partilhado nessa plataforma naquele momento, pode também recorrer ao Dailymotion para fazer upload do seu próprio conteúdo – tal como acontece com os YouTubers espalhados um pouco por todo o mundo.

Para tal, dispõe de 4GB de carregamento e até 60 minutos de duração – tudo isto em 1080p. Este é um dos aspetos mais atrativos do Dailymotion, uma vez que os produtores de conteúdo enfrentam, hoje em dia, uma série de regras e requisitos legais que devem cumprir no seu processo de criação.

Nesta plataforma, ainda que existam guidelines próximas, a exigência não é tanta, pelo que há maior flexibilidade de partilha e produção. Por este motivo, há mais liberdade e a qualidade mantém-se. Por isso, não existe tanto risco de remoção de conteúdo, numa plataforma que, em termos de usabilidade, é muito próxima do YouTube.

2. Vimeo

Num contexto ligeiramente diferente, surge o Vimeo. A par do YouTube, esta foi uma das primeiras plataformas (em 2004), ainda que com um propósito e um público-alvo distintos. Em primeiro lugar, a interface é mais limpa e não dá lugar a publicidades nem a tantas sugestões de vídeos aos quais pode assistir mais tarde.

Trata-se de uma plataforma muito direcionada para produtores de conteúdo cinematográfico (ou próximo). É muito usual encontrar no Vimeo filmes e curtas-metragens, por exemplo, já que esta plataforma disponibiliza uma capacidade de upload acima da média e de extrema qualidade (incluíndo conteúdo em4K Ultra HD com HDR).

Ainda assim, encontra outro tipo de conteúdo, principalmente relacionado com música, dança ou fotografia. Sendo que, neste site, não encontra vídeos de conteúdo mais aleatório (como de partidas, animais ou outros virais), não existe espaço para publicidade, pelo que o Vimeo sobrevive de doações dos seus utilizadores (que não são obrigatórias).

Em termos de capacidade de upload, o espaço oferecido não é tanto como gostaria, já que existe um limite de 500MB semanais. No entanto, se optar pela opção paga, pode usufruir de 5GB de carregamento – o que é mais indicado para os produtores de conteúdo até agora falados.

3. Metacafe

O Metacafe é um dos sites de streaming mais antigos a constar nesta lista, mas não é só por isso que é uma das alternativas ao YouTube. Lançado em 2003, esta plataforma oferece conteúdo de duração mais curta, onde pode encontrar vídeos até 90 segundos.

A pesquisa é muito organizada e categorizada em diferentes temas, pelo que é muito fácil encontrar o conteúdo que quer ver. Trata-se de uma plataforma que é bastante diferente do YouTube, mas que, ainda assim, engloba também conteúdo do género – podendo encontrar, sobretudo, vídeos de humor e comédia para uns bons minutos de diversão.

4. DTube

À semelhança do Vimeo, o DTube também não tem publicidade, por isso pode assistir aos seus vídeos preferidos sem interrupções. É uma das mais recentes alternativas ao YouTube, tendo sido lançado apenas em 2006. Neste site, pode também encontrar trending videos e outro tipo de conteúdo viral.

Graças ao Steam, esta plataforma não apresenta publicidade e não depende de doações dos utilizadores, sendo que estes são inclusive motivados a produzir e carregar conteúdo – já que o DTube oferece recompensas durante sete dias (através de criptomoedas).

5. Veoh

Para vídeos mais longos, e até mesmo séries e filmes, apresentamos-lhe o Veoh, uma plataforma especializada em conteúdo de longa duração. Uma das suas vantagens é o facto de poder filtrar e personalizar a sua pesquisa e experiência enquanto utilizador da forma que bem entender.

Se for produtor de conteúdo, também vai gostar desta opção, que não impõe limites de carregamento. Ainda que seja uma plataforma de partilha de vídeos, o Veoh chega a ser, em alguns momentos, uma verdadeira rede social – uma vez que permite que adicione contactos, crie grupos de interesse e envie mensagens privadas para quem quiser.

6. IGTV

Se passa horas no seu smartphone e procura conteúdo otimizado para o mesmo, apresentamos-lhe o IGTV, também conhecido como Instagram TV. Esta foi uma funcionalidade recentemente apresentada pela empresa que permite produzir conteúdo de longa duração.

Se utiliza a rede social, sabe que os stories que cria só podem ter até 15 segundos de duração, daí o IGTV ter representado uma verdadeira revolução nesta plataforma – sobretudo para produtores de conteúdo e social media influencers.

Com o IGTV pode ver vídeos verticais, especificamente produzidos nesse formato, das suas contas preferidas. A verdade é que pode assistir a conteúdo com até uma hora de duração. Não se esqueça que este é um género de conteúdo otimizado para telemóveis, pelo que só pode pesquisar pelo mesmo nesses dispositivos. Ainda assim, pode também fazer upload de conteúdo através do computador (mas a pesquisa não é permitida).

Veja também