ebook
GUIA DO IRS
Patrocinado por Reorganiza
Teresa Campos
Teresa Campos
30 Jan, 2022 - 22:18

Amizades na adolescência: qual o seu significado para os jovens?

Teresa Campos

As amizades na adolescência assentam em valores como proteção, entreajuda e confiança. Perceba o papel destas relações para os jovens.

amizades-na-adolescencia

É importante que pais e mães percebam que as amizades na adolescência são um dos principais meios de construir a identidade dos mais jovens. É com base nelas que eles estabelecem as suas crenças e perspetivas acerca do mundo e das pessoas à sua volta.

As amizades na adolescência são essenciais para o equilíbrio emocional e mental dos jovens, pois é muitas vezes nos amigos que eles encontram as pessoas certas para conversar, desabafar, chorar, partilhar segredos e encontrar ajuda e força.

Além disso, são companheiros de brincadeira e de diversão, aspetos também muito importantes na vida de qualquer adolescente.

Amizades na adolescência: o que devemos saber sobre elas

As amizades começam praticamente desde a creche, quando as crianças começam a partilhar brinquedos e brincadeiras e a tratarem e a cuidarem umas das noutras, nutrindo sentimentos de afinidade e de carinho umas pelas outras.

Este é uma primeira experiência que contribui para a aprendizagem de normas e de regras sociais, servindo de exemplo. As amizades conseguem funcionar assim como uma rede de sustentação, sempre que algo falha noutro domínio da vida, como é o caso do domínio pessoal, profissional ou outro.

Depressão na adolescência: fatores de risco e sinais de alerta
Veja também Depressão na adolescência: fatores de risco e sinais de alerta

Qual o contributo dos pais para estas amizades?

Os pais e os educadores devem estimular as relações de amizade dos seus filhos, convidando, por exemplo, os seus colegas para irem até lá a casa, permitindo idas ao cinema ou proporcionando outros momentos de encontro e de socialização.

Uma amizade só sobrevive se for alimentada e, neste caso, não importa a distância física. Por isso, os pais devem incentivar os seus filhos a contactarem regularmente os seus amigos pelos mais variados meios disponíveis.

A amizade deve ter alicerces fortes e sustentáveis para que funcione como um apoio externo ao seio familiar. É isso que significa o “melhor amigo”. No fundo, ele é alguém que dá apoio, carinho, companhia, diversão e estabilidade emocional. Assim, o jovem sente-se melhor consigo, reforçando a sua auto-estima e auto-confiança.

Jovens em busca de comprar voos baratos

Principais vantagens das amizades na adolescência

Assim, as amizades na adolescência trazem aos jovens diversas coisas que são benéficas para o seu crescimento pessoal e afirmação.

Para uma amizade ser considerada boa, ela deve assentar em três valores essenciais, a saber: integridade, cuidado e alegria. Além disso, no caso dos jovens, elas oferecem ainda:

  • sentimento de pertença;
  • suporte emocional;
  • compreensão do seu lugar no mundo;
  • experiências com o género oposto.

No entanto, as amizades na adolescência podem ainda ser tipificadas da seguinte maneira, como elaboramos abaixo.

  • Úteis: têm apenas em vista obter do outro aquilo que nos interessa naquele momento e não conseguimos alcançar por outra via.
  • Prazeirosas: existem interesses, atividades ou gostos comuns que ligam as pessoas e proporcionam momentos e sentimentos positivos.
  • De admiração: há um grande respeito pelo outro que, de alguma forma, serve de exemplo para nós e que é alguém cujos feitos e valores queremos alcançar.

Nesta fase delicada da vida e do desenvolvimento de um jovem, o grande desafio dos pais é aceitarem as amizades na adolescência como algo salutar e essencial na vida dos seus filhos, mesmo que por vezes pareça que eles gostam ou preferem estar com os colegas do que com a própria família, por exemplo.

Naturalmente que, tal como na idade adulta, nem todas as amizades na adolescência são benéficas para os jovens. Por isso, os pais devem estar atentos, no sentido de perceberem se na base desses relacionamentos estão os tais três pilares fundamentais para uma boa amizade, ou seja: integridade, cuidado e alegria.

Veja também