Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ana Duarte
Ana Duarte
11 Mai, 2018 - 12:16

Novo Android vai alertá-lo quando passar demasiado tempo no telemóvel

Ana Duarte

O Android P tem como objetivo fazer com que o utilizador faça uma gestão mais consciente do seu telemóvel e combater o vício do smartphone.

Novo Android vai alertá-lo quando passar demasiado tempo no telemóvel

A Google apresentou, no dia 8 de maio de 2018, durante a conferência anual Google I/O 2018, algumas novidades da próxima versão do Android, o Android P.

Em vez de apostar em mais funcionalidades para fazer com que o utilizador use ainda mais o smartphone, a Google está a lançar recursos para que o utilizador fique menos viciado no telemóvel.

O Android P vai ter uma funcionalidade que diz ao utilizador com que frequência e durante quanto tempo este usa cada app do seu smartphone, permitindo que estabeleça limites a si mesmo.

Novo Android quer que passe menos tempo no smartphone

O vício do telemóvel está a aumentar e a Google quer combatê-lo com o Android P. A empresa americana fala em “bem-estar digital” e está a apostar nessa frente. “Com base na vossa investigação, sabemos que as pessoas se sentem ligadas aos seus dispositivos”, afirmou Sundar Pichai, CEO da Google.

Com este vício em mente, a Google desenvolveu o Android P, que será uma das maiores revoluções do Android dos últimos anos. Não estando apenas a mudar a forma como se navega no sistema operativo Android, a empresa está também a mudar a forma como o utilizador interage com o telemóvel e vice-versa.

O grande objetivo deste novo Android é fazer com que o smartphone passe a ser cada vez menos um objeto de vício, distração e stress, bem como dar mais informação ao utilizador acerca de quanto tempo passa a usar o gadget, mediando a atenção que lhe dá e enviando alertas.

Android P

Fonte da imagem: Google/Divulgação

As funcionalidades do Android P passam por uma análise de utilização do smartphone, permitindo ao utilizador saber quanto tempo passa em aplicações, quantas vezes desbloqueia o equipamento, quantas notificações recebe, quantificando quão viciado está o utilizador no seu telemóvel.

Não se ficando pelo diagnóstico, esta atualização vai também permitir ao utilizador lutar contra o vício ao limitar o tempo de utilização das aplicações. O Android P vai também ter modos que possibilitam ao utilizador “desligar-se” de forma mais eficaz do aparelho.

A versão beta pública do Android P já está disponível para alguns dispositivos, esperando-se que a versão final seja lançada no outono de 2018.

Veja também: