Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ekonomista
Ekonomista
27 Set, 2019 - 09:44

Abanca, Santander e Crédito Agrícola fazem disparar anuidade do cartão de débito

Ekonomista

Os três bancos foram os únicos que aumentaram (muito) as comissões dos seus cartões de débito nos primeiros seis meses do ano.

Homem a utilizar cartão de débito numa caixa Multibanco

De acordo com os dados divulgados pelo Banco de Portugal, as anuidades dos cartões de débito dispararam 16,66% nos primeiros seis meses do ano. No final de junho, o preço médio destes cartões situava-se nos 16,87€.

Este aumento das comissões do cartão de débito deve-se, sobretudo, a três entidades: Abanca, Crédito Agrícola (CA) e Santander Totta. No Abanca, por exemplo, a anuidade do cartão de débito disparou quase 80% naquele período.

A análise do Banco de Portugal, no âmbito da sinopse do Relatório de Supervisão comportamental, revela, contudo, uma grande disparidade nos custos exigidos pelas diferentes instituições financeiras. Por um lado, há bancos que não cobram qualquer anuidade pelo cartão de débito – caso do Banco CTT, do ActivoBank e do BNI Europa. Por outro, o custo máximo do cartão pode chegar aos 31,20€, caso do Banco do Brasil.

As três instituições financeiras refiras foram, contudo, as únicas que reviram em alta o custo da disponibilização de cartão de débito ao longo do primeiro semestre. Abanca foi, contudo, a instituição que fez uma revisão mais agressiva do preço: do início do ano até junho, o preço da anuidade do cartão passou de 14,56€ para 26€.

Veja também