Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Teresa Campos
Teresa Campos
02 Mar, 2020 - 13:33

Arroz integral: valerá mesmo a pena mudar?

Teresa Campos

O arroz integral é um cereal muito rico e completo. Mas será que só tem vantagens para a saúde? Fique a perceber melhor e tire as dúvidas.

colher com arroz integral

Nos últimos anos, o arroz integral tem sido muito recomendado a quem está a fazer dieta e quer perder peso. Contudo, também há quem diga que as vantagens deste cereal não são assim tantas e que ele até é mais calórico que o arroz branco. Será verdade?

Para responder a esta e a outras dúvidas listámos alguns dos benefícios do arroz integral, de modo a perceber se esta é, de facto, uma melhor escolha alimentar ou não. Assim, pegue em papel e caneta e comece a tirar as suas notas.

Será o arroz integral a melhor opção? Nós explicámos

O arroz integral é um excelente alimento, com diversos benefícios, mas isso não significa que não haja outros tipos de arroz, igualmente bons para a saúde. Porém, o cereal integral reúne, efetivamente, propriedades únicas.

Este grão integral possui amido, lipídos e proteínas, vitaminas (tiamina, niacina, riboflavina e alfa-tocoferol), minerais (manganês, magnésio, cobre, selénio, fósforo e potássio) e fibras solúveis e insolúveis.

O arroz integral contém compostos fenólicos com efeitos anti-inflamatórias e antioxidantes que ajudam no tratamento de várias doenças. Por isso, para retirar o máximo proveito deste arroz, deve colocá-lo numa travessa com água durante a noite, antes de o cozinhar. Depois, deve cozer o cereal numa proporção de cinco chávenas de água para cada chávena de arroz.

4 receitas com atum e arroz que vai adorar
Veja também 4 receitas com atum e arroz que vai adorar

Benefícios do arroz integral

Emagrecimento

O arroz integral ajuda a emagrecer, uma vez que contribui para o bom funcionamento do intestino e, além disso, as suas fibras tornam-no saciante, ficando sem fome durante mais tempo.

arroz integral na mão

Gluten free

Este arroz não possui glúten, o que é ótimo para pessoas alérgicas ou intolerantes ao glúten que, assim, conseguem comer arroz, sem sofrer com as reações adversas do glúten.

Cérebro

Como este arroz é rico em magnésio, ele ajuda nas funções cerebrais, contribuindo para fazer a síntese do neurotransmissor serotonina. Este mineral ainda compensa a ação do cálcio no corpo, auxiliando no processo de transmissão de impulsos nervosos.

Diabetes

O arroz integral também é benéfico para quem sofre de diabetes do tipo 2, até porque o consumo deste arroz ajuda a diminuir o nível de glicose no sangue.

Coração

O magnésio deste arroz também ajuda a regular o ritmo cardíaco, a inibir a agregação das plaquetas e a relaxar o músculo liso dos vasos sanguíneos. Já a pectina deste arroz também contribui para reduzir o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e o colesterol.

prato com arroz integral

Calorias

Ao contrário do que se possa pensar, o arroz integral até é um pouco mais calórico do que o branco. Assim sendo, a grande vantagem do integral é que é mais rico em fibras, o que é bastante benéfico para o nosso organismo.

Sistema imunitário

O selénio é um mineral que fortalece o sistema imunitário e diminui o risco de ficar doente e é uma maneira de ficar mais forte e com mais energia, algo indispensável para quem está, por exemplo, a começar uma dieta.

Conclusão

Se o arroz integral é um bom alimento? Sim, é. Se, por si só, ele é capaz de fazer emagrecer? Não. Assim, não convém ver neste cereal uma solução milagrosa, porque não é. No entanto, se consumir este alimento inserido numa dieta equilibrada e variada e num estilo de vida saudável, irá certamente colher todos os seus benefícios.

Como sempre, a moderação e o equilíbrio são a chave para ter os resultados que pretende.

Veja também