Publicidade:

12 carros que todos deviam conduzir

Existem carros que são autênticas obras de arte e que foram feitos para serem guiados. Descubra aqui 12 carros que todos deviam conduzir.

12 carros que todos deviam conduzir
Verdadeiras viagens de luxo

Porque há sentimentos que não se explicam, relações que não se questionam, pares que são indissociáveis e prazeres na vida que todos merecemos experimentar, deixamos-lhe aqui uma lista de 12 carros que todos deviam conduzir.

Homens e mulheres merecem experimentar sentar-se ao volante destas maravilhas da engenharia que já percorreram gerações, mas que se mantêm com a mesma elegância que as marcaram quando surgiram.

Italianas, francesas, alemãs ou britânicas, estas sedutoras máquinas têm em comum o facto de serem mais do que simples meios de transporte. São modelos que se tornaram verdadeiros símbolos de poder, ícones de potência e objetos de desejo que todos aspiram e só alguns conseguem atingir.

Faça connosco a sua bucket list de carros que todos deviam conduzir.

Os carros que todos deviam conduzir


1. AC Cobra

ac cobra

Um dos modelos mais másculos da nossa lista, o AC Cobra foi construído para vencer, e vencer foi precisamente o que fez, não só nas pistas, mas também em estrada.

O seu design intemporal, uma mistura de elegância e agressividade, conquista o mais exigente dos gostos, mas é o caráter indomável que o distingue da concorrência. Deixando uma marca indelével em todos os que o conduziram, este pequeno modelo já conquistou o seu lugar na história do automóvel.

2. Citröen DS

ALT citroen

Este clássico foi apelidado pelo filósofo francês Roland Barthes como algo caído do céu. Se pronunciar o seu nome em francês (que não fica muito longe do português), soa a algo como “déesse”, a palavra francesa para deusa.

Foi lançado pela marca em 1955 e ainda é hoje em dia um dos carros mais inovadores a surgirem e o objeto de desejo de muitos intelectuais das décadas de 50 e 60. Apesar de hoje não ser um carro para todos os dias, pelo seu consumo e personalidade de condução, é ainda uma verdadeira beleza.

3. Bugatti Veyron

bugatti

Se existisse um pódio para super carros este estaria no topo, com a medalha de ouro pendurada no retrovisor.

Qualquer pessoa que o conduza vai sentir-se verdadeiramente bafejado pela sorte, como se todos os seus desejos tivessem sido concedidos de uma vez só: um musculado motor de potência estonteante, uma capacidade de resposta incomparável e uma travagem absolutamente infalível.

Ainda pode comprar este carro novo, hoje em dia, mas o preço não é dos mais convidativos.

4. Lamborghini Countach

ALT lamborgini

Agressivo, másculo, viril, tudo excelentes adjetivos para caraterizar o Lamborghini Countach. Um modelo temperamental, com uma silhueta única e identificável, como grande parte dos modelos desta marca de automóveis de luxo.

É, sem dúvida, um daqueles fortes exemplos de carros que todos deviam conduzir. Se o seu mais arrojado sonho se realizar e, num fabuloso dia, se encontrar atrás do volante desta criatura, é bom que os seus instintos não falhem: não é à toa que o ícone no capot representa um touro!

5. Porsche 911 Carrera RS

ALT porsche

Este carro não é propriamente um desconhecido e obviamente que todos os modelos atualizados são mais seguros e eficazes na condução e no consumo. Os modelos mais modernos são também mais portentosos e armadilhados.

Mas existe alguma adrenalina ao conduzir um dos modelos mais antigos, das décadas de 60 e 70, com potentes motores de 207 cavalos e um design mais “frágil”. Um automóvel para conduzir uma vez na vida, com cuidado, para evitar que seja a última que alguma vez se conduz!

6. Aston Martin DB4GT Zagato

ALT aston martin

Há automóveis que, de tão espantosamente belos e elegantes, são autênticas peças de arte. O DB4GT Zagato é um desses modelos, um carro que todos deviam conduzir!

Este excitante carro desportivo britânico, de uma marca tão associada à cultura popular, foi construído sobretudo como carro de corridas, prevendo um agressivo motor, adequado ao objetivo em mente.

No entanto, é reconhecido sobretudo pela sofisticada carroçaria, da responsabilidade da Zagato, de Milão. A sua raridade, com apenas 19 exemplares produzidos, só acresce ao poder de sedução.

7. Lotus Elise

ALT lotus

O modelo Elisa da Lotus é um exemplo perfeito do desejo de conciliar o tamanho e peso leves com o conceito de alta agilidade que um automóvel deve ter. Este modelo foi apenas lançado em 1995, ainda uma criança comparado com alguns modelos que lhe apresentamos nesta lista.

Não perde nada pelo toque de modernidade que lhe é conferido, se pensarmos na leveza da condução e no contacto próximo que o condutor deve sentir com a própria estrada, onde todos os toques da gravilha da estrada são sentidos. Tudo por causa do alumínio que o reveste.

8. Ferrari GTO

ferrari

Quando pensamos nos inúmeros modelos míticos ligados à Ferrari, rapidamente nos apercebemos do difícil que é selecionar apenas um. A nossa escolha recaiu mesmo sobre o lendário GTO, o Ferrari original.

Contrariamente à maioria dos carros, o seu espetacular design não derivou de uma tentativa de agradar a potenciais clientes, mas sim de uma forma de o tornar mais rápido e eficiente nos circuitos de corrida.

Resultou: o másculo V12 dominou as provas e sua arrogante beleza conquistou todos os amantes de automóveis. Tem uns milhões disponíveis para ele?

9. Mercedes Benz SLR McLaren

mercedes

Se tradição e inovação se juntassem para criar um carro, este seria o resultado. O fabuloso desportivo de dois lugares, com os seus pormenores de design inspirados no F1 Silver Arrows e as suas portas asa de gaivota, remete para os lendários carros de corrida SLR dos anos 50.

No entanto, não deixa de se assumir como um Grand Turismo do século XXI, com a sua imagem absolutamente distintiva, tecnologia de ponta e acabamentos da mais elevada qualidade.

10. Cadillac Eldorado

ALT cadillac

Para viajar um pouco até ao continente americano, porque eles também fazem bons carros, apresentamos o mítico e icónico Cadillac Eldorado. Definitivamente um daqueles carros que todos deviam conduzir.

O modelo Eldorado nasceu nos anos 50 do século passado e, apesar de já não ser fabricado, pode ser que tenha sorte em encontrar. A resposta da Cadillac aos carros de luxo europeus, oferece um motor tão potente e imponente como o seu tamanho.

11. Jaguar E-Type

jaguar

Construído sobre a base do Type D, o mítico carro de corridas da Jaguar, o E-Type tornou-se um verdadeiro ícone dos anos 60, combinando como nenhum até então uma beleza exótica de linhas puras, uma performance fora de série e um preço relativamente acessível.

Atualmente, este descapotável britânico continua a ser considerado um dos mais bonitos alguma vez construídos. A boa notícia: se o conduzir vai poder andar tão ou mais rápido do que na maioria dos Ferraris e a metade do preço.

12. Rolls Royce Phantom

ALT rolls royce

Talvez tenhamos deixado o melhor para último. Este carro é o holy grail de qualquer pessoa devota ao mundo automóvel. Sobretudo ao mundo dos automóveis de luxo.

A estrutura de alumínio apoia na suspensão super confortável. Já sem falar no motor V-12. Se quer ter esta experiência só por si, pode ainda personalizá-lo completamente. O rei dos carros que todos deviam conduzir.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.

Também lhe pode interessar: