Como acalmar um gato stressado: 7 dicas essenciais

O seu felino tem-se mostrado nervoso ou assustado? Aprenda como acalmar um gato stressado e agressivo. Tome nota das dicas e tranquilize o seu animal.

“sponsored by fidelidade”
Como acalmar um gato stressado: 7 dicas essenciais
Gato stressado? Saiba como agir

Há muitas circunstâncias que podem provocar stress ou nervosismo no seu felino. Identificá-las é um passo importante, mas saber como acalmar um gato é fundamental, para conseguir pôr termo a situações de nervosismo que possam evoluir para cenários de alguma agressividade, por parte do seu amigo de quatro patas.

A nossa sugestão é que aprenda como acalmar um gato recorrendo a truques simples, mas eficazes, aconselhando, porém, a que consulte o veterinário se os episódios de stress ou nervosismo se começarem a tornar demasiado frequentes ou agressivos.

Não se esqueça que um felino assustado é sinónimo de um animal desconfortável consigo ou com o ambiente em que está. Portanto, nunca é demais tentar averiguar o que se passa com o seu animal e dar-lhe todas as condições para ele estar bem e feliz.

Como acalmar um gato stressado e assustado


A cauda do gato: aprenda a compreender melhor o seu amigo felino

Sinais de um gato assustado

Quando um felino está nervoso, há alguns “sintomas” que indiciam um estado de stress que, em pouco tempo, pode mesmo traduzir-se num comportamento mais agressivo. Fique alerta caso o seu animal:

  • mie de forma estranha;
  • corra pela casa;
  • tente esconder-se;
  • fique nervoso;
  • faça grunhidos;
  • rejeita o toque do dono;
  • caminha baixado;
  • tenta arranhar quem se aproxima;
  • ergue o rabo e levanta o torso;
  • acaricia-se em excesso;
  • fica com as pupilas dilatadas e as orelhas planas contra a cabeça.

Causas do stress

Há muitas causas possíveis para um gato se mostrar nervoso ou assustado. Identificar a razão desse estado é uma boa maneira de perceber qual a melhor forma de atuar e proceder para resolver o problema e evitar que o felino volte a sentir-se desconfortável. Alguns dos motivos para o stress nos gatos podem ser:

  • experiências traumáticas;
  • sons fortes (por exemplo, fogo de artifício ou trovoada);
  • viagens de carro;
  • mudança de casa;
  • desconfiança em relação a um lugar ou a pessoas novos;
  • encontro com outros gatos ou animais.

Como acalmar um gato: 7 dicas a ter em conta


1. Disponibilizar brinquedos

Para um gato, uma casa sem brinquedos, arranhadores ou plataformas para subir pode ser algo muito stressante. Todos os felinos gostam de atividades que alimentem a sua curiosidade e instinto caçador.

“Decore” as divisões com arranhadores, prateleiras e escadas para que eles explorem o espaço, descubram esconderijos e verá como tal irá contribuir e muito para o bem-estar físico e psicológico dos seus amigos de 4 patas. Não esqueça os chocalhos, lãs, caixas, ratinhos, bolinhas e tudo o que for lúdico para o seu gato.

Descubra quais os melhores brinquedos para gatos >>

2. Colocar música clássica

Pode parecer mito, mas a música – especialmente a clássica – é mesmo capaz de ter um efeito terapêutico, inclusive em animais como os gatos. Pode ajudar a acalmar e, mesmo, a induzir o sono. Por ser, realmente, uma dica útil e eficaz, já é possível encontrar online algumas playlists, especialmente compostas e pensadas para animais.

3. Usar réplicas sintéticas de feromonas

Existem vários produtos no mercado que consistem em réplicas sintéticas de feromonas e contribuem para o bem-estar do animal. Através de um ambientador – elétrico ou em spray – o gato detetará o odor a hormonas que o fará sentir-se mais feliz, confortável e seguro. Este é um produto bastante útil no processo de adaptação do gato a uma nova casa ou a novos companheiros.

Como referidos, a oferta é variada, mas sugerimos que espreite os produtos da marca Feliway.

Além destas réplicas, existem também produtos naturais à base de plantas que pode administrar ao seu gato, desde que com consentimento do veterinário.

4. Respeitar o espaço e privacidade do animal

Se sentir que o seu gato está stressado, evite pegar nele ou forçar a sua presença. Respeite a privacidade e o espaço do felino e espere que seja ele a aproximar-se de si. Claro que pode tentar atraí-lo, usando brinquedos, petiscos, uma voz calma, uma música ou aquilo de que ele mais gostar.

O mais importante é não gritar, não forçar o contacto visual, nem manter-se de pé, mas antes ao nível do animal, de forma a ele não ver no dono uma ameaça.

5. Ser paciente e calmo

Stress gera stress. Portanto, se o seu gato está nervoso, a última coisa de que ele precisa é de um dono que também esteja impaciente. Procure mostrar-se calmo e tranquilo e verá como essa energia irá passar para o seu amigo de 4 patas.

6. Isolar o animal

Em casos mais extremos, isolar o animal num espaço ou divisão pode ser a solução mais benéfica para todos. Assim, o felino sentir-se-á seguro e, passados uns minutos, poderá abrir a porta e deixá-lo, a seu tempo, percorrer a casa.

Saiba como evitar e resolver as lutas entre gatos >>

7. Visitar o veterinário

Mesmo que as dicas anteriores surtam algum efeito, nada como levar o animal ao veterinário, de modo a que ele seja examinado e se possa aferir a possível causa do seu comportamento.

Veja também: