Publicidade:

Como escolher o melhor Crédito Automóvel: 5 dicas

Como escolher o melhor Crédito Automóvel com tantas ofertas disponíveis no mercado? Não é uma tarefa fácil, mas nós damos uma ajuda.

Como escolher o melhor Crédito Automóvel: 5 dicas
Faça várias simulações para escolher o melhor Crédito Automóvel

Quer comprar um carro novo e não sabe como escolher o melhor Crédito Automóvel? Acredite que só irá tomar a melhor decisão se analisar bem as várias ofertas disponíveis no mercado para conseguir perceber qual se aplica melhor às suas necessidades. Aprenda a fazê-lo através de algumas dicas que iremos partilhar consigo.

Como escolher o melhor Crédito Automóvel: 5 dicas

como-escolher-o-melhor-credito-automovel

1. Crédito Automóvel: será esta a melhor solução?

É importante tentar perceber qual é a melhor opção para si, podendo a mesma não ser um Crédito Automóvel e sim um Crédito Pessoal, Leasing, ALD ou Renting. Antes de tomar uma decisão tem de conseguir responder à pergunta “Que produto se adequa melhor às minhas necessidades?”.

Se a resposta for realmente um Crédito Automóvel, saiba que uma das vantagens desta opção é a extensão do prazo de pagamento, existindo opções que chegam até aos 120 meses. Ao aderir a esta modalidade, ficando o veículo registado no seu nome, poderá aplicá-la tanto em carros novos como usados. Mas cuidado pois quantos mais anos o carro tiver, mais elevados serão os juros. Antes de assinar o contrato tenha também em atenção as desvantagens deste crédito e só então decida se quer tê-lo ou não.

2. Condições de financiamento da marca

A segunda dica de como escolher o melhor Crédito Automóvel é não se esquecer de analisar com muito cuidado as condições de financiamento da marca que deseja. Perceba se se trata de uma solução de financiamento interna, ou seja, se é uma empresa criada pelo fabricante para o efeito, ou se provém de um acordo com uma instituição financeira. Alguns fabricantes de automóveis incluem campanhas de desconto em caso de financiamento através dos seus parceiros. Calcule os gastos para perceber se estas oportunidades lhe compensam ou não.

3. Não se canse de comparar as ofertas

Como escolher o melhor Crédito Automóvel sem estudar as ofertas disponíveis do mercado? Isto é algo impossível de realizar, por isso faça várias simulações com todas essas ofertas. Lembre-se de que apesar de algumas terem uma diferença de cêntimos no valor mensal, esta pode resultar em muitos euros após alguns meses. Além das simulações pode ainda pedir informações às diferentes instituições com o objetivo de avaliá-las melhor.

4. Tente sempre regatear o Crédito Automóvel

Se não gostar muito da proposta que lhe for apresentada, poderá sempre tentar negociá-la. Não se esqueça que nenhuma empresa gosta de perder um potencial cliente e que muitas delas são flexíveis no que respeita a negociar para que ambas as partes saiam beneficiadas. Há quem não tenha jeito para regatear por ser um pouco tímido, mas cuidado, pois o que pode significar uns trocos para uma empresa poderá ser um enorme peso no seu orçamento mensal.

5. Liquidação do Crédito Automóvel

Quando ler o seu contrato de Crédito Automóvel tem de confirmar que se encontra no documento a possibilidade de liquidar totalmente esse crédito ou de ir amortizando capital de forma a baixar os juros. Verifique também o período de carência, o mínimo a amortizar e de quanto em quanto tempo poderá fazê-lo. As instituições preferem sempre que não o faça, já que os seus ganhos estão nos juros que o cliente paga. Portanto, o que deve fazer é prestar atenção às letras pequeninas relativas a esta questão.

Como escolher o melhor Crédito Automóvel: vantagens e obstáculos

como-escolher-o-melhor-credito-automovel

Comprou um carro e precisa de um Crédito Automóvel cujo custo se enquadre no seu orçamento familiar? Uma das soluções de financiamento mais procuradas é o Crédito Automóvel Tradicional que, além da vantagem da possibilidade de alargamento de prazo para ter uma prestação mais em conta, também:

  • Permite a reserva de propriedade, o que reduz a taxa de juro e a prestação;
  • Permite a amortização antecipada, que ocorre muitas vezes sem penalizações;
  • É uma modalidade válida para carros novos e usados.

No entanto, esta opção pode não se encontrar disponível para todos devido a situações de incumprimento ou por ter uma taxa de esforço elevada, tendo para isso de negociar os seus outros créditos, ou seja, por se tratar da compra de um automóvel antigo. Neste caso, o melhor é pensar em hipóteses como Crédito Pessoal, Leasing, ALD ou Renting.

Crédito Automóvel para carros usados: o que fazer

Financiar a compra de um carro usado

Os bancos não costumam disponibilizar o Crédito Automóvel com reserva de propriedade para comprar carros usados, uma vez que se torna difícil avaliar o valor real do mercado de automóveis em segunda mão, sendo este um risco que as instituições financeiras preferem evitar. Então como escolher o melhor Crédito Automóvel nestes casos? Só existe assim a alternativa do Crédito Pessoal com a finalidade automóvel, o que dá também a possibilidade de comprar carros com financiamento total.

Benefícios e desvantagens de pedir crédito automóvel para usados

Existem vantagens no que respeita ao empréstimo bancário para comprar carros usados, sendo uma delas os bancos geralmente financiarem esta compra a 100%, o que significa a totalidade do valor da viatura. Este financiamento é fácil de adquirir se o comprador tiver um historial limpo, ou seja, se tiver cumprido sempre as regras de outros créditos. E se o comprador quiser vender entretanto a viatura, pode fazê-lo sem grandes complicações, uma vez que não existe reserva de propriedade por parte do banco. Outra vantagem é a enorme diversidade de prazos de pagamento que existe para comprar carros a prestações. Isto permite ao cliente escolher o período de reembolso que menos prejudica o seu orçamento pessoal.

Já a desvantagem tem a ver com o facto de não haver um ativo para dar como garantia ao banco, ao contrário do que acontece no crédito automóvel com reserva de propriedade, no qual o banco fica com o carro em caso de incumprimento. Isto fará com que as taxas de juro sejam mais elevadas na compra de um automóvel usado.

Veja também:

Cátia Tocha Cátia Tocha

Formada em Ciências da Comunicação pela Universidade Autónoma de Lisboa, onde concluiu Licenciatura e Mestrado, começou o seu percurso como jornalista na Rádio. Hoje, escreve sobre diferentes áreas e tem já alguns anos de experiência na escrita para meios online.