Publicidade:

Como vender o que já não usa: 7 plataformas a não perder de vista

Hoje em dia, não é difícil garantir bons negócios na Internet. Saiba como vender o que já não usa em plataformas online que prometem facilitar-lhe a vida.

Como vender o que já não usa: 7 plataformas a não perder de vista
"Destralhe" a sua casa!

A Internet veio facilitar as nossas vidas e, à distância de um clique, (quase) tudo é possível. Se está à procura de amealhar uns euros a mais, poderá sempre vender os objetos que estão acumulados por casa e que só ocupam espaço. Hoje em dia, saber como vender o que já não usa não tem de ser um bicho-de-sete-cabeças. Aquilo a que chama de “tralha” pode muito bem ser o tesouro de outros tantos internautas à procura dos melhores negócios.

Onde e como vender o que já não usa


como vender o que já não usa

As lojas online vieram facilitar as transações comerciais e são a melhor opção para quem quer saber como vender o que já não usa. Se pretende vender aqueles objetos que tem em casa e que já não usa, siga as nossas sugestões e potencie as suas skills comerciais sem sair do conforto do lar: só precisa de um computador (ou smartphone) e de ligação à Internet.

1. Facebook Marketplace

Não faltam páginas dedicadas à venda de produtos usados no Facebook. De há uns meses para cá pode, ainda, utilizar a nova opção Marketplace para potenciar a venda dos seus artigos.

A criação de um anúncio é muito simples e só tem de combinar a entrega e o pagamento com quem decidiu efetuar o negócio. Veja as nossas dicas para utilizar o Facebook Marketplace.

2. CustoJusto

CustoJusto é uma plataforma de compra e venda de usados em Portugal. Pode criar anúncios de forma totalmente gratuita, inserir uma descrição do objeto que está a tentar vender (e incluir algumas fotografias) e definir o preço.

3. Escolhido a Dedo

Na Escolhido a Dedo opções não faltam. O processo é simples: se quiser vender os seus produtos terá de se dirigir à loja física (em Torres Vedras). Depois de ser feita a avaliação, os valores são transmitidos ao proprietário.

Se houver entendimento em relação ao preço acordado, os artigos passam a estar disponibilizados na página da Escolhido a Dedo, prontos para serem entregues aos novos interessados.

4. Cash Converters

Esta vai para os nossos leitores do Porto e de Lisboa. As lojas Cash Converters (cinco em Lisboa e uma no Porto) permitem que leve os artigos que quer vender até um destes estabelecimentos. No local é feita a avaliação e é definido o preço. Curioso? Saiba mais no site oficial da Cash Converters.

5. Kid To Kid

Se tem crianças pequenas, certamente conhece o drama da troca de roupa no armário. Em constante crescimento, nem sempre é fácil escoar as peças que deixam de servir ao fim de poucos meses.

É aqui que entra a Kid To Kid: basta levar os artigos dos quais já não precisa até uma das suas lojas e esperar que estes sejam avaliados. Pode receber em dinheiro ou em crédito para utilizar na loja.

6. Fnac MarketPlace

Sabia que a Fnac também dispõe de um Marketplace para a venda de produtos usados? O processo é simples: se o item que quer vender também está à venda nas lojas da Fnac, pode disponibilizá-lo nesta loja online. Quer saber mais? Passe pela página oficial.

7. OLX

É a plataforma para a venda de produtos usados mais famosa em Portugal. No OLX pode vender quase tudo e em todo o país (ilhas incluídas). A criação dos anúncios é gratuita e todo o processo é bastante simples e intuitivo.

Agora que já sabe como vender o que já não usa, está na hora de reunir os artigos que quer “despachar” e amealhar uns quantos euros de forma simples e rápida.

Veja também: