Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
09 Jul, 2021 - 08:32

Sites para vender coisas usadas: como conseguir um dinheiro extra

Mónica Carvalho

Quer saber quais são os melhores sites para vender coisas usadas? Comece a fazer negócio com o que já não precisa e apenas está a ocupar espaço.

sites para vender coisas usadas

Nunca fez tanto sentido destralhar como nos dias de hoje. Afinal, temos passado mais tempo em casa e, com isso, percebemos o que nos faz realmente falta ou não. Então, o que fazer ao que já não precisamos ou usamos? Fácil! Vamos recorrer aos sites para vender coisas usadas.

Uma possibilidade simples, fácil e até rápida de se livrar do que já não quer e ainda conseguir algum dinheiro com isso, o que vem sempre a dar jeito para aumentar as poupanças.

Por isso, e já que vivemos na era da mobilidade e das novas tecnologias, os sites para vender coisas usadas prometem ajudá-lo a livrar-se dos objetos que só ocupam espaço. Falamos de roupa, acessórios, mobiliário, carros e tudo o que possa imaginar.

20 sites para vender coisas usadas que deve conhecer

vender produtos online

Depois de dar uma vista de olhos por toda a casa, está feita a lista dos objetos que quer vender? Então, tire algumas fotografias e ligue computador, para se preparar para vender aquilo que já não quer em sua casa numa questão de minutos e poucos cliques. Estes são os sites mais utilizados.

mulher tira fotos de artigos e segunda mão para vender online
Veja também 12 dicas para vender artigos em segunda mão por bom preço
1

OLX

É um dos maiores e mais famosos portais online para a venda de artigos usados no nosso país. O OLX está organizado por categorias e é muito simples criar os seus próprios anúncios.

A publicação é gratuita, porém, para poder destacar os seus produtos perante os demais, poderá comprar pacotes de publicidade.

Basta preencher alguns dados: título, descrição, preço, carregar algumas fotografias e acrescentar a categoria do produto. Assim que o anúncio é publicado, os interessados podem contactá-lo diretamente na plataforma, por e-mail ou por telefone.

2

Facebook Marketplace

A maior rede social não ficou para trás no universo da venda de artigos em segunda mão. Assim sendo, criou o Facebook Marketplace, onde pode anunciar os seus próprios artigos.

Os anúncios ficam disponíveis para os utilizadores que se encontram na sua região e tem apenas de combinar com o interessado a entrega e a forma de pagamento.

3

CustoJusto

O CustoJusto é um dos portais de venda mais conhecidos e usados em Portugal e até pode fazer doação de artigos – uma opção mais recente.

Todo o processo é simples, rápido e fácil e poderá, então, vender os seus produtos de forma simples e rápida. A publicação dos anúncios é gratuita e a respetiva gestão é muito intuitiva.

4

eBay

É um dos sites para vender coisas usadas (e novas também) mais famosos do mundo inteiro – sim, tanto poderá vender para Portugal, como para qualquer outro canto do mundo.

O eBay é um portal de leilões que permite vender todo o tipo de produtos de forma simples e prática, numa questão de minutos.

5

Fnac Marketplace

Este gigante francês também se rendeu ao universo das compras em segunda mão. Se o produto que tem em casa está à venda na Fnac, poderá colocá-lo no Marketplace desta empresa. Da mesma forma que também poderá adquirir objetos ou produtos que estejam em falta e que constem da lista de parceiros na Fnac Marketplace.

eletrodomésticos usados
Veja também Eletrodomésticos usados: vale a pena o investimento?
6

Cash Converters

A marca Cash Converters estabeleceu-se em Portugal no ano de 1998 e inaugurou a sua primeira loja em Alfragide que foi logo recebida com grande entusiasmo por parte dos clientes. Assim sendo, a atividade expandiu-se: atualmente, existem 6 lojas no país, de tal forma que se consideram os líderes no mercado de segunda mão.

7

Coisas

No site do Coisas poderá encontrar os produtos por categorias: telemóveis, roupa, acessórios, perfumes, consolas, etc. Está tudo à sua disposição através de simples cliques.

Além da hipótese de vender e comprar com o preço final, no site também existem leilões.

8

StandVirtual

Quer vender o seu carro? Então, passe já pelo site do StandVirtual. Em poucos minutos começará a fazer negócio e a rentabilizar aquele veículo que está apenas a ocupar espaço na garagem.

Quanto custa ter um carro
Veja também Quanto custa ter um carro? Veja a que despesas não pode fugir
9

AutoHoje Usados

A AutoHoje, revista sobre o mundo automóvel, também possui um site onde pode vender o seu carro. Apesar das inúmeras aventuras que viveu com ele, pode sempre ganhar algum dinheiro em vez de o mandar para a sucata.

10

Imovirtual

É daqueles que não se fica por artigos pequenos e quer logo vender um imóvel? Com a Imovirtual pode colocar o seu imóvel à venda para todo o Portugal. Bem mais interessante do que colocar apenas uma folha na janela ou contratar uma imobiliária, certo?

vender roupa online
11

Idealista

Para quem tem casa para vender ou alugar, o Idealista é mais uma plataforma de compra e arrendamento de imóveis com bastante sucesso em Portugal. Além disso, é muito simples de usar, quer para quem insere um anúncio, quer para quem procura.

12

Kid to Kid

O Kid To Kid é um portal especializado na venda de roupas de crianças. Desta forma, poderá livrar-se das roupas dos mais pequenos que estão apenas a ocupar espaço nos seus armários.

Basta dirigir-se a uma das lojas e esperar que seja feita a avaliação das peças. Depois, pode levar o dinheiro consigo ou acumular crédito para compras na loja.

13

Mycloma

Também no mundo têxtil e especializada em roupa, calçado e acessórios, a Mycloma é uma plataforma portuguesa de recolha e venda que ajuda a dar uma nova casa às suas peças – mas sem que tenha de sair de casa. É tudo feito online, pois claro.

A marca recolhe as peças em todo o País, através da recolha normal (serviço pago, com lista de espera, havendo uma valorização por cada peça mediante aspetos como a marca, qualidade, procura, coleção); ou através da recolha 15/15 (um serviço gratuito, com vagas ilimitadas, em que a MyCloma compra diretamente as peças).

14

Retry

Tal como a Mycloma, a Retry também é uma startup portuguesa e nasceu em plena pandemia. Por lá, poderá vender a sua roupa e acessórios desde básicos até peças de luxo, havendo uma pré-avaliação da mesmas antes da recolha, para saber com o que pode contar.

15

Micolet

Já mais conhecida nestas andanças, temos a plataforma veterana de venda de roupa em segunda mão também: a Micolet.

A recolha da roupa também é feita em casa do cliente. Depois, caso não aceite a avaliação feita, poderá receber as peças de volta ou permitir até que as mesmas sejam doadas a uma Organização Não Governamental. Não ganha dinheiro é certo, para está a dar bens a quem pouco tem.

Doar brinquedos
Veja também Doar brinquedos: 10 instituições que agradecem o que tiver
16

Trade Stories

Gosta de livros, mas não tem possibilidade de estar sempre a comprar novos? Então, por que não comprar usados? Para isso, conte com a Trade Stories, uma plataforma totalmente gratuita, que permite a compra e venda de livros diretamente entre vendedor e cliente.

Atualmente, existem mais de 100 mil títulos disponíveis e o número aumenta a cada dia que passa.

17

Chairish

Na Chairish, o vintage é rei e senhor, seja em formato de mobiliário, arte, decoração, iluminação ou até tapetes.

Trata-se, assim, de um portal seletivo para vender peças de um determinado estilo. Aproveite para despachar algumas das peças que já não usa, porque o vintage é uma das grande tendências de decoração de casa atualmente,

18

Usados Pplware

Se ao longo dos anos foi acumulando telemóveis, leitores de música e outras tralhas relacionadas com a tecnologia e até livros, então, a Usados Pplware pode ser o local certo para vender e conseguir algum dinheiro.

A plataforma funciona com a publicação de anúncios das suas peças e o contacto direto entre anunciante e comprador. Permite ainda a classificação de utilizadores, o que dá mais confiança e segurança a todo o processo.

19

Apartment Therapy

Ainda no mercado da decoração, a Apartment Therapy é “o seu mercado local-global para comprar e vender tudo para a casa” — ou pelo menos é assim que se apresentam.

Mas a plataforma funciona um pouco diferente daquilo a que está habituado: depois de criar o perfil tanto pode enviar o objeto ou os objetos para o armazém da própria Apartment Therapy através de correio internacional, como para o cliente final, esteja ele onde estiver.

20

Glambot

Nem o mundo da beleza é esquecido quando o tema é falar de sites para vender coisas usadas. Por isso, se tem por aí paletas, batons, sombras que nunca usou ou até pinceis em bom estado, poderá sempre haver quem lhes queira dar utilidade, através da Glambot.

Naturalmente que nem tudo no mundo da maquilhagem pode ser reutilizado, por isso, certifique-se de ler bem as condições no site.

Apesar de esta ser uma excelente alternativa de se livrar de coisas que já não pretende, alertamos para os meios de pagamento. As vendas online entre particulares são propícias a tentativas de burlas, pelo que todo o cuidado é pouco. Se não compreender bem como fazer o pagamento, peça ajuda a alguém de confiança para que tudo decorra da melhor maneira.

Veja também