Publicidade:

Conheça 10 competências tecnológicas para aprender sozinho

A tecnologia é essencial nos dias que correm. Descubra 10 competências tecnológicas para aprender sozinho.

Conheça 10 competências tecnológicas para aprender sozinho
Comece já hoje a praticar

“O saber não ocupa lugar” e, embora já possua uma série de competências relacionadas com a sua área de trabalho, há outras tantas que importa adquirir, independentemente do que faz profissionalmente. Fique a conhecer a nossa lista de competências tecnológicas para aprender sozinho.

A tecnologia é uma parte importante no processo de se valorizar não só pessoal, como também profissionalmente. Hoje em dia, todos os setores de atividade recorrem às novas tecnologias. A modernização das profissões e das empresas, até mesmo daquelas que não se inserem diretamente no ramo das Tecnologias da Informação, exigem que os profissionais dominem diversas competências digitais, ainda que de uma forma geral.

No entanto, estas capacidades mais gerais, não lhe vão dar apenas um impulso no trabalho, vão também dar uma ajuda na sua vida pessoal. Por exemplo, alguma vez tirou uma fotografia e pensou em editá-la antes de a publicar nas redes sociais?

Competências tecnológicas, o que são?


As competências tecnológicas correspondem a um conjunto de capacidades necessárias para gerir e usar determinados recursos tecnológicos, como programas de processamento de texto, de gestão de bases de dados, de desenho gráfico ou de criação de áudio ou vídeo, entre outros.

É possível adquirir competências tecnológicas através, por exemplo, da utilização de programas e aplicações (software) – as chamadas Ferramentas Tecnológicas – que podem ser utilizadas com diversas funções, de uma forma fácil e, muitas vezes, gratuita.

ompetencias tecnologicas para aprender sozinho

Razões para aprender, mesmo que não trabalhe em tecnologia


Seja um solucionador de problemas

A programação é sobre resolução de problemas. Começa com um problema do utilizador a precisar de ser resolvido e é apresentada uma solução. Em seguida, essa solução é testada para encontrar erros ou possíveis melhorias e criar uma solução melhor. Cada passo é sobre como resolver problemas.

A capacidade para resolver problemas é universal e pode ser aplicada a praticamente todas as partes da sua vida e do seu trabalho, independentemente do setor. Desde identificar um problema e dividi-lo em partes para criar, testar e melhorar soluções.

Resolução de problemas no trabalho: 5 estratégias infalíveis >>

A tecnologia é menos frustrante quando compreendida

Quantas vezes se sentiu frustrado porque seu o smartphone fez algo inesperado e não tinha ideia de como resolver? Ou quando não conseguiu descobrir como utilizar o seu computador para fazer algo aparentemente simples?

Embora possa não possuir os conhecimentos para programar o seu smartphone a partir do zero, compreender alguns dos princípios vai ajudar a que praticamente tudo na tecnologia faça um pouco mais de sentido.

Seja um verdadeiro team player

Sim, há designers e programadores, mas colaborar em projetos de design e desenvolvimento é comum no mundo da tecnologia. As capacidades de colaboração e trabalho de equipa que poderá aprender nestes projetos, vão fazer maravilhas noutras áreas.

Como trabalhar em equipa: 7 dicas essenciais >>

Torne a sua carreira à prova do futuro

Empresas e indústrias estão cada vez mais focadas na modernização, integrando a tecnologia nas suas atividades e operações do dia-a-dia. Quem tem competências tecnológicas, terá mais facilidade a adaptar-se a estas mudanças.

Tenha um currículo mais apetecível

Ter um conjunto completo de conhecimentos é útil para a vida pessoal e profissional. Ser capaz de listar capacidades técnicas básicas no seu currículo, vai torná-lo mais atraente para os empregadores, independentemente do setor.

10 competências tecnológicas para aprender sozinho


ompetencias tecnologicas para aprender sozinho

As competências digitais para além da realização pessoal, são também cada vez mais valorizadas pelos empregadores. Das mais comuns às mais específicas, conheça a nossa lista de competências tecnológicas para aprender sozinho.

1. Ferramentas do Office

É fundamental, a qualquer profissional, saber utilizar o WordExcel e Powerpoint. Todas as empresas necessitam de produzir documentos de texto, folhas de cálculo, bases de dados simples ou apresentações. Procure informação online, dicas sobre estas ferramentas e vá praticando

2. Apresentação de dados de forma interativa

Se o Powerpoint não for suficiente, explore e procure dominar o Prezi e o Canva para conseguir apresentações dinâmicas, com impacto visual e claras do ponto de vista da exposição da informação.

3. Internet

Instalar um router é o primeiro passo para criar uma rede, ter capacidade para configurar uma rede Wi-Fi será vantajoso numa pequena empresa, por exemplo.

4. Edição de imagem

Photoshop é uma ferramenta poderosa usada por designers, fotógrafos, profissionais de marketing e editores de conteúdo para editar imagens que você vê todos os dias. Conhecer os fundamentos da edição permitirá que crie imagens para conteúdos, faça anotações nos modelos de produtos ou retocar uma fotografia de perfil para o LinkedIn. Registe-se, gratuitamente, por 30 dias.

5. Email marketing

O marketing por email é uma das maneiras mais eficientes e económicas das empresas chegarem aos seus clientes. Crie uma conta no MailChimp.

6. Web analytics

Espera-se que todas as empresas tenham um website, mas ter uma presença online não chega. Para tornar o website mais eficiente, é preciso saber quantos visitantes recebe, onde clicam e por quanto tempo permanecem. Inscreva-se na Academia do Google Analytics.

7. Gestão de conteúdos

CMS significa Content Management System e é uma ferramenta para lidar com conteúdo online, como páginas da Web, publicações de blogs, imagens, vídeos, comércio eletrónico, etc. Portanto, qualquer empresa, com qualquer conteúdo, tem um CMS. Crie o seu site ou blog de sonho, recorrendo ao WordPress e conheça o funcionamento do back-end de um site.

8. Gestão de redes sociais

As empresas precisam de estar disponíveis e ativas nas redes sociais para estar em contacto com os seus clientes e conseguir seguidores. Aprender como planear e programar tweets e outras publicações de forma organizada, tornará qualquer tipo de marca mais eficiente. Há muita informação grátis na internet sobre o assunto, comece já hoje a pesquisar.

9. Conhecimentos de programação

Não precisa de pensar numa carreira em TI para beneficiar destes conhecimentos. Pode ser vantajoso conhecer minimamente uma linguagem de programação (como o HTML, por exemplo – usado para criar e modificar conteúdos em websites). Compreender alguns fundamentos da tecnologia, vai ajudar a saber mais sobre como funcionam as ferramentas que usa todos os dias e poderá resolver alguns problemas por conta própria, sem esperar pelo apoio técnico.

10. Gestão de projetos

Manter sob controlo tarefas e cronogramas é crucial em todos os trabalhos e, através de aplicações é possível colaborar e manter uma atualização constante de um projeto conjunto. Experimente as aplicações TrelloWunderlist ou Todoist, mas comece por gerir apenas a sua própria lista de tarefas. Depois, dependendo do objetivo pretendido, pode partilhá-la com quem quiser.

Competências digitais: como aprender sozinho?


Agora que já sabe quais as competências tecnológicas para aprender sozinho, conheça alguns comportamentos que o vão ajudar nesse processo de aprendizagem sozinho:

  • Ser curioso é  essencial para o sucesso da auto-aprendizagem. É importante manter uma mente aberta e procurar informação continuadamente.
  • Faça parte de uma comunidade, relacione-se com outros autodidatas para que o processo de aprendizagem seja mais rápido e divertido. Com as atuais tecnologias de comunicação, interagir e experimentar com outras pessoas é relativamente fácil.
  • Seja criativo, crie um blog ou um canal de Youtube, por exemplo, dedicado aos conhecimentos que vai adquirindo.
  • Defina horários para dedicar-se a este processo, falta de tempo não pode ser uma desculpa para deixar de aprender.
  • Olhe para a tecnologia de uma forma diferente, não pense apenas em “conceitos técnicos”. A inovação tecnológica vai continuar a ter um impacto enorme na forma como vivemos, trabalhamos e nos divertimos.

Veja também:

Inês Silva Inês Silva

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior e com uma pós-graduação em Assessoria de Comunicação pela Escola Superior de Jornalismo do Porto, o seu percurso profissional foi sempre na área da comunicação com a criação dos mais diversos tipos de conteúdos.