Encontros de Jazz das Aldeias do Xisto: um programa a não perder

Músicos de renome nacional e internacional voltam às Aldeias do Xisto para mais uma edição dos Encontros de Jazz, a decorrer entre Junho e Setembro.

Encontros de Jazz das Aldeias do Xisto: um programa a não perder
Conheça o cartaz e saiba onde ficar

Com início em Junho e final agendado para Setembro, o XJazz – Encontros de Jazz das Aldeias do Xisto apresenta um programa artístico verdadeiramente enraizado no contexto e cultura dos lugares. Faça-se a uma região única no Mundo e no país e viva momentos únicos de partilha que só a música pode criar.

XJazz – Encontros de Jazz das Aldeias do Xisto 2018

Encontros de Jazz

Fonte: JACC/ADXTUR

Entre Junho e Setembro, com o retorno de músicos de renome nacional e internacional, as temporadas dedicadas ao Jazz e às músicas de carácter exploratório estão de volta às Aldeias do Xisto. Promovido pela ADXTUR e pelo JACC – Jazz ao Centro Clube, o XJazz – Encontros de Jazz das Aldeias do Xisto traz, mais uma vez, uma nova energia à região. Através de residências artísticas e concertos, em que a identidade cultural e as paisagens se fundem com música, dramaturgia e cenografia, o programa irá proporcionar momentos ímpares de fruição e partilha. Conheça o cartaz e marque as datas na agenda.

Programa completo XJazz – Encontros de Jazz das Aldeias do Xisto

Encontros de Jazz

Fonte: JACC

Desde 2012, enquanto marca acolhedora da experimentação e inovação, as Aldeias do Xisto receberam 24 concertos e cinco residências artísticas, no âmbito das quais foram editados três discos. Este ano, o programa conta com artistas de renome em Portugal e no estrangeiro. Eis o cartaz completo:

2 de Junho, 21.00
Cerdeira
Jeffery Davis (vibrafone), João Freitas (guitarra), João Cação (contrabaixo)
Integrado na programação do Elementos à Solta

16 de Junho, 22.00
Figueira, Pátio da Ti’Augusta
Paolo Angeli, guitarra da Sardenha, Itália

14 de Julho, 21.30
Sobral de São Miguel
Émile Parisien (saxofone soprano) & Roberto Negro (piano), França

1 a 15 de Agosto
Aldeia das Dez
Residência de criação com Pedro Melo Alves
Com concerto a 11 de Agosto, às 21.30

18 de Agosto, 21.30
Casa das Artes de Miranda do Corvo
Synesthesia Sextet

1 de Setembro, 21.30
Gondramaz
Mano a Mano – André Santos (guitarra e braguinha) e Bruno Santos (guitarra e rajão)

Onde ficar?

Quer saber onde poderá ficar a dormir após um serão inspirado de Jazz? Deixamos-lhe aqui algumas sugestões para os próximos palcos dos Encontros de Jazz este ano.

1. Hotel Rural Quinta da Geia, Aldeia das Dez

Encontros de Jazz

Não muito longe de Sobral de São Miguel, situado na Aldeia das Dez, o Hotel Rural Quinta da Geia é o local perfeito para ficar após escutar a música sem fronteiras de Émile Parisien e Roberto Negro, figuras de proa do jazz europeu, e durante a residência artística de Pedro Melo Alves, em que o músico irá trabalhar em composições para trabalhos futuros. Em tempos utilizado para a arrecadação de cereais, o edifício do Hotel é um espaço de uma beleza histórica inquestionável em plena harmonia com a ruralidade envolvente, contando com 19 quartos de luxo e quatro apartamentos.

Preço por noite (2 hóspedes, pequeno-almoço incluído): desde 79€ Ver alojamento em bookinxisto.com/pt >>

2. Hotel Parque Serra da Lousã, Miranda do Corvo

Encontros de Jazz

Já para poder assistir aos concertos dos Synesthesia Sextet, na Casa das Artes de Miranda do Corvo, e de Mano a Mano, um duo formado pelos irmão André e Bruno Santos, em Gondramaz, sugerimos que fique alojado no Hotel Parque Serra da Lousã, em Miranda do Corvo. Com sala de leitura, piscina interior, SPA com sala de massagens, sauna, jacuzzi, banho turco e ginásio, entre outras comodidades, este Hotel, integrado no Parque Biológico da Serra da Lousã, é o espaço ideal para imergir na paisagem envolvente após uma sessão de jazz.

Preço por noite (2 hóspedes): desde 65€  Ver alojamento em bookinxisto.com/pt >>

Veja também:

 

Isadora Freitas Isadora Freitas

Isadora Freitas é licenciada em Jornalismo e tirou o Mestrado Europeu em Direitos Humanos. Encontra-se atualmente no Camboja, onde ensina Português a guias turísticos e procura explorar esse canto do Mundo. Gosta de ler, escrever, fazer teatro e é apaixonada por rádio e fotografia. É apreciadora de pequenas coisas e gosta de contribuir para as grandes