Publicidade:

Esquentador ou cilindro: qual a melhor escolha para si?

Fizemos algumas contas por si e vamos ajudá-lo a perceber e decidir o que será, afinal, mais benéfico para a sua casa: esquentador ou cilindro?

Esquentador ou cilindro: qual a melhor escolha para si?
Qual deles será melhor: esquentador ou cilindro?

Esta questão é levantada muitas e muitas vezes quando pensamos na melhor forma de poupar no aquecimento, sobretudo no aquecimento da água. Esquentador ou cilindro (também conhecido como termoacumulador)? Qual será a melhor escolha em termos de rentabilidade, eficiência e economia? Sim, não é fácil escolher, mas vamos fazer algumas contas, e conhecer as vantagens e desvantagens de cada escolha – e tornar, assim, a sua decisão um pouco mais facilitada.

Esquentador ou cilindro: qual a melhor opção energética?


Antes de entrar propriamente em contas e cálculos, é importante perceber em que consiste cada um destes aparelhos e quais as suas principais vantagens e desvantagens.

Esquentador

O esquentador consiste num equipamento sanitário de produção instantânea de água quente. E como isto se consegue? Através do aquecimento da água através de um permutador exposto ao calor das chamas de queimadores. Para isso é necessário um combustível (gás propano, gás butano ou gás natural).

Principais vantagens do esquentador

  1. Água sempre quente (enquanto houver combustível);
  2. Consumo de energia apenas quando a água quente está a ser usada (sem custos associados quando não está a ser utilizado);
  3. Exige menos espaço;
  4. Fácil de instalar (ainda que deva ser feita por um técnico especializado);
  5. Fácil regulação da temperatura da água entre os 35 e 75ºC.

Principais desvantagens do esquentador

  1. O caudal da água quente é mais reduzido do que o da água fria (isto porque para aquecer a água a velocidade tem que ser reduzida);
  2. Não é possível garantir de forma exata a temperatura da água aquecida;
  3. Pode desligar-se durante a sua utilização.

Veja 11 dicas para aquecer a casa sem ligar o aquecimento >>

Cilindro

Também conhecido como termoacumulador, este equipamento pode funcionar apenas a energia elétrica ou então a gás e é constituído por um depósito que armazena a água, aquecida por uma resistência elétrica. Isto faz com que o aquecimento da água não seja imediato, sendo necessário algum tempo até que a água possa ser utilizada.

Principais vantagens:

  1. Possibilita o benefício das tarifas bi-horárias (no caso dos termoacumuladores elétricos), permitindo que a água seja aquecida às horas das tarifas mais baixas;
  2. Acumula água até que seja necessária;
  3. Permite escolher a temperatura de saída da água de forma precisa;
  4. Possibilita ter o mesmo caudal de água quente e fria.

Principais desvantagens:

  1. Gasta mais energia, uma vez que exige um consumo constante de energia para manter a água quente, mesmo que não esteja a ser utilizada;
  2. Necessita de um tempo de espera até que a água aqueça e possa ser utilizada;
  3. A quantidade de água aquecida é limitada à capacidade do reservatório;
  4. Tem riscos acrescidos de corrosão, associados a potenciais fugas de água;
  5. Ocupa mais espaço.

Saiba como escolher o aquecimento mais económico para a sua casa >>

Mas então, esquentador ou cilindro, qual escolher?

Para conseguir tomar uma decisão mais acertada de se decidir por esquentador ou cilindro, depois de se informar bem sobre o que é cada um e que tipo de características têm, deve fazer uma cuidada avaliação das necessidades da sua família, do espaço e do número de pessoas que vivem lá em casa.

Se houver poucos banhos semanais, por exemplo, o cilindro poderá ser mais rentável. Se, por outro lado, houver um consumo de água quente diário grande, escolha o esquentador que acaba por ser mais económico. Um cilindro com uma capacidade para 200L litros, por exemplo, vai demorar cerca de 5 horas até voltar a aquecer novo reservatório.

Existe uma espécie de fórmula que poderá aplicar para o ajudar a decidir:

Número de banhos semanais – X litros de água por banho: este valor vai ajudá-lo a perceber quanto irá gastar tendo em conta o preço do Kilowatt e o preço do gás (como referência, um esquentador de 11/12 litros gasta cerca de 1 Kg de gás/hora no máximo da sua potência).

Fazendo umas contas gerais e englobando os custos do preço do aparelho diluídos ao longo dos anos, a manutenção e a utilização diária num lar com cerca de 4 pessoas (470 litros de água quente) e uma tarifa simples de 3,45 KVA , estes foram os custos anuais:

  1. Esquentador gás natural – 702€
  2. Esquentador gás propano ou butano – 1083€
  3. Cilindro – 1794€

Com a ajuda deste simulador pode também calcular o equipamento específico mais benéfico para si em termos de aquecimento de águas.

Veja também: