Publicidade:

Qual a importância do voluntariado na procura de emprego?

São muitos os candidatos que subvalorizam a importância do voluntariado na procura de emprego. Desvalorizar este facto pode ser um erro para a sua carreira.

Qual a importância do voluntariado na procura de emprego?
Se fez voluntariado, mas não refere essas experiências no seu CV... O melhor é continuar a ler

Se está à procura de emprego, seja jovem ou não, e tem experiência como voluntário, saiba que é um fator determinante que muitas empresas procuram nos currículos que recebem. A importância do voluntariado na procura de emprego é altamente valorizada e não deve ser ocultada das candidaturas.

Além de ser uma experiência bastante enriquecedora a nível pessoal, acaba por ser também um mecanismo de desenvolvimento de determinadas competências técnicas que podem acabar por ser relevantes para o desempenho profissional.

Esta questão torna-se especialmente importante quando se trata de construir o currículo de um/a jovem recém-licenciado com pouca ou nenhum experiência profissional. Pode ser o que distingue uma candidatura de outro num processo de recrutamento.

Confira aqui 4 boas razões para apostar no voluntariado e entenda como este passo pode influenciar a sua carreira.

4 razões para a importância do voluntariado na procura de emprego


voluntariadoFonte: Pixabay/matthiaszomer

1. Desenvolvimento de competências técnicas e de relacionamento interpessoal

Independentemente de estar (ou não) a desenvolver trabalho voluntário na sua área de formação, o simples facto de estar a colaborar nas tarefas da organização em que se insere e a contactar com as pessoas que o rodeiam, já lhe permite desenvolver uma série de competências. No seu CV já vai poder incluir um conjunto de soft skills que terão certamente um impacto positivo no seu desempenho profissional. Já conta como “experiência”.

2. Ocupação do tempo livre

Além de ter experiência para incluir num currículo, fazer voluntariado pode ajudar a preencher o tempo de espera entre candidaturas de emprego e a longa espera por uma resposta. Ocupar o tempo livre com uma atividade voluntária não só ajuda as entidades e pessoas afetadas, como também é uma mais valia para uma mente sã e equilibrada, durante um processo que pode ser desafiante.

voluntariado

3. Criação de potenciais referências profissionais

Um aspeto esquecido quando se pensa na real importância do voluntariado na procura de emprego é a criação de referências (e até possíveis contactos) profissionais. Muitos recrutadores procuram obter informações adicionais junto das chamadas referências profissionais. Mesmo estando a fazer voluntariado, terá um coordenador ou supervisor que o acompanha e auxilia nas suas tarefas. Essa pessoa será uma potencial referência que pode atestar a sua boa postura ou conduta, as suas competências de relacionamento humano ou a sua grande capacidade de adaptação a ambientes distintos, por exemplo.

4. Revela proatividade

Se há algo que todos os recrutadores querem ver num candidato a emprego é proatividade e o voluntariado encaixa na perfeição aqui. Aos olhos dos recrutadores, as suas atividades enquanto voluntário representam vontade de trabalhar e/ou espírito de equipa, uma excelente mais-valia.

Apesar destes benefícios, o voluntariado é uma atividade nobre que não deve ser encarada como uma alavanca profissional. Ser voluntário deve ser uma escolha feita com a motivação certa. Mesmo dentro do voluntariado, existe um sem número de opções de tarefas. O objetivo é não ignorar esta contribuição à sociedade como prova de competências ou valores com peso profissional.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.