Publicidade:

Conheça as marcas portuguesas ecologicamente correctas

Os efeitos do nosso consumo são alarmantes, e é preciso mudar. Felizmente, já há várias marcas ecologicamente correctas em Portugal para nos ajudar.

Conheça as marcas portuguesas ecologicamente correctas
Sustentabilidade ecológica, económica e social

Cada vez mais estamos conscientes dos efeitos nefastos do nosso consumo, seja por causa da poluição causada, seja por causa das doenças resultantes de anos e anos a comer alimentos processados e açúcares, a respirar químicos nas cidades e nos complexos fabris. Para mudar o mundo, não precisa de ser ativista, basta ser mais consciencioso nas suas escolhas. Por isso, para o ajudar, fizemos um levantamento de marcas ecologicamente correctas em Portugal que deve considerar em momentos de compra.

A roupa já não (só) se quer muita e barata, quer-se feita com produtos amigos do ambiente, de preferência com alguma reciclagem ou reutilização, com um uso inteligente e eficiente de água e de energia, e que não envolva exploração laboral. O consumo de carne e de outros produtos de origem animal, quer por motivações éticas, quer por motivações ambientais, tem vindo a ser repensado, havendo cada vez mais adeptos e simpatizantes do vegetarianismo e do veganismo.

Não deixe de aprender a fazer boas escolhas, contribuindo assim para um mundo e sociedade melhores.

Marcas ecologicamente correctas em Portugal que tem de acompanhar

ecologica

Lojas Multimarca e Marketplaces

Consideremos primeiro as lojas multi-marca e os marketplaces ecológicos portugueses. Tem muita oferta no que toca a alimentação, caixas e invólucros reutilizáveis, cosméticos, higiene pessoal, calçado, etc. É um bom primeiro passo para experimentar marcas e produtos sustentáveis.

Marcas

Agora, fique a conhecer os negócios propriamente ditos. Mencionamos essencialmente marcas de moda, mas também incluímos marcas ecologicamente correctas em Portugal de cosméticos, sabonetes e velas, assim como também de bens alimentares.

Mesmo as marcas mais mainstream preocupam-se em acções de responsabilidade corporativa, como investir em sistemas de energias renováveis, afinar processos de modo a despender menos energia e menos água, apoiar ativamente projetos e instituições que promovam sustentabilidade ecológica e social, entre outro tipo de atividades.

Mas é preciso ter-se olho crítico. Este agudizar da consciência dos efeitos dos nossos atos no planeta obrigou as empresas a envolverem-se mais e a serem mais responsáveis, mas também pode ter todo um lado perverso: o fenómeno de greenwashing. Para quem não sabe, greenwashing é uma “tipologia” de brain-washing. O objetivo é fazer crer ao público que a marca/empresa/produto é sustentável (verde), quando na verdade não o é.

Já se sente mais inspirado para experimentar estas marcas ecologicamente correctas de Portugal?

Veja também: