Publicidade:

Os 4 melhores empregos para estudantes

Está na altura de encontrar um emprego para conciliar com os estudos? Neste artigo apresentamos-lhe alguns dos melhores empregos para estudantes.

Os 4 melhores empregos para estudantes
Quais os melhores empregos para estudantes?

O que fazer com o tempo livre? E quando as despesas se avolumam? Um emprego poderá ser uma boa forma de equilibrar esta balança. Embora não seja obrigatório, o tipo de emprego que melhor serve normalmente as necessidades do povo estudantil é em regime de part-time. Então, por onde começar? Aqui ficam as nossas sugestões de como encontrar os melhores empregos para estudantes.

4 Dicas para conseguir os melhores empregos para estudantes


Começamos pelo óbvio, mas verá que não tinha ainda pensado em todas estas opções.

melhores empregos para estudantes

1. Trabalhe na própria faculdade

Porque não começar pelo próprio pólo universitário que frequenta? Há sempre inúmeras ofertas de trabalho dentro das próprias faculdades, e como é óbvio, os próprios alunos terão primazia quando chega a hora da contratação.

Um trabalho no contexto da sua faculdade poderá ainda trazer alguns benefícios, como por exemplo: não gastará com despesas de transporte e poderá ser uma boa oportunidade para estreitar laços com a comunidade que o rodeia, abrindo-lhe portas para aproveitar de forma privilegiada os recursos da faculdade.

Basta manter-se informado, e se não tiver informações sobre os postos de trabalho disponíveis publicamente, trate de se informar pessoalmente. De entre alguns dos trabalhos mais requisitados nas faculdades, poderemos encontrar por exemplo empregos nos departamentos académicos, na biblioteca, a prestar suporte técnico, prestar apoio nos departamentos de investigação,no ginásio, etc.

2. Inscreva-se em sites oferecendo os seus serviços/ talentos

Um bom emprego em part-time não passa necessariamente por fazer algo só para amealhar dinheiro, sem considerar aquilo de que se gosta. Pelo contrário, a internet abre algumas excelentes oportunidades de trabalho em muitíssimas áreas e setores de atividade.

Pense como um freelancer: inscreva-se em sites como o Fiverr. Se tem algum talento, crie uma oferta à escala global e verá que, mesmo praticando preços acessíveis, poderá conseguir juntar algum dinheiro fazendo aquilo de que gosta e ao ritmo que mais lhe convém, sem ter que prestar contas a patrões.

3. Encontre trabalhos que possam ser feitos remotamente

Se lida bem com o cumprimento de prazos e é capaz de trabalhar em auto-gestão, sem supervisão, o trabalho remoto pode ser uma solução excelente para si. Programação informática, escrita de conteúdos, produção e pós-produção de som e imagem fotografia, há inúmeras possibilidades e, sem dúvida, os trabalhos remotos podem ser dos melhores trabalhos para estudantes pela liberdade que conferem ao trabalhador.

4. Dicas para encontrar o trabalho certo para si

Procure prioritariamente algo que o valorize profissionalmente e não um trabalho apenas para ganhar dinheiro. Trabalhar enquanto se estuda poderá ser uma tarefa realmente árdua, mas escolher o trabalho certo para si poderá fazer toda a diferença. Os melhores empregos para estudantes universitários são aqueles que preenchem três grandes requisitos:

  • trazem valor acrescentado à sua carreira de alguma forma;
  • aqueles que permitem tempo para estudar;
  • os que lhe proporcionam divertimento.

Independentemente de tudo, lembre-se que um bom emprego para quem estuda será, certamente, aquele que lhe permita conciliar pelo menos três aspetos:

  • o desempenho académico;
  • a sua vida social;
  • os tempos de sono/descanso.

4 Bons empregos para estudantes


Se está a ponderar arranjar um emprego em part-time para conciliar com os estudos, saiba que nem todos os trabalhos obrigam a um horário fixo. A melhor parte? Alguns até podem ser feitos a partir de sua casa e quem define os horários é você. Ora veja.

babysitting

1. Babysitting

Se estamos a falar dos melhores empregos para estudantes, temos que falar desta possibilidade. Esta ainda é uma área pouco explorada em Portugal, mas que já começa a ganhar algum terreno. Fazer babysitting é ideal para quem quer ganhar dinheiro em casa a cuidar de crianças. Claro, que a opção é uma boa hipótese para quem gosta de crianças (e tem jeito para lidar com elas), mas se for o seu caso, tem tudo para dar certo.

Pode começar com os filhos de amigos, familiares ou conhecidos que gostariam de encontrar alguém de confiança que cuidasse dos filhos durante o horário de trabalho, ou enquanto aproveitam para jantar ou ir ao cinema, por exemplo. Se tudo correr bem com eles, depois podem recomendar os seus serviços a outros conhecidos deles e a sua lista de clientes não vai parar de crescer.

Mas, atenção: este é um trabalho de muita responsabilidade e não deve ser feito de ânimo leve.

2. Telemarketing

É, por vezes, chamado o “o part-time dos universitários” e é fácil de ver o motivo. Numa visita a um call center percebe-se que muitas das cadeiras são ocupadas por estudantes que procuram um emprego que acrescentar “uns trocos” à mesada dos pais e, pelo caminho, ganhar algumas competências para o futuro – que serão fundamentais para os seus percursos profissionais (como a capacidade de comunicação e de relacionamento interpessoal, o forte sentido de responsabilidade ou a capacidade de liderança, por exemplo).

As empresas procuram cada vez mais estudantes para o contacto telefónico com os clientes – isto porque, geralmente, sabem exprimir-se bem e aprendem rapidamente. A oferta é muita e variada e os horários podem ser conjugados (com alguma facilidade) com os estudos.

3. Serviços de catering

Aqui está outra possibilidade que os estudantes podem explorar. E em muitos casos nem sequer tem que trabalhar em dias de aulas. Os trabalhos de numa empresa de catering são, por norma, eventos que decorrem aos fins de semana (como é o caso dos casamentos, por exemplo), mas mesmo aqueles que decorrem durante a semana (como eventos das empresas) costumam ser marcados para depois do horário de trabalho e de estudo – o que faz deste trabalho uma boa opção para estudantes.

Pode trabalhar como empregado de mesa, cozinheiro, copeiro ou bartender, por exemplo.

4. Explicações

Se é bom aluno numa determinada área/disciplina e, ainda por cima, tem jeito para ensinar, dê explicações. Divulgue os seus serviços, defina o horário e comece a ganhar dinheiro.

Estudar e trabalhar não é fácil, mas não é impossível. Basta querer. Além disso, se o horário de trabalho colidir com o horário dos estudos, pode sempre acionar o estatuto de trabalhador-estudante.

Veja também: