Publicidade:

Passadiços? Renda-se ao Sistelo, o Tibete português

A aldeia do Sistelo, em Arcos de Valdevez, é um dos paraísos naturais de Portugal. E é lá que encontra passadiços em paisagens deslumbrantes.

Passadiços? Renda-se ao Sistelo, o Tibete português
Conheça melhor este cantinho incrível de Portugal

Famosa pelas paisagens em socalcos, a aldeia do Sistelo não parece um local real, antes um postal criado por um artista chamado Natureza, pelos apetecíveis passadiços, pelas casas típicas de granito, pelos espigueiros chamativos e pelos lavadouros públicos, que são testemunha de gentes e estórias.

Situada no concelho de Arcos de Valdevez, em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês, junto à nascente do rio Vez, esta aldeia encontra-se muito bem preservada, o que faz dela um dos locais mais incríveis do país. É o destino apropriado para uns dias de descanso ao ar livre, para voltar a conectar-se com o seu eu interior, ao mesmo tempo em que pode desfrutar da Natureza no seu estado puro e, em alguns pontos, intocável ou ligeiramente modificada, sem que a sua essência fosse adulterada.

 

Sistelo: passadiços que deve descobrir


sistelo

Fonte: CMAV

Numa altura em que os passadiços começam a ser cada vez mais procurados por possibilitaram um contacto direto com a natureza, ao mesmo tempo em que se alia a componente de exercício físico, o Passadiço do Sistelo é um dos locais a conhecer.

Seja para os adeptos de caminhadas, seja para os praticantes de ciclismo BTT, o Passadiço do Sistelo está inserido na Ecovia do Vez e passa pela aldeia homónima, que faz parte da Reserva Mundial da Biosfera e é candidata a património mundial da UNESCO.

No total, o percurso é de cerca de dez quilómetros e tem início da Ponte Medieval de Vilela e termina na aldeia do Sistelo. Se caminhar sem pressas e quiser apreciar a paisagem em volta e tirar umas fotografias para a posteridade – quem nunca? – poderá completar o percurso em três horas. Deverá levar sempre água e, por que não, uma pequena merenda para fazer um piquenique. E, em época de calor, leve também o fato de banho, pois não faltarão locais para se refrescar.

O caminho do Passadiço do Sistelo é absurdamente paradisíaco e são vários os monumentos que encontra pelo meio, que lhe permitirão compreender a beleza deste local. Não só pelas benesses que nos são dadas pela Natureza, como o verde que nos rodeia, as pequenas cascatas, os socalcos nas montanhas, como os animais que circulam livremente e a gentileza e simplicidade das pessoas que por lá vivem.
E depois da caminhada, há que recuperar energias e, para tal, na Aldeia do Sistelo não faltam pequenas e tradicionais tascas com produtos regionais e verdadeiros petiscos que vão satisfazer os apetites e almas mais vorazes.

Sistelo

Fonte: CMAV

Aldeia do Sistelo ou “Tibete português”?


A resposta é ambos, até porque a aldeia de Sistelo, em Arcos de Valdevez, é conhecida como “o pequeno Tibete português”. Esta comparação deve-se à existência de socalcos criados pelo homem como necessidade de aumentar a área agrícola da região, contornando assim as inclinações e irregularidades do terreno. A semelhança visual com o Tibete é evidente e mesmo não se cultivando por lá arroz, como acontece no país asiático, o foco é o cultivo de milho, bem como aproveitar os socalcos para zona de pasto de gado. Tudo isto é fundamental para a sobrevivência da comunidade rural local.

 

Aldeia do Sistelo: mais pontos de interesse


Sistelo Fonte: Wikimedia Commons

Apesar do passadiço ser o ponto mais chamativo da Aldeia do Sistelo, não é o único. E depois de conhecer a região, perceberá que as grandes viagens e os momentos mais especiais não se resumem aos que são passados em grandes cidades e destinos internacionais.

Portugal está cheio de cantinhos especiais, quase de beleza inacreditável e que podem ser o destino que tanto procura e ainda não encontrou. De tal forma isto é verdade, que a aldeia de Sistelo foi eleita, em 2017, umas das “7 Maravilhas de Portugal”, depois de ter vencido na categoria Aldeia Rural.

O Castelo de Sistelo é um dos bons exemplos dos tesouros espalhados pelo nosso país. É um edifício de finais do século XIX, que foi a casa do Visconde de Sistelo. Atualmente é um local de histórico que parece emanar vibrações de cada pedra por onde passa. Impõe-se pelo meio da vegetação, como querendo mostrar-se enquanto ponto de visita obrigatório, antes de passear pelas ruelas de Sistelo e apreciar outros pontos, como:

  • Percurso Pedestre da Branda de Sistelo;
  • Parque de Merendas da Portela de Alvite;
  • Parque de Merendas de Sistelo;
  • Ponte Medieval de Sistelo;
  • Ponte de Sistelo;
  • Ermida de Nossa Senhora dos Aflitos;
  • Praia Fluvial de Sistelo;
  • Capela de Estrica;
  • Capela de Padrão;
  • Capela Santo António Barroco;
  • Capela de São João Evangelista;
  • Capela da Senhora dos Remédios;
  • Capela da Senhora do Carmo;
  • Igreja Matriz de Sistelo;
  • Miradouro do Chã da Armada.

 

Para saber um pouco mais sobre a história da região, então, saiba que a Casa do Castelo está a ser transformada num centro interpretativo da paisagem cultural, para guiar os turistas pelos vários recantos deste idílico lugar.

A partir de Arcos de Valdevez, deverá seguir a estrada N202-2 durante cerca de vinte quilómetros até chegar à bonita aldeia do Sistelo. Vai visitar?

 

Veja também: