Publicidade:

6 maneiras de ser pago para viajar

Sim, é possível ser pago para viajar. Espreite aqui as nossas 6 dicas para palmilhar o mundo e ainda ganhar uns trocos no seu saldo bancário.

6 maneiras de ser pago para viajar
Sabia que pode receber dinheiro para viajar?

África, América, Ásia, Europa… São tantos os cantos do mundo passíveis de serem explorados e conquistados. Contudo, pelo facto de olharmos para o saldo contabilístico, tantas vezes ficamos só pela ideia “daquela viagem”. Pois bem, saiba que esse motivo não será mais impeditivo para concretizar sonhos de ir para além de fronteiras. Afinal, existem várias formas de ser pago para viajar. Duvida? Então, tome nota e deixe-se surpreender.

Ser pago para viajar é bem mais fácil do que imagina


Ensinar línguas

ser pago para viaajar

Há imensos países (sobretudo os que se encontram em vias de desenvolvimento) que precisam urgentemente de professores de línguas – e que pagam bom dinheiro por eles! Muitas vezes, o regime é de “voluntariado”, mas com todas as despesas pagas e oferta de uma bolsa de manutenção no país (pagas, quase sempre, por Organizações Não Governamentais).

Se optar por um PALOP, consegue certamente ensinar Português, mas noutras localizações a necessidade mais frequente é o Inglês (nível básico). Em muitos destes pontos, não exigem sequer que tenha o curso superior de docente. Esta é, assim, uma das formas de ser pago para viajar.

Emprego sazonal

Uma dica preciosa passa também por procurar trabalhos sazonais. Como acontece nas vindimas ou na apanha do morango, por exemplo, há outras atividades que só acontecem numa determinada altura do ano – e esta é uma boa forma de ser pago para viajar. Informe-se sobre os vários trabalhos sazonais junto de agências de recrutamento temporário e mostre a sua disponibilidade.

Trabalhar num cruzeiro

ser pago para viajar

Não tem emprego fixo? É estudante e quer ganhar uns trocos e viajar ao mesmo tempo? Ou simplesmente consegue juntar uns bons dias para fazer algo diferente? Candidate-se a um trabalho num cruzeiro. Camareiro, auxiliar de cozinha, relações públicas, animador… A lista é muito extensa e o ordenado, normalmente, é muito atrativo. E, para somar vantagens, quer saber qual é a melhor notícia de todas? Exatamente o mote que nos trouxe a este artigo: assim, consegue ser pago para viajar.

Cobertura de eventos

É fotógrafo profissional ou amador, mas com algumas provas dadas? Tem muitos conhecimentos de Relações Públicas? Expert em logística? Candidate-se ao apoio na organização/cobertura de grandes eventos internacionais. Jogos Olímpicos, festivais de música ou outras iniciativas de grande complexidade exigem sempre um grande número de recursos humanos, pagando todas as despesas de estadia, alimentação e afins.

Tem um blog? Ponha-o a render

ser pago prara viajar

Se, por acaso, for daquelas pessoas que escreve diariamente – ou quase – num blog e que consegue, até, um bom número de visualizações, experimente começar a “aceitar” propostas de agências de viagens e de instâncias de férias. Aqui não vai propriamente ser pago para viajar, mas vai viajar com tudo pago – o que indiretamente corresponde a isso mesmo.

Cliente mistério

É, cada vez mais, recorrente encontrar-se anúncios onde pedem pessoas para testarem estabelecimentos hoteleiros e outro tipo de serviços relacionados com o turismo. A única coisa que precisa de fazer é vestir o papel de “cliente mistério”. E o que é isto? Basicamente, só tem de usufruir dos serviços oferecidos, como se fosse um cliente normal, mas sempre com um olho na avaliação. No final, terá de reportar a informação à entidade que o contratou.

Veja também: