ebook
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Prático e Descomplicado
Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
09 Mar, 2018 - 14:00

6 sites para encontrar emprego no estrangeiro

Catarina Milheiro

Está à procura de emprego no estrangeiro? Saiba onde começar e quais ferramentas tem ao dispor para encontrar oportunidades de trabalho lá fora.

emprego no estrangeiro

Quer encontrar emprego no estrangeiro? Não sabe por onde começar? Se já se informou sobre as condições de vida e de trabalho no país de destino, sobre a documentação necessária a reunir antes de ir para fora, e, sobretudo, sobre onde encontrar ofertas de emprego válidas e fidedignas, está no caminho certo.

Mas, se ainda tem imensas dúvidas que rondam o tema, chegou ao sítio certo: aqui está o seu ponto de partida para a internacionalização de carreira, com o passo a passo simples para encontrar emprego no estrangeiro.

Vamos começar?

EMPREGO NO ESTRANGEIRO: 6 SITES

Encontrar emprego no estrangeiro pode parecer um autêntico desafio numa primeira fase. No entanto, com algumas dicas sobre o que deve fazer e principalmente como deve fazer, todo o processo se torna menos complexo.

A verdade é que a pandemia afetou sobretudo o emprego jovem tendo em consideração que taxa de desemprego jovem cresceu 4 vezes mais do que a média nacional no primeiro ano da pandemia.

Para que consiga ter uma noção, entre o primeiro trimestre de 2020 e de 2021, o crescimento da taxa de desemprego entre os jovens até aos 24 anos foi de 22,3% e entre os jovens até 34 anos foi de 24,7%, enquanto a média nacional se fixou nos 5,9%.

Não é, por isso, de espantar que muitos continuem a sentir vontade de aplicar os seus conhecimentos e competências em empresas estrangeiras. No entanto, para conseguir um emprego no estrangeiro, é preciso saber como procurar.

Uma das formas mais eficazes para procurar emprego no estrangeiro é, efetivamente, através da internet: além das ofertas no LinkedIn que podem aparecer, existem ainda outros sites focados neste tipo de ofertas.

procurar emprego na internet
1

Emprego Pelo Mundo

Se o seu objetivo é procurar por emprego no estrangeiro, o Emprego Pelo Mundo pode ser o seu ponto de partida. Foi fundado por um estudante português a viver na República Checa e é direcionado especificamente a todos os portugueses que ambicionem trabalhar no estrangeiro.

Quando acede ao site para fazer a sua pesquisa, irá encontrar diversas ofertas de emprego no estrangeiro, sobretudo na Europa – mas também vagas nacionais.

Além disso, esta plataforma funciona ainda como agregadora de outros sites de emprego especializados em áreas específicas. Por exemplo: se procurar por uma oferta de emprego em Marketing, basta escolher essa área e encontrar os sites internacionais de emprego que lhe darão acesso a vagas em Marketing.

São várias as especialidades: desde Arquitetura, Comunicação, Turismo, Saúde, Hotelaria, Economia, Design Educação ou Engenharia. Atreva-se e pesquise sem medos.

2

EURES

A EURES – Serviços Europeus de Emprego é uma das principais portas para encontrar emprego no estrangeiro, mais concretamente na Europa. Conta com cerca de 2 milhões de ofertas disponíveis e disponibiliza vagas sinalizadas por serviços públicos, sindicatos e organizações de empregadores.

Aqui poderá encontrar vagas para os 28 Estados-Membros da União Europeia e ainda na Noruega, Islândia, Liechtenstein e Suíça. O melhor mesmo a fazer para que não se perca nas várias vagas, é utilizar com eficiência os critérios de pesquisa disponíveis.

Por exemplo: pode filtrar a sua pesquisa por localização geográfica, duração do emprego (part-time, full-time ou estágios), nível de habilitações, tipo de contrato e muito mais.

No caso de estar ainda indeciso sobre o país onde gostaria de trabalhar, a EURES também está presente para o ajudar: na plataforma encontra fichas informativas  sobre condições de vida e de trabalho para cada um dos 32 países abrangidos.

3

Total Jobs

Sempre se imaginou a trabalhar no Reino Unido? Saiba que o Total Jobs é um dos principais pontos de pesquisa de emprego nesta localização.

Conta com cerca de 2 milhões de candidaturas registadas por mês e tem por isso mesmo, uma competição árdua. No entanto, é importante que confie no seu perfil, nas suas competências e na sua experiência e que procure uma oportunidade em Inglaterra, em Gales, na Escócia ou na Irlanda.

Para confirmar se o salário proposto em cada anúncio está de acordo com a média, pode recorrer ainda à ferramenta de verificação de salários.

Neste site vai encontrar também diversos artigos relacionados com a procura de emprego, dicas para a elaboração de currículos ou até mesmo estratégias para ser bem sucedido numa entrevista de emprego.

4

Monster

Se o seu objetivo é trabalhar nos Estados Unidos, este site é o ideal. Contudo, a Monster também já está presente em países como o Reino Unido, Alemanha e Espanha.

Aqui, a pesquisa por ofertas é muito simples com referência apenas a localização e palavra-chave. Para além disto, é também possível fazer o upload do seu currículo, passando a constar na pesquisa para empregadores.

No site estão disponíveis ainda categorias, ou como lhes chama a Monster “comunidades”, através das quais irá encontrar as informações mais gerais de emprego nas áreas mais distintas. Experimente e confira por si mesmo!

5

LinkedIn

Na procura de emprego no estrangeiro é fundamental ter a oportunidade de conhecer bem a empresa e, se possível, o recrutador que vai gerir o seu processo de seleção. As redes sociais – e o LinkedIn em particular – proporcionam hoje uma proximidade nunca antes verificada entre candidatos e recrutadores.

Aprenda a usar esta ferramenta, coloque o seu perfil na língua do país de destino, conecte-se a recrutadores no seu setor, siga empresas do seu interesse e mantenha-se ativo – utilize a ferramenta semanalmente, para que o seu perfil se torne visível.

6

UN Careers

Sempre sonhou em trabalhar nas Nações Unidas? Investigue as oportunidades existentes para diferentes tipos de perfis e experiências no portal de carreiras da organização internacional. Neste site, a pesquisa tem em consideração a categoria profissional, a localização e o departamento.

Se o seu objetivo sempre foi “mudar o mundo”, as Nações Unidas são definitivamente o sítio certo para trabalhar. Para além de se tratarem de empregos topo, poderá trabalhar em áreas essenciais como o combate às alterações climáticas, apoio em crises humanitárias, desarmamento de crianças-soldado, defesa dos direitos humanos e manutenção da paz.

Optando por uma destes sites de procura de emprego no estrangeiro, deverá remeter as candidaturas online, através de formulários, ou via email. Mesmo tratando-se de um modo rápido e fácil de enviar o seu currículo, é bom ter em mente que isso não é sinónimo de menor exigência na correção da sua candidatura, muito pelo contrário.

Um email de candidatura bem elaborado deve ser breve e conciso, sem deixar de explicitar que está qualificado para a função a que se candidata e que pode ser uma mais-valia para a empresa. E não se esqueça: crie um email “profissional” para a procura de emprego.

Veja também