Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
29 Nov, 2018 - 11:38

Bancos online em Portugal: quais são e como funcionam

Mónica Carvalho

Operam sobretudo pela internet, mas oferecem praticamente os mesmos serviços que a banca tradicional. Conheça os bancos online existentes em Portugal.

bancos online em portugal

Apesar de o mercado ser pequeno e haver ainda um longo caminho a percorrer, a oferta de bancos online em Portugal tem vindo a crescer nos últimos anos. Afinal, a digitalização das empresas continua em clara expansão e o setor bancário não é exceção.

A facilidade e rapidez na resolução de assuntos que, tradicionalmente, obrigariam a uma deslocação física a um balcão é, sem dúvida, uma das grandes vantagens dos bancos online. Para os clientes isso reflete-se diretamente numa poupança: quer de tempo, quer de dinheiro. E se o assunto é poupar, então, há que prestar atenção.

Bancos online em Portugal: como funcionam?

aceder ao banco via telemóvel

Os bancos online são instituições bancárias que trabalham quase exclusivamente através da Internet. É possível que possuam balcões físicos, mas em menor quantidade ou dando acesso aos balcões dos grandes grupos bancários a que pertencem, de modo a facilitar a realização de alguns procedimentos bancários. Como tal, incentivam os clientes a realizarem todas as operações pelo computador ou smartphone em vez de procurarem a ajuda direta dos funcionários.

E o cliente não fica a perder, visto que os bancos online oferecem praticamente os mesmos produtos e serviços que os bancos tradicionais. Todavia, por privilegiarem o contacto digital, existem limitações nas operações possíveis ao balcão. De acordo com o Banco de Portugal, não trabalham diretamente com dinheiro e também não é possível efetuar depósitos ou levantamentos nos seus balcões. Este tipo de procedimentos pode ser realizado através dos terminais ATM ou, quando possível, juntos dos balcões de atendimento dos bancos tradicionais a que pertencem.

4 bancos online sediados em Portugal

Atualmente, há quatros bancos online com sede em Portugal, sendo que três deles têm como principais acionistas bancos tradicionais.

Activobank

O ActivoBank é uma instituição financeira que pertence ao grupo Millennium BCP. Centra a atividade na Internet, mas também permite operações por telemóvel e telefone.

Entre os produtos oferecidos pelo Activobank encontram-se as contas à ordem, os cartões de débito e crédito, as contas poupança, os depósitos a prazo, os créditos (ao consumo e à habitação), os seguros (pessoais, de saúde, de viagem, para a casa e até para animais) e as soluções de investimento (que incluem serviço de suporte ao investidor).

O ActivoBank possui 16 espaços de atendimento ao público espalhados pelo país (Aveiro, Braga, Cascais, Coimbra, Leiria, Lisboa, Matosinhos, Porto, Vila Nova de Gaia e Oeiras). Os pontos de rua estão abertos ao público de segunda a sábado, das 10h às 18h, e os que se encontram localizados em shoppings funcionam das 12h às 20h.

Ainda assim, o atendimento ao cliente é feito, preferencialmente, por telefone. O atendimento telefónico personalizado está disponível de segunda a sexta, entre as 8h e as 22h, aos sábados, das 10h às 20h, e aos domingos e feriados das 12h às 20h.

Já o atendimento automático funciona 24h por dia e é através deste serviço que pode, por exemplo, cancelar um cartão de débito ou crédito perdido ou roubado. As linhas de apoio incluem um número fixo e contactos móveis das diferentes operadoras portuguesas, para que o cliente possa também poupar na chamada.

A app foi criada de modo a simplificar-lhe todos os procedimentos bancários mais simples, como acompanhar todos os detalhes da sua conta.

Banco Best

Integralmente detido pelo Novo Banco, o Banco Best é uma instituição financeira fundada em 2001 que atua essencialmente na área do banking online.

Na oferta do Best estão as contas, depósitos, cartões (de débito e crédito), créditos (pessoal e renting), seguros e uma forte componente de serviços de investimento, incluindo planos poupança reforma.

O atendimento ao cliente é, sobretudo, telefónico (rede fixa ou móvel) e está disponível durante os dias úteis entre as 8h e as 20h. No caso de extravio ou roubo de algum dos cartões, existe uma linha de apoio 24h por dia (+351 218 505 775).

Possui balcões de atendimento ao público em Aveiro, Braga, Faro, Leiria, Lisboa e no Porto com horário alargado entre as 8:30 e as 19 horas.

Além disso, no site do Banco Best tem ao seu dispor a BEA Best Electronic Assistant – um assistente de inteligência artificial que poderá ajudar com questões simples.

Banco BIG

Dos bancos online com sede em Portugal, este é o único que não está umbilicalmente ligado a um banco tradicional. Fundado em 1999 por um grupo de investidores privados, o BiG – Banco de Investimento Global foi um dos pioneiros na disponibilização de serviços online.

E embora continue a privilegiar o acesso via internet, de entre a concorrência é aquele que possui representação física em mais cidades, com balcões em Aveiro, Braga, Cascais, Coimbra, Guimarães, Leiria, Lisboa, Loulé, Maia, Oeiras, Porto, Viseu.

No que diz respeito a produtos e serviços, dispõe de oferta destinada a particulares (produtos de poupança, corretagem, custódia, gestão de patrimónios, serviços financeiros gerais e de pagamentos), bem como a clientes institucionais e empresas (soluções de gestão de risco, tesouraria, corretagem, custódia e assessoria financeira).

Além do apoio telefónico, disponível de segunda a sexta, das 8h às 21h, o BIG oferece ainda apoio por correio eletrónico, o que é particularmente vantajoso quando quer guardar registo da conversa tida com o colaborador da instituição.

moey!

O moey! é o mais recente banco online em Portugal e integra o grupo Crédito Agrícola, com o qual partilha a licença bancária. Surgido em finais de 2019 para fazer frente a outras fintech internacionais, como a Revolut ou N26, o moey! é considerado “a primeira solução bancária digital, mobile-only e totalmente portuguesa”.

abertura de conta é feita à distância através de videoconferência e não demora mais do que dez minutos, à semelhança do que já se pode fazer na maioria dos outros bancos. Mas ao contrário do que acontece na concorrência, para já os clientes moey! não têm a possibilidade de aceder a crédito ou a depósitos a prazo.

Sem qualquer custo de adesão ou manutenção, a conta moey! é uma conta à ordem que dá acesso a um cartão de débito físico, mas também pode fazer compras, pagamentos de serviços, transferências e levantamentos recorrendo apenas à app.

Por se tratar de uma solução 100% mobile, não tem balcões físicos. Há no entanto uma linha de apoio que funciona todos os dias das 9h às 24h, através do número +351 210 521 500. A marca coloca ainda vários endereços de e-mail à disposição para os seus clientes.

Existem outras opções de bancos online

Poderá reparar que faltam alguns nomes bem conhecidos nesta lista de bancos online em Portugal. Tal acontece, visto que se tratam de entidades com sede fora de Portugal, mas ainda dentro da União Europeia.

  • Bunq
  • N26 Bank
  • OpenBank

Além disso, poderá ainda usufruir dos serviços financeiros de entidades reconhecidas popularmente como bancos digitais, mas que, em Portugal são credenciadas em instituições de moeda eletrónica com sede na União Europeia. No futuro, podem vir a ter uma credencial de banco em território nacional:

  • Revolut
  • Transferwise
  • Monese

Prós e contras dos bancos online em Portugal

Para que possa considerar melhor sobre qual a entidade financeira mais adequada para depositar o seu dinheiro, mediante as suas necessidades, atente aos benefícios e desvantagens dos bancos online.

banco online smartphone

Vantagens em escolher os bancos online em Portugal

A grande vantagem dos bancos online é a comodidade, porque não precisa de sair de casa para realizar as operações bancárias mais frequentes, nomeadamente, pagamentos, transferências, ordens de débito e consulta de saldos. Só precisa de um smartphone com acesso à internet.

No entanto, a maioria dos bancos tradicionais também oferecem soluções de homebanking, que entram em competição com os bancos online, pelo que estes tiveram de aprender a distinguir-se da concorrência de outra forma e escolheram aquela que os clientes mais apreciam: os preços.

Na verdade, os bancos online em Portugal têm uma vantagem competitiva muito grande face aos bancos tradicionais. Como têm muito menos balcões físicos, ou não os têm sequer, estas instituições têm muito menos funcionários e, consequentemente, menores custos de operação, o que resultam em menores custos para o consumidor, porque o preço dos produtos e serviços baixa consideravelmente.

Além disso, muitas delas apresentam isenção ou taxas reduzidas de comissões de abertura e outros encargos habituais nas contas tradicionais, como, por exemplo para pagamentos e até transferências, inclusivamente para o estrangeiro.

Isso não o impede de continuar a ter um cartão físico para fazer levantamentos de multibanco e pagamentos nas lojas.

Desvantagens dos bancos online em Portugal

O primeiro grande problema que os bancos online em Portugal tiveram de enfrentar foi a infoinclusão, ou seja, aquando do seu aparecimento, a percentagem de consumidores que se sentia à vontade com o computador num grau tal que os deixe confiantes para proceder a operações bancárias meramente digitais ainda era reduzida. O cenário tem vindo a mudar, também graças a aplicações e sites cada vez mais simples e funcionais.

Utilizar um banco online implica ter um conhecimento mínimo sobre computadores e da Internet, de modo a estar alerta para os perigos que esta esconde ao nível da segurança.

É esta, aliás, mais uma das desvantagens dos bancos online em Portugal: mesmo que cumpram as regras exigidas pela lei e estejam dentro dos requisitos de certificação, os bancos online estão sempre, de certa forma, dependentes da literacia tecnológica dos clientes – e esta, quando não existe, põe em causa a segurança do sistema.

Desta forma, os clientes dos bancos online enfrentam situações que, num mundo físico, não existem ou existem em grau muito menor: os esquemas de fraude e de phishing, os vírus, os acessos não autorizados e os roubos de credenciais. Aderir a um banco online deve, então, ser acompanhado de um bom conhecimento sobre os princípios básicos de segurança online.

Por último, os bancos online poderão apresentar uma menor oferta de determinados serviços, que exigem uma relação mais tradicional com o banco, como é o caso do crédito habitação.

Veja também