Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Marta Maia
Marta Maia
06 Nov, 2018 - 19:11

Os bloggers mais bem pagos em Portugal e no Mundo

Marta Maia

São verdadeiras celebridades e vivem do que escrevem na Internet. Saiba quais são os bloggers mais bem pagos e inspire-se. Quem sabe não será o próximo.

Os bloggers mais bem pagos em Portugal e no Mundo

Para muitos de nós – a maioria, na verdade – os blogues são apenas espaços de diversão e algum convívio. Passamos as páginas, lemos, observamos e aproveitamos para relaxar depois de um dia cansativo ou em momentos de maior tédio.

A blogosfera é, no entanto, uma verdadeira mina de ouro para quem souber aproveitá-la, e as pessoas de quem lhe falamos a seguir são mestres nessa arte. A escrever ou a tirar fotos, a contar histórias ou a partilhar momentos íntimos, todas sabem tirar o maior proveito da rede e vivem dela sem precisar de um emprego.

Adiantamos-lhe já que não sabemos ao certo quanto ganham estes bloggers – até porque os rendimentos variam consoante os trabalhos publicitários que fazem, além de se somarem a rendimentos obtidos com trabalhos offline que surgem na sequência da fama digital. Calcular o rendimento certo destas pessoas é praticamente impossível, mas sabemos que são as mais influentes e, em consequência, as que mais recheiam a carteira. Conheça-as.

Os bloggers mais bem pagos de Portugal

1. A Pipoca Mais Doce

É a “rainha” de todas as bloggers em Portugal e já tem muito para contar. Ana Garcia Martins começou o blogue em 2004 e em pouco tempo pôde deixar a profissão de jornalista para viver dos rendimentos que recebia dos posts.

Além do dinheiro que faz com os posts publicitários, a blogger ganha dinheiro com presenças em eventos, campanhas publicitárias nos media tradicionais, promoção de marcas e até com a publicação de livros.

A cereja no topo do bolo foi o casamento com Ricardo Martins Pereira, autor do blogue “O Arrumadinho”. A Pipoca Mais Doce é, claramente, a blogger mais mediática de Portugal.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por A Pipoca Mais Doce (@apipocamaisdoce) a

2. A Mãe é que Sabe

Se sabe! Joana Paixão Brás e Joana Gama iniciaram o blogue em 2014 e nunca mais pararam. Ambas ligadas à comunicação social, as duas Joanas não têm mãos a medir no que se refere a publicidade dirigida às mamãs: babywear, saúde infantil, brinquedos, alimentação infantil… as marcas fazem fila e cada post publicitário no blogue vale um cheque.

No entanto, nenhuma das autoras vive exclusivamente do blogue: ambas preferiram manter a atividade digital em paralelo com a profissional.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por a Mãe é que sabe (@amaeequesabe.pt) a

3. João Cajuda

O nome é-lhe familiar? Tem razão para ser. O filho do treinador Manuel Cajuda começou como ator nos “Morangos com Açúcar”, mas cedo percebeu que podia fazer mais. Deitou pés ao caminho, planeou uma série de viagens e começou a escrever os diários num blogue. Hoje, é reconhecido internacionalmente e pode gabar-se de viver dos rendimentos digitais.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por JOÃO CAJUDA ✈︎ TRAVEL (@joaocajuda) a

4. Nutrição com Coração

…e bolso com dinheiro. Ana Bravo é uma verdadeira musa inspiradora para quem precisa de uma dieta, sabe muito sobre ingredientes saudáveis e combinação de sabores, e, claro, tem uma imagem que dá para imprimir e pendurar na parede da despensa em jeito de freio para os dias em que só nos apetece comer doces. Os rendimentos, claro, não lhe chegam só dos soufflés: não faltam marcas da área alimentar dispostas a pagar-lhe por uma referência.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Ana Bravo – Nutrição com (@ana_bravo_nutricao_com_coracao) on

5. Make Up a Difference

Chama-se Inês Franco e já perdeu a conta aos famosos que já maquilhou na televisão, mas o verdadeiro sucesso chegou pela rede. Autora de um blogue desde 2015, a maquilhadora profissional partilha truques e dicas com as seguidoras e, claro, aceita fazer posts publicitários.

No entanto, garante que só aconselha produtos de que gosta de verdade e recusa anunciar produtos que não lhe pareçam bons. Não deixa de ser uma das mais influentes do país por isso.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Inês Franco (@ines.franco.makeup) a

6. Por Falar Noutra Coisa

Ler textos do Guilherme Duarte faz bem aos abdominais, porque não vai parar de rir. O humorista começou como engenheiro informático, mas há algum tempo que deixou os computadores para se dedicar às piadas.

Num mês bom, admite, o blogue rende-lhe mais do que o emprego que tinha. Vive da escrita, das fotos com a cadela Zaya, de espetáculos de stand up e de crónicas.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Guilherme Duarte (@guilhermercd) a

Os bloggers mais bem pagos do mundo

1. Michael Arrington

Entramos numa dimensão completamente diferente: são 630 mil euros por mês que fazem do fundador do TechCrunch o blogger mais rico do planeta. A rubrica foi, entretanto, vendida à AOL e é um site de comunicação social de pleno direito, mas começou como um blogue sobre tecnologia e com algumas análises de produtos à venda no mercado.

2. Perez Hilton

Não é o nome verdadeiro de Mario Armando Lavandeira, mas é o que lhe dá mais fama. O blogger escreve sobre celebridades e faz centenas de milhares de mês com publicidade e presenças. Resultado? Os processos judiciais regulares de que é alvo pouca mossa acabam por lhe fazer ao bolso.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Perez Hilton (@theperezhilton) a

3. Timothy Sykes

Tem um blogue onde dá dicas e aulas financeiras a milhares de alunos, mas o que lhe deu fama foi mesmo a forma como provou que é bom no que faz: investiu uma pequena quantia de dinheiro em ações e, em menos de 24 horas, ganhou um milhão de dólares. Escusado será dizer que, além das pequenas fortunas que ganha com as aulas, pode escolher os patrocinadores que quiser.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Timothy Sykes (@timothysykes) a

Há que ressalvar, no entanto, que nem todos os bloggers são ricos. Por cada blogger que vive da Internet, há milhares de outros que não obtêm rendimentos suficientes para mudarem de profissão. Estes devem, portanto, ser encarados como inspiração e não como a regra ou como uma promessa aos que lhes querem seguir as passadas.

Veja também: