Sara Piteira Mota
Sara Piteira Mota
17 Fev, 2017 - 15:18
7 dicas para comprar carro novo adequado às necessidades

7 dicas para comprar carro novo adequado às necessidades

Sara Piteira Mota

Se está a pensar comprar um carro novo siga alguns conselhos sobre que tipo de carro deve comprar tendo em conta a utilização que vai fazer dele e o orçamento disponível.

O artigo continua após o anúncio

A decisão de comprar um carro novo nem sempre é fácil. O carro é um bem que perde valor muito rapidamente e é importante decidir que tipo de modelo é mais vantajoso para a utilização que pretende fazer dele.

A par da casa, ter um carro é uma das despesas fixas que mais pesa no orçamento familiar. Quem tem um carro sabe que este é uma fonte permanente de gastos.

Para começar é preciso escolher o tipo de financiamento que será mais vantajoso. Depois existe sempre o pagamento do seguro automóvel, do imposto único de circulação, das revisões periódicas e ainda do combustível.

Portanto, se vai comprar um novo carro faço-o de forma inteligente e racional. Acredite que se comprar um carro adequado às suas necessidades, os encargos mensais podem ser bem mais em conta. Um carro feito à medida das suas necessidades.

7 dicas para comprar carro novo

1. Um carro feito à medida das suas necessidades

Para começar pense no automóvel que lhe “serve” as suas necessidades, e não naquele carro de gama alta que gostaria de ter mas que está acima do seu orçamento.

Tenha em atenção que tipo de utilização vai fazer: precisa de um automóvel para circular dentro da cidade, para grandes percursos ou para ambos? Defina também se este veículo será para transportar a família ou apenas a si. A escolha do modelo certo pode fazer muita diferença para os gastos diários que terá com o veículo.

2. Combustível: Gasóleo ou gasolina?

É provavelmente uma das características que deverá escolher de antemão. Comprar um carro a gasolina é mais barato no acto de compra, mas depois abastecê-lo será sempre mais caro do que um veículo o gasóleo. Portanto, é importante que defina qual o combustível que mais vai compensar no seu caso pessoal: gasóleo ou gasolina?

Também deverá definir a cilindrada do carro. Se precisa de um carro apenas para meios urbanos, não lhe compensa que tenha uma cilindrada muito elevada, pois vai gastar mais combustível.

O artigo continua após o anúncio

3. Financiamento

Na altura de comprar é importante que decida de que forma pretende pagar o carro caso não efectue o pagamento a pronto. Existem vários tipos de financiamento que pode recorrer: crédito automóvel, leasing ou o renting. O tempo do financiamento também é importante.

Existem alguns créditos automóveis que financiam até 100% do valor do veículo a pagar a até 60 meses, ficando o consumidor com prestações mensais fixas. O registo da viatura é efectuado de imediato em seu nome e não tem que pagar qualquer valor adicional no final do contrato.
No caso do leasing, o consumidor pode pagar parte do carro no fim do contrato e diminuir substancialmente o valor da prestação. Mediante uma prestação, o carro deverá ficar coberto por um seguro de danos próprios e com as manutenções incluídas.

4. Analise as condições do seu seguro

O seguro automóvel de responsabilidade civil é obrigatório em Portugal para particulares e empresas. Contudo, existem formas de poupar algumas dezenas de euros por ano com a apólice do seu carro. Não se esqueça de que deve fazer uma pesquisa pelas várias seguradoras existentes e escolher o seguro que melhor se adequa às suas necessidades.

Depois reveja as coberturas da sua apólice todos os anos e peça simulações em várias seguradoras. Só assim vai conseguir encontrar o que pretende, ou seja, a melhor relação qualidade-preço. Se por acaso tiver vários seguros numa só seguradora saiba que terá mais poder negocial para fazer baixar o prémio do seguro do seu carro.

5. Faça manutenção do seu carro

Para que não tenha gastos imprevistos deve fazer periodicamente a manutenção do carro, tal como é recomendada pela marca. Mas há alguns hábitos que os condutores devem ter em conta para manter o carro a funcionar em pleno. Por exemplo, não se esqueça de regularmente verificar o ar dos pneus e ver o nível de água e de óleo.

Com estes cuidados regulares com a manutenção vai conseguir prolongar a vida do automóvel e evitar alguns problemas mecânicos mais graves e dispendiosos.

6. Uma condução mais segura

Os consumos de combustível aumentam ou diminuem conforme a condução efectuada. Numa condução agressiva os consumos verificados são superiores quando comparados com uma condução mais segura, sem travagens, nem acelerações bruscas. Se optar por aplicar técnicas de condução ecológica – muitos carros têm hoje o sistema start-stop e opção de modo ECO – vai conseguir uma maior poupança de combustível.

Também evitar o uso do ar condicionado, manter a pressão adequada nos pneus e evitar acelerações com rotações acima de duas mil por minuto são algumas dicas do que pode fazer para manter uma condução económica.

O artigo continua após o anúncio

7. Desvalorização do carro

Tal como já foi referido, a partir do momento em que um automóvel sai do concessionário já está a desvalorizar. Portanto, é importante que tente ao máximo preservar o valor da sua viatura para que quando decidir vendê-lo ou trocá-lo por outro ainda consiga um valor “simpático” pelo seu carro.

De forma a preservar o valor da viatura deverá ter alguns cuidados com a pintura do carro, não fumar dentro do veículo pois deixa um mau odor e mancha o tejadilho e manter sempre o carro limpo (aspirado e sem pó).

Veja também: