Luana Freire
Luana Freire
21 Dez, 2023 - 10:57

Negociação CFD: quais os prós e contras?

Luana Freire

Negociar CFD permite especular preços de ativos e tirar proveito dos mercados. Conheça as vantagens e desvantagens.

A pensar negociar através do trading de CFD? Antes de mais, como em qualquer situação que envolva as suas finanças, deve conhecer melhor este produto derivado.

Quais as vantagens e quais os riscos associados? O que ter em conta antes de começar a negociar?

Saiba como funciona a negociação CFD, que permite fazer investimentos numa grande variedade de ativos, de diferentes classes, sem ter de possuí-los de facto.

Trading de CFD: o que é, vantagens e riscos

Fique a par dos principais prós e contras desta atividade.

O que são CFD’s?

Um CFD, ou Contrato por Diferença (do inglês “Contract for Difference”), é um tipo de derivado financeiro que permite realizar negociações de preços de diversos produtos, de diferentes mercados financeiros.

Essas negociações, chamadas de trading de CFD´s, são realizadas por investidores ou traders, em plataformas específicas de trading. Funcionam com base na especulação sobre preços subjacentes de um determinado ativo financeiro, que pode pertencer a uma grande variedade de mercados – como índices ou ações, criptomoedas, forex, commodities, produtos que sejam negociados na Bolsa e muito mais.

Este tipo de negociação permite acompanhar e especular preços em baixa ou em alta, de forma a aproveitar os movimentos dos mercados – isso nem ter de comprar e possuir, de facto, o ativo em si.

Como funciona o trading de CFD?

Na negociação CFD, assumimos a posição de analisar e traçar uma previsão sobre o preço de um determinado ativo financeiro – será que vai valorizar ou desvalorizar? Quando prevemos que o valor vai subir, compramos o ativo. Se, por outro lado, achamos que o seu valor vai descer, vendemos. E o que resulta desta especulação/previsão? O seu lucro ou a sua perda.

Em resumo simples, a negociação CFD é semelhante ao seu respetivo mercado subjacente e é o mercado que vai influenciar nos preços. Ou seja, este tipo de trading foi desenvolvido para ser fiel ao comportamento de cada mercado.

Isto quer dizer, também, que alguns preços vão estar associados a um spread, enquanto outros vão incorrer em comissões.

O que é a alavancagem de CFD?

A alavancagem de CFD é o fator que torna possível ao investidor/trader ter total acesso ao mercado em troca de um depósito mínimo inicial – chamado de “margem”. Quem investe, fá-lo apenas com uma percentagem daquele que é o custo da posição (investe a “margem”) e obtém exposição aquele que é o valor total da transação.

Mas esta vantagem, de poder investir pouco e ter acesso a muito, traz um risco associado.

O perigo oculto

Um perigo oculto está diretamente associado à negociação CFD: as perdas podem ser grandes. E, por esta razão, é tao importante conhecer a fundo este tipo de negócio antes de começar. A gestão dos riscos é fundamental.

Para negociar CFD deve entender que tudo aquilo que são potenciais lucros e perdas é calculado com base na dimensão total da posição (valor do produto no qual investe), e não apenas na margem investida. Ou seja, perdas e lucros são ampliados.

E há mais desvantagens associadas? A única desvantagem da negociação CFD, para além do risco de perda ampliada, é o custo – este é, aliás, um dos motivos para que a maior parte dos investidores/traders perca dinheiro ao negociar CFD. Sim, a maioria deles perde dinheiro. Por isso, verifique detalhadamente os custos antes de começar a negociar CFD’s.

Veja quais são as taxas/comissões/custos que pode ter de pagar neste tipo de negociação:

  • os traders pagam spread/comissão para fazer as suas transações nas plataformas;
  • caso seja mantida uma negociação aberta durante a noite, pode ter de se pagar a taxa swap – que é cobrada diariamente, sendo calculada com base na diferença entre taxas de juro das moedas que estejam envolvidas na negociação;
  • podem ser cobradas outras taxas e comissões, relacionadas com abertura ou fecho de negociação, taxas de inatividade ou mesmo taxas de conversão de câmbio. 

Porque as pessoas estão a apostar na negociação CFD? 5 motivos

  1. Alavancagem: o depósito inicial é uma percentagem do valor da posição. Isto significa que, se a negociação correr bem, consegue obter um lucro bastante maior do que o valor investido na negociação.
  2. Flexibilidade: é possível negociar sem estar “preso” às diferentes direções que os mercados estão a apontar, assumindo uma posição longa (em que se compra) ou curta (em que se vende).
  3. Benefícios fiscais: no CFD nunca somos donos do ativo subjacente, assim, podemos ter determinados benefícios fiscais.
  4. Horários: é possível negociar fora dos horário tradicionais de negociação. Aqui é importante lembrar que o preço de um ativo pode variar de acordo com as horas de abertura do mercado, assumindo-se outro valor fora de horas.
  5. Hedging: é a função de negociação que torna possível “compensar” algumas perdas com outros lucros.

Onde negociar CFD?

Para negociar CFD, deve recorrer a uma corretora de investimentos. Há diversas plataformas online para negociação de CFD, como a Plus500 Portugal, por exemplo.

No entanto, tenha em atenção que este instrumento financeiro é de alto risco e que aventurar-se exige um estudo profundo sobre todos os passos envolvidos – inclusive sobre a escolha da corretora, que deve ser licenciada e regulamentada. Leia os termos e condições no site e, se possível, procure aconselhamento com um profissional financeiro.

A par disto, analise o seu perfil de risco e a sua capacidade financeira para lidar com os riscos envolvidos. Não se esqueça que todos os investimentos devem ser realizados com cautela. O seu dinheiro merece ser cuidado com sabedoria.

Veja também

Artigos Relacionados