Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
08 Nov, 2019 - 12:35

CHO: o que é e como contribui para o sucesso das empresas

Mónica Carvalho

CHO diz respeito a “Chief Happiness Officer”, ou seja, é alguém responsável pela felicidade dos colaboradores de uma empresa. Quer saber mais?

CHO

O CHO é uma função cada vez mais frequente nas empresas contemporâneas. Trata-se do “Chief Happiness Officer”, alguém que tem como objetivo manter os níveis de moral e motivação dos colaboradores bem no topo. e, como todos sabemos, colaboradores felizes produzem mais e melhor.

Ser CHO não é uma mera função tradicional do Departamento de Recursos Humanos, responsável pelas pessoas e seu bem-estar, apesar de fazer parte do mesmo. É uma função recente que visa criar condições para que o trabalho seja visto como uma fonte de satisfação pessoal.

E embora essa seja a principal responsabilidade de um CHO, é importante ter em conta que todos os membros do Conselho de Administração façam um esforço para compreender, aceitar a participar nas ações propostas, para conseguir uma empresa feliz.

As principais funções de um CHO

reunião de equipa

Ser uma espécie de Diretor de Felicidade parece realmente um trabalho incrível: haverá algo melhor do que ser pago fazer as outras pessoas felizes? Saiba em concreto o que implica este cargo.

Garantir que todos se sentem valorizados

Não basta valorizar a importância de um indivíduo enquanto profissional, mas também como pessoa. Afinal, isto relaciona-se com facto de as nossas características pessoais contribuírem para a carreira profissional.

Além disso, não podemos deixar quem somos, os nossos sentimentos e emoções, à porta da empresa assim que iniciamos um dia de trabalho. Há que aceitar o “pacote” completo e perceber isso é um passo fundamental no caminho para uma empresa feliz.

Garantir princípios básicos

Esta tarefa é essencial para ter funcionários motivados e realizados. E implica um esforço de outros departamentos, nomeadamente Financeiro e Administração, dado que se relaciona com proporcionar bons salários, boas condições de trabalho e outros benefícios.

Ouvir os funcionários

Para saber o que a força de trabalho precisa, pensa ou até valoriza, é importante que o CHO saiba escutá-los. Perceber o que não está bem e tentar corrigir é bastante apreciado.

Valorizar o trabalho diário

Para um trabalhador, sentir que o seu trabalho é apreciado é um fator extra de motivação e cabe ao CHO mostrar isso mesmo.

Conceder liberdade

A ideia de um chefe tirano, inflexível e que não tem os outros em consideração é algo que pertence ao passado.

Por isso, se uma empresa pretende que os colaboradores se empenhem e possam aplicar os seus conhecimentos e capacidades ao máximo, é importante mostrar disponibilidade para negociar diversos fatores, como horários e benefícios concedidos.

Permitir que, por exemplo, de vez em quando, se possa trabalhar a partir de casa é algo simples, que não compromete a produtividade e ajuda a manter os colaboradores motivados.

Apoiar o crescimento

O trabalho pode e deve ser uma fonte de realização pessoal para todas as pessoas. E isso implica ter espaço para poder crescer na empresa, investir na formação profissional e aprender continuamente com os restantes colegas de trabalho e com a própria empresa e mercado.

Ajudar a conciliar

Se no passado o cumprimento de um horário de expediente rígido e restrito era prática comum, atualmente o cenário é diferente. É certo que há determinadas profissões como saúde, hotelaria e restauração em que tal não é possível ou pelo menos mais limitado, mas nem todas as áreas laborais são assim.

Detalhes como ter um horário flexível de trabalho, oferecer o dia de aniversário como um dia extra de férias faz com que os funcionários se sintam cuidados e satisfeitos.

Criar um ambiente de trabalho positivo

Tal implica criar momentos de descontração e em que os funcionários possam conviver uns com os outros, sem ter o trabalho como foco principal.

Nesse sentido, as atividades de team building começam a ganhar cada vez mais relevância numa empresa feliz e bem-sucedida e são uma boa aposta.

Incentivar o trabalho em equipa

O trabalho em equipa é uma forma saudável de desbloquear determinados assuntos ou projetos. É como se cada elemento funcionasse, só por si, como um fator motivador para o todo e, ao mesmo tempo, a própria equipa trouxesse ao de cima o que de melhor existe em cada colaborador.

Capacitar os funcionários

Quanto mais capazes e qualificados os funcionários se sentirem em relação ao cargo que desempenham, mais envolvidos se sentem na empresa e mais se empenham para que a mesma rume ao sucesso.

Cabe ao CHO providenciar formas de alcançar esse patamar.

Felicidade: o ingrediente secreto?

A felicidade no local de trabalho é uma preocupação cada vez maior para todos os elementos de uma empresa, sejam colaboradores, seja líderes.

Para um CHO, a felicidade é o ingrediente secreto a ser adicionado ao seu planeamento, o que implica monitorizar e analisar os níveis de satisfação na empresa, o que permite gerir o talento e até impedir que um funcionário excelente saia da empresa à procura de melhores condições.

Assim sendo, se acha que a função de um CHO pode facilmente ser desempenhada por um qualquer membro do Departamento de Recursos Humanos, basta pensar que este departamento é responsável por diversos processos, como recrutamento e seleção, integração, planeamento de carreira, gestão de desempenho, gestão de sucessão, reconhecimento, entre outros.

E no meio de tantas tarefas importantes ter alguém que se dedica única e exclusivamente à motivação de colaboradores é algo de que qualquer empresa irá beneficiar.

Veja também