Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Clara Cardoso Barreiros
Clara Cardoso Barreiros
06 Mai, 2018 - 00:00

Como fazer novos amigos depois dos 30? 6 dicas para ter mais gente à volta

Clara Cardoso Barreiros

As relações próximas são essenciais ao nosso bem estar, felicidade e saúde. Aprenda – ou reaprenda – como fazer novos amigos com as nossas dicas.

Como fazer novos amigos depois dos 30? 6 dicas para ter mais gente à volta

É importante saber como fazer novos amigos – e depois dos 30 anos isso não é diferente. Com o trabalho, os filhos e as rotinas que tão bem conhecemos, esta pode parecer uma aventura difícil, mas nunca impossível. Continue a apostar no seu círculo social e pratique este exercício para ser mais feliz.

Porque é importante continuar a fazer amizades ao longo da vida? Porque a nossa natureza, enquanto seres humanos, é profundamente social. Quando nos sentimos integrados num grupo, ficamos bem-dispostos e felizes. Por outro lado, quando achamos que estamos desenquadrados ou sozinhos, sentimo-nos em baixo, tristes. Aliás, sabia que não é inocente o uso das solitárias nas prisões? Este “castigo” serve precisamente para punir e torturar – afinal, somos seres sociais por natureza.

Se quer saber como reunir mais gente que gosta de si à sua volta, descubra, com as nossas 6 dicas, como fazer novos amigos depois dos 30.

Como fazer novos amigos depois dos 30

amigos

Nos tempos de infância fazem-se amiguinhos em dois minutos, basta haver brincadeira. Na adolescência, as amizades são fundamentais. Na ida para a faculdade, chovem os acontecimentos sociais e é tão fácil fazer novos amigos. Mas, então, quando entramos na verdadeira fase adulta e nos deparamos com as rotinas e obrigações? Sim, manter e fazer amizades pode ser bem mais difícil do que gostaria.

Agora, enquanto adultos, fazer amizades não é nada fácil. Ainda contamos com um punhado de velhos amigos, próximos, mas que, por circunstâncias da vida, não têm disponibilidade para nós – ou nós, muitas vezes, para eles. Diante dessas ausências, é inevitável que nos sintamos sós e é por isso que precisamos de conhecer novas pessoas. Como? Nós ajudamos.

1. Seja o seu próprio coach: aumente a sua auto-confiança

Antes de procurar que os outros gostem de si, tem de se conquistar a si primeiro, ser o seu maior fã. Só assim é que consegue criar os alicerces para uma amizade saudável.

2. Encontre a sua paixão

Antes de tudo, a base de qualquer relação está na partilha de experiências, de gostos e de interesses. Use isso a seu favor!
Por exemplo, se gosta de animais, porque não se voluntariar numa associação? Ou, então, se adora cozinhar, que tal experimentar uns workshops? Ou cursos de línguas? O que não faltam são alternativas para encontrar gente nova. Seja criativo.

3. Saia da sua zona de conforto e seja pró-ativo

Uma paixão em comum não chega: tem de sair da sua zona de conforto e ser pró-ativo no contacto com os outros. Se ficar à espera que venham ter consigo, é bem provável que continue a sentir-se sozinho à mesma. Saia da sua bolha e arrisque.

amigos

4. Escolha locais neutros

Partindo do princípio que foi bem sucedido até agora, as primeiras saídas do local inicial são importantíssimas na manutenção da relação. É preferível combinar-se alguma coisa num sítio público, do que ter de lidar com a pressão de receber gente em casa.

5. Faça perguntas

Se só falar sobre si, as pessoas vão se cansar e achar que é um poço de vaidades (ou de lamúrias, depende). Ao colocar perguntas, demonstra interesse naquilo que o outro tem a dizer, o que faz com que se sinta mais à vontade consigo e mais predisposto a alimentar a relação.

6. Não tenha expectativas muito altas

Não exija mundos e fundos das pessoas que convida para a sua vida. É mais realista e saudável ter um leque de amigos de vários contextos.

Lembre-se: é importante que não se deixe acomodar e aplique os nossos conselhos sobre como fazer novos amigos. Há mais de 10 milhões de pessoas a viver em Portugal e, de certeza, que há muitos à espera de o conhecer.

Veja também: