ebook
           
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Patrocinado por Escola Virtual - Grupo Porto Editora
Marta Maia
Marta Maia
06 Jun, 2022 - 10:35

Comprar alimentos a granel: segredo fácil de poupança

Marta Maia

Sabia que pode poupar muito ao comprar alimentos a granel? Descubra o que pode comprar mais barato e onde fazer as compras.

Comprar alimentos a granel

Comprar alimentos a granel era um hábito comum no tempo dos nossos avós, mas que se foi perdendo com o passar dos anos, o mudar das rotinas das famílias e, claro, o crescimento da indústria de alimentos processados.

A compra de produtos alimentares ao peso ou à unidade, no entanto, continua a ser tão amiga da carteira como era há umas décadas: ao comprar alimentos a granel pode ajustar as quantidades àquilo que precisa, gastar só o essencial e garantir que tudo o que entra na despesa há de sair em tempo útil.

Está, por isso, na altura de recuperar a sabedoria das nossas avós e voltar a olhar para as compras de uma forma mais eficiente. Pela saúde da família e do orçamento que a sustenta, relembramos o que muda quando opta por comprar de forma mais inteligente.

O que significa comprar alimentos a granel?

Comprar alimentos a granel significa comprar à unidade ou ao peso, e não em embalagens previamente preparadas e com uma quantidade de produto pré-definida.

Está a comprar a granel, por exemplo, quando compra três maçãs em vez de comprar um saco pré-preparado com um conjunto de maçãs lá dentro (e que, geralmente, serão mais do que três).

Também está a comprar a granel quando, em vez de trazer um frasco de açafrão para casa, compra uma quantidade escolhida por si, que pode ser maior ou menor do que a do frasco pré-preparado.

As vantagens de comprar alimentos a granel

A primeira grande vantagem de comprar alimentos a granel é a redução do desperdício. Quando compramos os produtos pré-embalados estamos, com frequência, a comprar mais do que aquilo que precisamos – é meio caminho andado para deitarmos fora o que não vamos usar e que vai apodrecer ou passar da validade.

Ao comprar a granel na quantidade exata que nos faz falta, evitamos o desperdício alimentar e, claro, o desperdício de dinheiro (para quê pagar por alimentos que não vai comer?).

A compra de alimentos a granel tem ainda a vantagem de sair mais barata. Os produtos vendidos desta forma nunca trazem embalagens, sacos ou outros materiais de conservação; paga só o preço do produto que leva.

Finalmente, comprar alimentos a granel permite-lhe comprar produtos mais frescos, diferentes daqueles que ficam na prateleira vários dias sem alterar o aspeto porque estão embalados em vácuo ou em materiais especiais de conservação. Quando compra a granel escolhe o que leva, observa de perto a qualidade do produto e todo o processo se torna mais transparente.

Mulher a fazer compras a granel numa mercearia

8 alimentos que pode comprar a granel

Há vários alimentos que pode (e deve) comprar a granel para beneficiar de maior frescura, menor desperdício e gestão mais eficiente dos custos.

1

Leguminosas

Feijão, lentilhas, grão de bico… todas as leguminosas que encontra já processadas no supermercado também podem ser compradas a granel em muitas mercearias tradicionais.

A compra destes produtos ao peso permite-lhe, por um lado, evitar o desperdício (uma lata de feijão, depois de aberta, dura muito menos do que um saco de feijão cru); e, por outro, é muito mais barata: experimente comparar o preço de um saco de feijão cru com o preço de uma lata de feijão pré-cozido e surpreenda-se!

2

Frutos secos

Todos temos as nossas preferências no que toca aos frutos secos e as embalagens são tudo menos baratas. Ao comprar frutos secos a granel, pode fazer as suas próprias misturas, traz a quantidade que quer e fica com a certeza de que só vai pagar aquilo que vai comer.

3

Especiarias

Todos nós já fomos comprar uma embalagem de uma especiaria que usámos numa única receita especial. O resto? O resto ficou na despensa, escondido no fundo de uma prateleira.

As especiarias são uma das maiores provas de que compensa comprar alimentos a granel: compra só a quantidade de que precisa e vai trazendo mais para casa à medida que vai querendo – sem necessidade de estar sempre a comprar frascos ou embalagens plásticas.

4

Legumes

Certamente já reparou que alguns legumes são difíceis de comprar a granel. Os alhos, por exemplo. Para quê trazer para casa uma embalagem com seis cabeças de alho se só vai precisar de uma?

Os supermercados vendem alguns legumes em sacos com várias unidades por uma questão de custo – no caso dos alhos, são tão baratos que não compensam o custo da embalagem a menos que ela tenha mais do que uma unidade lá dentro. No entanto, comprar mais do que precisa é pagar para deixar apodrecer. Comprar a granel é, por isso, a melhor escolha.

5

Ervas aromáticas

Quem já comprou um ramo de salsa ou coentros sabe bem o quão curta é a longevidade das ervas aromáticas. Para quê deixá-las a morrer em casa? Compre a granel – só traz o que precisa, só paga o que precisa e evita agredir o ambiente com a plantação, rega e colheita de um alimento que nunca vai ser consumido.

6

Cereais

Cereais e misturas muesli são grandes inimigos do ambiente no que às embalagens diz respeito: quase sempre vêm num saco plástico e com uma embalagem de papel por fora.

Comprados a granel, os cereais podem ser misturados a gosto e dispensam embalagens. São, por isso, amigos do planeta e da sua carteira.

7

Café

Engana-se se pensa que o café comprado a granel morreu com a chegada das cápsulas. Ele ainda existe em muitas mercearias tradicionais e só tem vantagens: usa menos plásticos, é mais barato do que o café embalado e ainda é completamente personalizável. Experimente comprar café a granel e, no processo, escolher a mistura e a fineza da moagem; nunca mais vai querer outro café na vida!

8

Bolachas

Não há bolachas mais frescas do que aquelas que se compram a granel. Com menos conservantes químicos, estas bolachas são vendidas ao peso – traz para casa a quantidade que quer, com frescura garantida e sem plásticos a poluir o planeta.

Onde comprar alimentos a granel?

Os mercados e feiras locais são os melhores sítios para comprar alimentos a granel, sobretudo legumes, ervas aromáticas e frutas. Café e frutos secos encontra nas mercearias tradicionais, sobretudo as mais antigas. As bolachas podem ser comprados em algumas dessas mercearias e também em pastelarias.

Alguns supermercados também já têm corredores dedicados à venda a granel – neles encontra, sobretudo, especiarias, frutos secos e cereais.

Em todo o caso, podemos agradecer à informática Catherine Francisco a criação de um valioso portal, chamado A Granel, que reúne todas as lojas de venda a granel do país, devidamente assinaladas num mapa interativo onde pode procurar um espaço perto de si.

Veja também