Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Catarine Martins
Catarine Martins
09 Nov, 2018 - 14:49

5 dicas úteis para comprar moda de forma mais sustentável

Catarine Martins

Comprar moda de forma mais sustentável é, cada vez mais, uma preocupação transversal a todas as idades. Por isso, ensinamos-lhe quatro truques que tem mesmo que saber.

5 dicas úteis para comprar moda de forma mais sustentável

Mais do que uma tendência, comprar moda de forma mais sustentável tornou-se uma necessidade. Isto porque, finalmente, percebemos que os recursos do planeta não são ilimitados e, consequentemente, há uma maior preocupação com o meio ambiente.

Assim, marcas sustentáveis são aquelas que respeitam o meio ambiente e a mão de obra, em todas as fases de produção. Ou seja, a moda sustentável prende-se com a utilização de matérias primas ecológicas e menos poluentes e com a redução do desperdício, nomeadamente da água e da energia eléctrica.

Consequentemente, a sustentabilidade está directamente ligada a métodos de produção mais humanizados, em que por um lado, se favorece o funcionário e por outro se procura produzir peças que incentivem ao uso duradouro.

Mas, o que é que o consumidor final pode fazer para consumir moda sustentável? Antes de respondermos a esta questão abaixo, é importante destacar que todos nós, consumidores, devemos praticar o consumo consciente (por oposição às compras compulsivas) e, consequentemente revermos as nossas atitudes enquanto compradores no dia a dia, sobretudo quando falamos de roupa e acessórios.

Com efeito, e para ajudar todas aquelas que, verdadeiramente, procuram um consumo mais sustentável, reunimos abaixo algumas dicas que, além de resultarem mesmo, a vão fazer sentir-se melhor consigo própria.

5 maneiras de consumir moda de forma sustentável

1. Prefira peças de materiais ecológicos

São cada vez mais as marcas que se dedicam à utilização de matérias primas sustentáveis na produção dos seus artigos. Exemplos disso são a H&M, que tem até a linha Conscious e a Mango que também tem uma linha dedicada ao uso de materiais ecológicos, a Committed.

Assim, a preferência por fibras naturais como o algodão orgânico, o linho ou a seda e, bem assim, os tecidos alternativos feitos a partir do bambu e de outras plantas estão a ganhar cada vez mais terreno numa indústria que é já uma das mais poluentes do mundo.

Isto significa que, se se preocupa com o ambiente e quer fazer parte deste movimento sustentável, então opte sempre por comprar peças de fibras naturais e produzidas a partir de materiais ecológicos.

2. Tenha atenção ao preço

Por mais que todos queiramos peças baratas, a verdade é que barato e bom é quase impossível. O que queremos dizer com isto é que, por vezes, para uma peça ser demasiado barata tem que haver mão de obra escrava. E, quando compramos esses artigos estamos a fomentar o trabalho de pessoas em condições miseráveis sem qualquer tipo de segurança ou dignidade.

3. Prefira comprar português

Todos sabemos que as cadeias de fast fashion subcontratam outras empresas que, frequentemente, contratam mão de obra barata que desempenham a actividade em condições bastante parecidas à escravidão. Assim, uma das formas de não fomentar esta realidade é mesmo preferir artigos produzidos em Portugal, onde sabemos que as condições de trabalho são dignas.

4. Compre em segunda mão

Nunca, como agora, a compra de artigos vintage esteve tão na moda. Por isso, aproveite a maré para fazer compras sustentáveis e reutilizar. Aquilo que deixou de servir a alguém pode ser um achado para si. E, assim estará também a contribuir para um mundo melhor.

5. Planeie o que vai comprar

Um dos lemas fulcrais para quem quer, de facto, comprar moda de forma mais sustentável é deixar, de uma vez por todas, as compras por impulso de lado. Com efeito, se apenas comprar o que verdadeiramente precisa, estará a dar um grande passo contra o desperdício e a diminuição da poluição.

Num primeiro momento pode até ser bastante difícil mas, assim que se habituar, acredite, sentir-se-á muito melhor consigo e com o mundo.

Isto claro, para não falar da poupança que verá no seu orçamento ao fim do mês.

Marcas que já aderiram ao movimento sustentável

Em Portugal, a sueca H&M, a Mango, a The Body Shop, a Nae Vegan Shoes, a Toino Abel, a Green Shoes e a Hempact Organic Clothes são apenas algumas das marcas que têm uma política ecológica e sustentável. Mas, claro, há outras.

Como vê, se colocar em prática estas dicas sobre comprar moda de forma mais sustentável, não só estará a fazer a sua parte para um mundo melhor, como estará a contribuir para uma indústria da moda mais justa.

Veja também: