Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Inês Silva
Inês Silva
10 Set, 2020 - 16:18

Coworking em tempo de pandemia da COVID-19

Inês Silva

O coworking é uma tendência no mercado de trabalho. Saiba quais as suas características e as regras que, atualmente, devem ser seguidas.

jovens a trabalhar em espaço de coworking

Já ouviu falar sobre o conceito de coworking, mas não sabe muito bem do que se trata? Fique connosco e conheça algumas vantagens e desvantagens desta forma de trabalho, cada vez mais comum, bem como as medidas de prevenção da COVID-19 a adotar.

Quer sejam colegas de trabalho, amigos ou familiares, a verdade é que há sempre uma pessoa do nosso círculo que conhece bem o conceito ou que já trabalha em espaços de coworking, por exemplo. Mas vamos lá perceber o que significa.

Este modelo de trabalho que tem como principal objetivo a troca de ideias, o networking, a partilha e a colaboração entre diferentes profissionais, que podem ser de diferentes áreas.

A verdade é que trabalhar em modo de trabalho tem sido uma tendência, principalmente para freelancers, trabalhadores remotos, startups e jovens empreendedores.

Ou seja, trata-se de um modelo de trabalho que diz respeito à partilha de espaço e dos recursos de trabalho, utilizado por duas ou mais pessoas.

Por se tratar de um espaço partilhado, devem ser seguidas regras para prevenir o contágio pela Covid-19 definidas pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

As medidas a adotar são as mesmas que qualquer empresa deve implementar, incluindo também a obrigatoriedade da existência de um plano de contingência.

Estas regras e medidas devem ser implementadas pelo responsável ou pela empresa responsável pelo espaço.

MEDIDAS DE PREVENÇÃO DA COVID-19 EM ESPAÇOS COWORKING

coworking

Higiene das mãos

A lavagem das mãos deve ser completa e regular, efetuada ao longo do dia e sempre que se justifique.

Sempre que a lavagem das mãos não seja possível, deve ser disponibilizada, em locais estratégicos, álcool gel para desinfeção das mãos.

Etiqueta respiratória

O novo coronavírus (SARS-CoV-2) pode transmitir-se através de gotículas respiratórias de pessoa infetada, quando esta fala, tosse ou espirra. Por outro lado, o contacto das mãos de uma pessoa com secreções respiratórias infeciosas existentes nas superfícies e posterior transferência para as suas mucosas da boca, nariz ou olhos, é também uma forma de transmissão da COVID-19 nos locais de trabalho.

É por isso importante que seja afixada ou distribuída informação sobre a importância da etiqueta respiratória aos frequentadores do espaço, bem como a higienização das mãos.

Distanciamento social

O distanciamento social visa quebrar as cadeias de transmissão da COVID-19.

Segundo a DGS,

“em termos gerais, considera-se que para efeitos de distanciamento social um trabalhador deve estar afastado de outro trabalhador, ou de cliente/utente/público, pelo menos um metro de distância, devendo ser de pelo menos dois metros em ambientes fechados”.

O espaço de coworking deve ser reorganizado, assim como os fluxos de entrada e saída destes locais, visando o cumprimento das distâncias de segurança. Estes circuitos devem ser sinalizados.

Deve ser privilegiado o trabalho “lado a lado” ou de costas um para o outro, em detrimento do trabalho “cara a cara”.

Devem, também, ser criadas regras de utilização de espaços comuns como salas de reuniões, salas de convívio e elevadores.

Higienização e desinfeção de superfícies

O plano de higienização e desinfeção do espaço deve ser reforçado, intensificando rotinas e utilizando produtos adequados para a desinfeção das diferentes superfícies.

Automonitorização de sintomas

Deve ser instituída a automonitorização de sintomas através da medição da temperatura e pela confirmação da ausência de sintomas respiratórios.

Os frequentadores do espaço devem estar sensibilizados para, na existência de sintomas, não irem trabalhar.

Deverá, ainda, existir uma sala de isolamento no espaço para que, na presença de sintomas, se possa adotar os procedimentos da Orientação n.º 06/2020, da DGS.

Proteção individual

A utilização de máscara é obrigatória em espaços públicos fechados.

COMO FUNCIONA O COWORKING

espaço de coworking

Atualmente, são cada vez mais os espaços a abrir um pouco por todo o lado. No entanto, em Portugal começou por existir nas cidades do Porto e Lisboa.

Para que seja possível entender a origem deste conceito, deve saber que na realidade, foi criado por Bernie DeKoven, em 1999. Já em 2005 foi usado por Brad Neuberg com o intuito de descrever um espaço físico, que inicialmente fora chamado de “9 to 5 group“.

Os escritórios que têm surgido nas cidades, têm uma estrutura bastante parecida com a de um escritório convencional e muitos destes espaços possuem até a vantagem de terem uma sala para que cada um dos ocupantes possa receber os seus clientes.

Tratam-se, então, de espaços que, habitualmente, são dotados de tecnologia que é partilhada por todos, oferecendo todo um ambiente necessário ao bom funcionamento do trabalho, com equipamentos multimédia como LCD’s e LED’s, sistemas de áudio, entre outros recursos.

Vantagens e desvantagens do coworking

Vantagens

  • Combate o isolamento, sendo que os profissionais trabalham na companhia de outros;
  • As rendas são mais baixas em comparação com as de um escritório convencional e, normalmente, quantas mais pessoas frequentarem o espaço, mais baratas as rendas podem ainda ficar;
  • Habitualmente têm espaços para reuniões privadas (assim como um escritório normal também teria);
  • Permite que aumente a sua rede de contactos;
  • Potencia a troca de ideias, podendo até dar origem ao começo de novos projetos;
  • Possibilita a aprendizagem, tendo em consideração que a troca de ideias constante e o facto de presenciar diferentes áreas de trabalho dos seus colegas, dá-lhe a oportunidade de adquirir conhecimentos até mesmo de áreas distintas da sua, o que poderá vir a ser vantajoso no futuro;
  • Aumenta a produtividade e motivação, graças ao contacto com outros profissionais e ao ambiente de trabalho estabelecido;
  • Terá facilidade em fazer mudanças, visto que não terá que ter qualquer tipo de preocupação logística;
  • Existe uma flexibilidade em relação aos planos e serviços a contratar, de acordo com a oferta e disponibilidade de cada espaço.

Desvantagens

  • Quando comparado a um escritório em casa, uma biblioteca ou um café, exige mais custos;
  • Poderá haver dificuldade em manter-se devidamente concentrado no seu trabalho;
  • A sua privacidade fica um pouco condicionada. Ou seja, apesar de existirem espaços privados, esses estão sujeitos a custos mais elevados;
  • Alguns espaços de coworking têm horários mais restritos do que outros e as deslocações também;
  • Possibilidade de ter o espaço lotado num determinado dia. Existe quase sempre a possibilidade de alugar uma mesa que será sempre sua, o que é mais caro. O mesmo se aplica ao espaço para guardar materiais de trabalho.

Alguns locais de coworking

Typographia-Cowork – Porto

Este espaço de coworking no Porto, disponibiliza uma ampla área de trabalho em open-space, com cerca de 130 m2, permitindo a sua ocupação através de vários tipos de modalidades, em função das necessidades específicas dos coworkers.

Os preços variam, sendo que existem 3 tipos de planos diferentes: o nómada, o fixo e ainda o virtual. Para que consiga ter uma noção, paga cerca de 70€ por mês para ter acesso a uma mesa partilhada, wifi, acesso com cartão das 9h00 às 20h00, copa, pátio e áreas comuns, impressora A4/A3, salas de reunião, cacifo, domiciliação fiscal, divulgação no site e ainda receção de correspondência/chamadas.

Mais informações aqui

Work Avenida – Lisboa

A capacidade deste espaço ronda as 25 pessoas residentes e pode ser em regime de cowork fixo, em secretárias ou gabinete. Pode optar por um regime fixo de 375€/mês + IVA, com direito além da secretária a recepção de correio, impressões, acesso 24/7, salas de reunião e a áreas comuns.

Num regime mais flexível, 30€/dia + IVA, o acesso fica restrito entre as 09h e as 19h e o acesso às de salas de reunião fica por 20€ à hora.

Mais informações aqui

Ocupa Cowork – Aveiro

Criado para o efeito, o Ocupa Cowork Aveiro é um espaço de trabalho coletivo, onde se promove a sinergia entre profissionais, ajudando a impulsionar o seu sucesso.

Este espaço também dispõe de vários planos, sendo que o starter que inclui 1 mesa fixa, wifi, acesso biométrico 9h-19h, cafetaria, lounge, Skype booth e protocolos.

Mais informações aqui

Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].