Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
20 Ago, 2018 - 14:54
coworking

Coworking: uma das tendências atuais mais populares no mercado

Catarina Milheiro

Tem dúvidas sobre o conceito de coworking? Fique connosco e conheça algumas vantagens e desvantagens desta forma de trabalho, cada vez mais comum.

O artigo continua após o anúncio

Já ouviu falar sobre o conceito de coworking, mas não sabe muito bem do que se trata? Atualmente, é cada vez vais comum ouvirmos as pessoas a conversarem sobre esta forma de trabalho.

Quer sejam colegas de trabalho, amigos ou familiares, a verdade é que há sempre uma pessoa do nosso círculo que conhece bem o conceito ou que já trabalha em espaços de coworking, por exemplo. Mas vamos lá perceber o que significa.

O coworking é basicamente um novo modelo de trabalho que tem como principal objetivo a troca de ideias, o networking, a partilha e a colaboração entre diferentes profissionais, que podem ser de diferentes áreas.

Ou seja, trata-se de um modelo de trabalho que diz respeito à partilha de espaço e dos recursos de trabalho, utilizado por duas ou mais pessoas.

A verdade é que trabalhar em modo coworking tem sido uma tendência, principalmente para freelancers, trabalhadores remotos, startups e jovens empreendedores.

COMO FUNCIONA O COWORKING

Atualmente, são cada vez mais os espaços de coworking a abrir um pouco por todo o lado. No entanto, o coworking em Portugal começou por existir nas cidades do Porto e Lisboa.

Para que seja possível entender a origem deste conceito, deve saber que na realidade, foi criado por Bernie DeKoven, em 1999. Já em 2005 foi usado por Brad Neuberg com o intuito de descrever um espaço físico, que inicialmente fora chamado de “9 to 5 group“.

Os escritórios que coworking que têm surgido nas cidades, têm uma estrutura bastante parecida com a de um escritório convencional – muitos destes espaços possuem até a vantagem de terem uma sala para que cada um dos ocupantes possa receber os seus clientes.

O artigo continua após o anúncio

Tratam-se então de espaços que, habitualmente, são dotados de tecnologia que é partilhada por todos, oferecendo todo um ambiente necessário ao bom funcionamento do trabalho, com equipamentos multimédia como LCD’s e LED’s, sistemas de áudio, entre outros recursos.

VANTAGENS E DESVANTAGENS DO COWORKING

espaço de coworking

Vantagens

  • Combate o isolamento, sendo que os profissionais trabalham na companhia de outros;
  • As rendas são mais baixas em comparação com as de um escritório convencional e, normalmente, quantas mais pessoas frequentarem o espaço, mais baratas as rendas podem ainda ficar;
  • Habitualmente têm espaços para reuniões privadas (assim como um escritório normal também teria);
  • Permite que aumente a sua rede de contactos;
  • Potencia a troca de ideias, podendo até dar origem ao começo de novos projetos;
  • Possibilita a aprendizagem, tendo em consideração que a troca de ideias constante e o facto de presenciar diferentes áreas de trabalho dos seus colegas, dá-lhe a oportunidade de adquirir conhecimentos até mesmo de áreas distintas da sua, o que poderá vir a ser vantajoso no futuro;
  • Aumenta a produtividade e motivação, graças ao contacto com outros profissionais e ao ambiente de trabalho estabelecido;
  • Terá facilidade em fazer mudanças, visto que não terá que ter qualquer tipo de preocupação logística;
  • Existe uma flexibilidade em relação aos planos e serviços a contratar, de acordo com a oferta e disponibilidade de cada espaço.

Desvantagens

  • Quando comparado a um escritório em casa, uma biblioteca ou um café, exige mais custos;
  • Poderá haver dificuldade em manter-se devidamente concentrado no seu trabalho e de se distrair facilmente;
  • A sua privacidade fica um pouco condicionada. Ou seja, apesar de existirem espaços privados, esses estão sujeitos a custos mais elevados;
  • Alguns espaços de coworking têm horários mais restritos do que outros e as deslocações também;
  • Possibilidade de ter o espaço lotado num determinado dia. Existe quase sempre a possibilidade de alugar uma mesa que será sempre sua, o que é mais caro. O mesmo se aplica ao espaço para guardar materiais de trabalho.

Alguns locais de coworking

Typographia-Cowork – Porto

Este espaço de coworking no Porto, disponibiliza uma ampla área de trabalho em open-space, com cerca de 130 m2, permitindo a sua ocupação através de vários tipos de modalidades, em função das necessidades específicas dos coworkers.

Os preços variam, sendo que existem 3 tipos de planos diferentes: o nómada, o fixo e ainda o virtual. Para que consiga ter uma noção, paga cerca de 70€ por mês para ter acesso a uma mesa partilhada, wifi, acesso com cartão das 9h00 às 20h00, copa, pátio e áreas comuns, impressora A4/A3, salas de reunião, cacifo, domiciliação fiscal, divulgação no site e ainda receção de correspondência/chamadas.

Coworklisboa – Lisboa

Situado na LxFactory, o Coworklisboa abriu em 2010 e é a referência entre os novos espaços de trabalho partilhados e flexíveis. Destinado a freelancers, nómadas e empresas, os preços relacionados com a utilização do espaço são distintos.

Os planos são vários, mas para que consiga ter uma noção, uma mesa flex, isto é, ou seja, um plano que o permita ir todos os dias e usar uma mesa à sua escolha paga cerca de 12€/dia, 40€/semana ou 100€/mês.

Ocupa Cowork – Aveiro

Criado para o efeito, o Ocupa Cowork Aveiro é um espaço de trabalho coletivo, onde se promove as sinergias entre profissionais, ajudando a impulsionar o seu sucesso. Este espaço também dispõe de vários planos, sendo que o starter que inclui 1 mesa fixa, wifi, acesso biométrico 9h-19h, cafetaria, lounge, Skype booth e protocolos.

Veja também