Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Luana Freire
Luana Freire
20 Set, 2018 - 10:51

8 dicas essenciais para poupar nas despesas mensais

Luana Freire

Tentar economizar uns euros ao final do mês é mais um dos tantos exercícios que o português pratica. Conheça 8 dicas essenciais para poupar nas despesas mensais.

8 dicas essenciais para poupar nas despesas mensais

Engana-se se pensa que para poupar é preciso deixar de gastar dinheiro. O segredo de quem tem uma vida financeira saudável nem sempre está num grande ordenado, mas sim na organização que se faz das contas e, claro, do exercício contínuo que se faz para gastar com consciência. Para manter o bolso folgado e dizer adeus aos sacrifícios que se vê obrigado a fazer a determinada altura do mês, fique a par das nossas 8 dicas essenciais para poupar nas despesas mensais.

Quer saber como poupar? Está no sítio certo. Tome nota.

8 dicas essenciais para ter as finanças com a saúde em dia

poupar das despesas mensais

1. Planeamento financeiro

Esta dica é mais do que conhecida, mas ainda há muita gente que não sabe por onde começar a organizar os ganhos e os gastos, criando o equilíbrio desejado. A dica, se quer cortar nas despesas e poupar, é ter tudo na ponta do lápis. Faça um orçamento familiar e descubra como, de facto, o dinheiro entra e sai da sua conta. Tome nota de todas as receitas, como ordenados ou ganhos extra, e, ao mesmo tempo, anote todas as despesas – das contas da casa ao crédito por pagar, sem esquecer até dos euros que gasta no parquímetro em frente ao escritório.

Quem tem uma vida financeira saudável sabe exatamente onde gasta e consegue prever, com alguma antecipação, as necessidades monetárias do dia a dia. A vantagem? Ao precipitar o que gasta, prepara-se melhor para gerir a saúde financeira. Quem não quer poupar dinheiro para investir no que gosta, ou até para gastar num episódio emergencial?

2. Trate bem das suas poupanças

Ainda dentro do plano estratégico para o orçamento familiar, temos a próxima dica: direcione uma fatia das suas receitas para a poupança. Este é um valor que deve ser sempre colocado de parte, tal como se de uma despesa mensal se tratasse. E não, não pode mexer nesse dinheiro sem que tenha, realmente, um motivo forte para o fazer – e a conta da água atrasada, a fatura do cartão de crédito ou as despesas com a educação dos filhos são bons exemplos de necessidade que não justifica recorrer às poupanças. Não que não sejam, de facto, importantes, mas são gastos que devem estar devidamente planeados no orçamento mensal. Se for organizado, não terá sustos.

3. Beneficie dos descontos nas contas da casa

A concorrência aumenta e o mercado oferece cada vez mais oportunidades de benefícios aos clientes. Se é certo que analisar a credibilidade da entidade que fornece os seus serviços – como água, o gás e a eletricidade – é, também, certo que há várias opções que o podem ajudar a poupar.

Se optar por planos que conjuguem as ofertas de serviços, além de ver a vida facilitada, pode usufruir de vantagens. Um exemplo é o

Siga as nossas dicas >>

Veja também: