ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Sérgio Martins
Sérgio Martins
06 Jan, 2016 - 08:30

Diferença entre cheque bancário e cheque visado

Sérgio Martins

Cheque bancário e cheque visado: quais as diferenças e implicações de cada um? Saiba tudo aqui.

Diferença entre cheque bancário e cheque visado

O cheque é um meio de pagamento, que apesar de já não ser tão utilizado como em tempos passados, tem uma importância grande como instrumento de pagamento. Muitas vezes baseado nas limitações dos montantes máximos das transações de outras formas de pagamento, como cartões de débito, transferência através de homebanking e ATM (caixa multibanco), o cheque ainda é utilizado com alguma frequência.

Quando alguém vende uma casa ou um automóvel e aceita um cheque como pagamento, deve garantir que este tenha provisão. Para transações onde seja utilizado o cheque, e que estas tenham um grau de importância alto e estruturante, é habitual utilizar-se um cheque bancário ou um cheque visado.
 

Cheque bancário

O cheque bancário é um tipo de cheque emitido pela instituição bancária, através de uma conta do próprio banco, a favor de um terceiro, a pedido de um Cliente seu. Trata-se de um cheque onde existe garantia de saldo e terá obrigatoriamente que ser nominativo, isto é, onde é definido claramente o beneficiário do mesmo.

Cheque Visado

Um cheque visado é um cheque do Cliente bancário, onde o banco certifica que a conta onde será debitado o mesmo, tem saldo para o pagar. Para este tipo de meio de pagamento, não existe a obrigatoriedade de ser nominativo.

Podemos concluir que, em ambos os cheques, o saldo está garantido, e no que respeita a características principais, estas são as mesmas. A diferenciação dos dois está no preço que cada banco cobra para os dois serviços. Em todos os casos verificados, o cheque visado é significativamente mais caro do que um cheque bancário.

/*styles for graphic info (hed, subhed, source, credit)*/ .rg-container { font-family: Helvetica, Arial, sans-serif; font-size: 16px; line-height: 1; margin: 0; padding: 1em 0; color: #1a1a1a; } .rg-header { margin-bottom: 1em; } .rg-hed { font-family: “Benton Sans Bold”, Helvetica, Arial, sans-serif; font-weight: bold; font-size: 1.35em; margin-bottom: 0.25em; } .rg-subhed { font-size: 1em; line-height: 1.4em; } .rg-source-and-credit { font-family: Georgia,”Times New Roman”, Times,serif; width: 100%; overflow: hidden; margin-top: 1em; } .rg-source { margin: 0; float: left; font-weight: bold; font-size: 0.75em; line-height: 1.5em; } .rg-source .pre-colon { text-transform: uppercase; } /*styles for graphic*/ table.rg-table { margin: 0 0 1em 0; width: 100%; font-family: Helvetica, Arial, sans-serif; font-size: 1em; border-collapse: collapse; border-spacing: 0; } table.rg-table * { -moz-box-sizing: border-box; box-sizing: border-box; margin: 0; padding: 0; border: 0; font-size: 100%; font: inherit; vertical-align: baseline; text-align: left; color: #333; } table.rg-table thead { border-bottom: 1px solid rgba(195,195,197,.3); } table.rg-table th { font-weight: bold; padding: 0.5em; font-size: 0.85em; line-height: 1.4; } table.rg-table td { padding: 0.5em; font-size: 0.9em; line-height: 1.4; } table.rg-table .highlight td { font-weight: bold; } table.rg-table tr { border-bottom: 1px solid rgba(195,195,197,.3); color: #222; } table.rg-table .number { text-align: right; } table.rg-table.zebra tr:nth-child(even) { background: rgba(195, 195, 197, 0.1); } table.rg-table tr.highlight { background: #edece4; } @media screen and (max-width: 500px) { .rg-container { max-width: 500px; margin: 0 auto; } table.rg-table { display: block; width: 100%; } table.rg-table tr.hide-mobile, table.rg-table th.hide-mobile, table.rg-table td.hide-mobile { display: none; } table.rg-table thead { display: none; } table.rg-table tbody { display: block; width: 100%; } table.rg-table td:last-child { padding-right: 0; border-bottom: 2px solid #ccc; } table.rg-table tr, table.rg-table th, table.rg-table td { display: block; padding: 0; } table.rg-table td[data-title]:before { content: attr(data-title) “:A0”; font-weight: bold; display: inline-block; content: attr(data-title); float: left; margin-right: 0.5em; font-size: 0.95em; } table.rg-table tr { border-bottom: none; margin: 0 0 1em 0; padding: 0.5em 0; } table.rg-table tr:nth-child(even) { background: none; } table.rg-table td { padding: 0.5em 0 0.25em 0; border-bottom: 1px dotted #ccc; text-align: right; } table.rg-table td:empty { display: none; } table.rg-table .highlight td { background: none; } table.rg-table tr.highlight { background: none; } table.rg-table.zebra tr:nth-child(even) { background: none; } table.rg-table.zebra td:nth-child(even) { background: rgba(195, 195, 197, 0.1); } }
Instituição BancáriaCheque visadoCheque bancário
Caixa Geral de Depósitos50 €15,10 €
Novo Banco50 €11,75 €
Millennium BCP50 €14,42 €
Santander Totta36,13 €17,28 €
Banco BPI30 €8 €

Quadro 1: Comparação do custo de um cheque bancário e visado em diversas instituições bancárias.

Veja também: