ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Teresa Campos
Teresa Campos
10 Fev, 2021 - 11:12

Doença bipolar: aprenda a identificar e a controlar as crises

Teresa Campos

A doença bipolar é um problema do foro mental que afeta gravemente o dia-a-dia de quem vive com esta patologia. Saiba mais.

mulher com doença bipolar

A doença bipolar, também conhecida como doença maníaco-depressiva, é um problema de saúde que se caracteriza por acentuadas alterações de humor e de estado de espírito, com episódios de crises de “mania” e de “depressão”.

A doença bipolar afeta cerca de 1% da população e pode ser diagnosticada em qualquer idade. Ela aporta grandes dificuldades à pessoa que sofre desta doença. Pensamentos negativos, isolamento, abandono da vida social, laboral e familiar são algumas das consequências desta doença.

Sintomas da doença bipolar

Mais importante do que enumerar os sintomas da doença bipolar, é explanar as principais caraterísticas de cada um dos tipos de crise: mania e depressão. Estas crises têm uma frequência e duração bastante variáveis. Elas podem ser graves, moderadas ou leves.

Mania

A doença bipolar manifesta-se através de crises maníacas, em que o doente se sente, num dado momento, com um humor eufórico, expansivo e bem disposto, que rapidamente se pode transformar em:

  • Grande irritabilidade;
  • Níveis de exigência acima do normal;
  • Dificuldade em cumprir ordens e vontades de terceiros;
  • Fala muito rápida;
  • Alterações emocionais repentinas;
  • Irritação com pequenas coisas;
  • Explosão por pequenas críticas que lhe sejam feitas;
  • Despesas excessivas;
  • Diminuição da vontade de dormir;
  • Aumento da energia;
  • Negação da existência da doença;
  • Delírio;
  • Abuso de bebidas alcoólicas;
  • Abuso de substâncias ilícitas.
mulher com múltiplos reflexos no espelho

Depressão

Na doença bipolar, pode também haver lugar a crises depressivas que têm como principais sintomas:

  • Pensamento centrado nos fracassos e nas impossibilidades do ser humano;
  • Diminuição da auto-estima;
  • Desespero;
  • Pensamentos negativos;
  • Culpa excessiva;
  • Sentimento de inutilidade;
  • Dificuldade em tomar decisões;
  • Dificuldade em concentrar-se;
  • Isolamento;
  • Abandono das atividades laborais;
  • Abandono das relações sociais e familiares;
  • Tendência para a hipocondria;
  • Cansaço extremo;
  • Insónia ou sono a mais;
  • Tentativa de suicídio;
  • Alteração do apetite.

Por vezes, na doença bipolar, podem ocorrer sintomas de ambos os tipos de crise (crises mistas).

material de escritório perfeitamente alinhado
Veja também Transtorno Obsessivo Compulsivo: saiba como combater

Doença bipolar: causas e tratamento

Ainda não são totalmente conhecidas as causas que provocam a doença bipolar. O que se sabe é que existem alguns fatores genéticos que podem contribuir para o surgimento da bipolaridade, além do tipo de personalidade do indivíduo e dos níveis de stress a que esteve e está sujeito.

Os doentes bipolares necessitam de um acompanhamento médico consistente, ao longo de toda a vida. Para atenuar e prevenir as crises, é possível tomar medicamentos estabilizadores do humor. As crises depressivas tratam-se com medicamentos antidepressivos e as crises de mania tratam-se com medicamentos neurolépticos antipsicóticos. Há doentes que não podem deixar de tomar esta medicação para que possam ter a sua vida minimamente normalizada.

Além da medicação, que deve ser sempre receitada pelo médico que acompanha o doente, as pessoas com bipolaridade devem, ainda, realizar consultas periódicas e cumprir o plano de acompanhamento desenhado pelo médico. pesar de não ser conhecida uma cura efetiva para a doença bipolar, é possível minorar os seus sintomas e efeitos.

Veja também