Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
10 Dez, 2018 - 10:48
Doença de Crohn: o que é, sintomas e tratamento

Doença de Crohn: o que é, sintomas e tratamento

Catarina Milheiro

Os cirurgiões gerais e os gastrenterologistas são os médicos que o podem ajudar no tratamento da doença de Crohn.

O artigo continua após o anúncio

Embora a causa exata seja desconhecida, a doença de Crohn é uma doença crónica que tem tratamento. Apesar de não existir cura para esta doença, pode e deve aprender a lidar e a viver com ela da melhor maneira possível, atenuando alguns sintomas que estão associados.

Vamos perceber melhor em que consiste a doença de Crohn?

O que é a doença de Crohn?

Segundo a Direção Geral de Saúde (DGS), a doença de Crohn é uma doença inflamatória intestinal crónica de causa desconhecida.

Caracteriza-se por períodos de agudização e por períodos de melhoria, sendo uma doença bastante inconstante por este mesmo motivo.

Existe uma dificuldade significativa em relação ao diagnóstico inicial, ou seja, devido à extrema variedade de sintomas que podem ser apresentados pelo doente. Não se sabe quais são os fatores de risco que podem levar ao aparecimento desta doença, por isso a realização de um diagnóstico inicial é quase sempre um processo um pouco longo.

É necessário que seja acompanhado pelo seu médico, para que ele lhe possa indicar quais os exames que deve ou não fazer e claro, na presença da doença qual será o melhor tratamento a aplicar.

Para entender melhor este tema, a doença de Crohn pode atingir qualquer região do tubo digestivo, contudo localiza-se na maioria dos casos, no último segmento do intestino delgado (intitulado de íleon) e no intestino grosso.

Para além disto, pode ainda alargar-se a todas as camadas da parede digestiva, o que dá origem ao aparecimento de úlceras.

O artigo continua após o anúncio

OUTROS NOMES PELO QUAL É CONHECIDA

A doença de Crohn pode ainda denominar-se por:

  • Enterite regional
  • Ileíte granulomatosa
  • Colite granulomatosa

SINTOMAS DA DOENÇA DE CROHN

Como já foi referido em cima no artigo, os sintomas podem ser vários e é sempre necessário que faça um diagnóstico aprofundado para que tenha a certeza do seu problema.

No entanto, existem alguns sintomas que podem ser listados e que estão habitualmente relacionados com a localização da doença, como:

  • Diarreia;
  • Febre;
  • Perda de peso;
  • Perda de apetite;
  • Dor abdominal;
  • Obstipação;
  • Dor anal;
  • Sintomas de obstrução intestinal;
  • Fezes contaminadas com sangue;
  • Fadiga;
  • Lesões da pele;
  • Dores articulares.

Como pode verificar, os sintomas podem ser muitos e bastante diferentes.

Quanto às crianças com a doença de Crohn, pode-se notar um atraso evidente no seu crescimento.

COMO PODE SER TRATADA?

Caracteriza-se por ser uma doença com existência de períodos em que a pessoa se sente bem (sem dor), e por outros períodos em que os sintomas estão constantemente presentes. É por isso uma doença inconstante que pode necessitar de diferentes tipos de tratamentos desde a toma de medicamentos como a sulfassalazina, messalazina, corticoesteróides e alguns outros agentes imunomoduladores, até à intervenção cirúrgica intestinal.

Em relação à intervenção cirúrgica intestinal, normalmente esta é aplicada em casos em que a cirurgia servirá para resolver o aparecimento de outras complicações.

A verificação de uma melhoria significativa na qualidade de vida do doente é visível após a intervenção, contudo os episódios da doença continuarão a verificar-se depois de algum tempo.

O artigo continua após o anúncio

É importante também que saiba que, a doença de Crohn é uma doença crónica, isto é, prolonga-se à medida que o tempo passa. Apesar de ter tratamento não tem cura, e é normalmente diagnosticada nos adultos jovens, sejam eles do sexo masculino ou feminino a sua incidência é semelhante.

No caso de ser fumador ou de existir histórico familiar antecedente da doença, é possível que tenha alguma predisposição genética associada à sua manifestação.

Como deve ser a alimentação na presença da doença?

A maioria dos doentes com a doença de Crohn, pode e deve fazer uma alimentação normal sem qualquer tipo de restrições alimentares. No entanto, nos períodos de agudização sobretudo se se apresenta com diarreia, a alimentação deve ser alterada.

Uma alimentação saudável e aplicada ao doente contribui para o seu bem-estar físico e mental. Se, para além da doença, ainda existir história de intolerância à lactose, não beba leite.

Nos doentes com má absorção, poderá ser necessário a toma de vitaminas e alguns sais minerais.

Possíveis complicações associadas à doença de Crohn

Assim como os sintomas, as complicações associadas a esta doença podem ser várias, incluindo:

  • Abcessos no intestino
  • Fístulas
  • Cancro do cólon
  • Fissuras anais
  • Anemias
  • Hemorragias
  • Perfuração do intestino
  • Oclusão intestinal
  • Megacolón tóxico (muito raro)

Se é portador desta doença, saiba que a Direção Geral de Saúde (DGS) estabeleceu em 2005, os direitos de participação e intervenção das associações de defesa dos utentes junto da administração local, regional e central.

O que significa que, pode sempre ter acesso a mais informação e sentir-se apoiado pelas associações existentes para o seu caso em concreto, também no que diz respeito a questões jurídicas que possam surgir.

O artigo continua após o anúncio

Junto destas associações, poderá participar nas ações e ainda intervir no modo como são operacionalizadas algumas estratégias, planos e programas a serem colocados em prática.

A Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino (APDI), é uma das associações reconhecidas pela Direção Geral de Saúde (DGS).

Veja também: