Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Luísa Santos
Luísa Santos
18 Jan, 2019 - 11:33

6 erros que comete com a sua Smart TV

Luísa Santos

As Smart TV estão cada vez mais impressionantes, permitindo-lhe uma navegação otimizada e potenciada pela Internet. Mas há alguns erros que deve evitar.

6 erros que comete com a sua Smart TV

Existem alguns erros que pode facilmente cometer com a sua Smart TV. Esses erros podem relacionar-se com a limpeza da televisão ou até mesmo com a fixação da mesma numa parede, por exemplo. Conheça, por isso, seis erros que está a cometer com a sua Smart TV e veja como evitá-los.

Smart TV: 6 erros que deve evitar

mulher a ver tv

1. Não instalar o suporte de parede corretamente

Caso tenha uma Smart TV fixa numa parede, ou queira instalar uma recorrendo a esse método, deve ter alguns aspetos em consideração de forma a preservar a segurança da própria televisão e, também, da parede na qual quer instalar a mesma.

Em primeiro lugar, deve ter em atenção o material da própria parede que, se for construída em madeira (por exemplo), pode levar a que o suporte (e a televisão) acabem por cair mais cedo do que imagina. Em casos desse género, é necessário reforçar a parede com chapas de aço, por exemplo, para que o suporte fique corretamente encaixado.

Outro dos fatores a ter em conta é o estado “interior” da parede, isto porque é possível que existam tubos de água, gás ou ligações elétricas que passem nessa mesma parede. Nesse caso, deve ter cuidado com a zona escolhida para fixar o dito suporte.

A altura que escolhe para fixar o suporte também é importante, pelo que deve estudar bem a mesma e relacioná-la com o sítio a partir do qual vai ver televisão, para que consiga a melhor visualização possível e, de preferência, sem esforço.

2. Usar produtos químicos para limpar a Smart TV

Não o deve fazer, isto porque pode causar danos no ecrã, como manchas impossíveis de serem retiradas. Usar produtos como líquidos de limpeza, detergentes ou álcool num ecrã de uma Smart TV pode comprometer, definitivamente, o seu ecrã.

Usar água também não é aconselhável, porque pode danificar o ecrã e, consequentemente, a qualidade de imagem. Se precisar de limpar uma Smart TV deve, ao invés disso, utilizar um pano de microfibra (sem água ou produtos químicos) para retirar o pó ou sujidade.

No caso de ter de fazer uma limpeza mais profunda, de modo a eliminar manchas de gordura (por exemplo), pode recorrer a um pano macio ou algodão humedecido de forma a retirar essas manchas.

3. Colocar a televisão num espaço fechado ou exposto à luz solar

Colocar uma Smart TV num local fechado, como um armário, pode comprometer seriamente o estado da mesma. Suponhamos que se trata de uma televisão que, porventura, precisa de guardar por algum motivo. Seja ou não uma Smart TV (ou até mesmo um monitor), mantê-la num local fechado e sem circulação de ar pode mesmo levar a que esta deixe de funcionar por sobreaquecimento.

Por outro lado, se instalar uma televisão deste género num local diretamente exposto a raios solares, também pode comprometer o seu funcionamento. Para além de dificultar a sua própria visualização, essa radiação pode levar, também, ao sobreaquecimento do ecrã e dos restantes componentes – podendo, em alguns casos, criar manchas no ecrã.

4. Alterar as configurações da televisão

Por configurações entenda-se parâmetros como o brilho ou o contraste. Ao alterar definições como essas para o seu máximo, vai seguramente exigir um consumo de energia muito maior do que aquele que anteriormente tinha. Ter essas configurações nos seus valores mais altos pode, também, comprometer a vida útil da Smart TV.

A verdade é que está a exigir demais da televisão, que, por sua vez, para ser capaz de dar a resposta que pede, vai colocar em risco todos os seus componentes.

5. Fazer compras através da Smart TV

Este é um grande erro que pode estar a cometer e que, acima de tudo, coloca em causa a segurança e privacidade dos seus dados. A verdade é que, ainda que este tipo de televisões esteja cada vez mais desenvolvido e tenha cada vez mais funcionalidades, o seus sistema base continua muito simples e fácil de hackear.

Ao inserir dados de pagamento, por exemplo, na sua Smart TV, está a torná-los vulneráveis e de fácil acesso. De facto, os sistemas deste género de televisões são ainda muito simples, pelo que não suportam, ainda, softwares como antivírus.

Nestes casos, evite, ainda, conectar-se a redes Wi-Fi desconhecidas ou que não exijam password de acesso. Essas ligações são muito permeáveis e fáceis de aceder por parte de hackers, que se podem apropriar das suas informações.

6. Não atualizar o software

Também as Smart TV requerem atualizações de software que, quando disponíveis, devem ser instaladas. Na maior parte das vezes, para além dessas atualizações corrigirem pequenos erros de sistema e garantirem maior fluidez de utilização, resolvem também problemas de segurança e privacidade e outros bugs que possam existir.

Para além disso, alguns updates podem trazer mais funcionalidades à sua televisão, que certamente irá gostar de experimentar.

Veja também