Teresa Campos
Teresa Campos
10 Set, 2018 - 17:38
18 essenciais do quarto montessoriano para uma divisão amiga da criança

18 essenciais do quarto montessoriano para uma divisão amiga da criança

Teresa Campos

Há essenciais do quarto montessoriano que vai precisar de ter em conta para criar uma divisão segura e totalmente apta ao seu filho.

O artigo continua após o anúncio

Anote os essenciais do quarto montessoriano e saiba tudo o que a divisão onde dorme e brinca o seu filho deve ter, para seguir a 100% esta filosofia. Comece a planear a remodelação da divisão aí de casa, respeitando todos os essenciais do quarto montessoriano.

Só assim conseguirá cumprir todos os essenciais do quarto montessoriano, à medida do tamanho, idade e gostos do seu filho, garantindo um crescimento saudável, tornando a criança mais criativa e autónoma. E não é isso que todos os pais querem?

15 essenciais do quarto montessoriano: o que ter e o que não ter

quarto do bebé

1. Não ter cama

Um quarto montessoriano não precisa nem de um berço, nem de uma cama. Só desta forma a a criança terá total liberdade de movimentos. Assim, deverá colocar um colchão no chão do quarto e é aí que a criança deve dormir, garantindo que pode sair da cama em completa segurança, sem precisar da ajuda de terceiros e sem correr o risco de se magoar, cair ou ficar presa nas grades.

2. Evitar móveis com quinas

Todos os móveis ou outros objetos com esquinas angulares e aguçadas devem ser evitados, assim como itens pontiaguados ou que, de algum modo, não ofereçam total segurança. Para além do risco da criança se magoar, estes potenciais perigos, não permitem a total autonomia da criança no seu espaço.

3. Não usar quadros com vidros

Prefira sempre o acrílico e é fácil perceber porquê. O vidro é facilmente quebrado, o que obviamente se torna um perigo quando há crianças por perto. Escolha sempre materiais amigos das crianças, ou seja, resistentes e macios.

4. Evitar o uso de pregos

Na hora de fixar objetos na parede, opte por pendurá-los com fita de dupla face em vez de pregos. Sobretudo se esses objetos estiverem ao alcance da criança, é importante garantir que ela não toca em pregos, não só por se poder cortar ou magoar, como por poder contrair alguma infeção, na eventualidade do prego conter ferrugem.

 

5. Atentar nos móveis instáveis

Muitas vezes, a solução mais segura é, mesmo, pregar os móveis à parede, pois o risco da criança se pendurar neles e estes tombarem é sempre elevada. Contudo, mesmo que não tome esta medida de segurança mais radical, tente sempre que os móveis estejam sempre sobre uma superfície estável e que a criança possa chegar a eles, sem dificuldade. Este é o primeiro passo para evitar que ela se tente pendurar nos mesmos.

6. Proteja as tomadas

Esta não é, naturalmente, um essencial do quarto motessoriano, mas uma medida aplicável a qualquer quarto de criança. Proteger as tomadas ou, mesmo, disfarçá-las é essencial para um quarto seguro e sem sobressaltos.

O artigo continua após o anúncio

7. Ter apenas o imprescindível

A filosofia montessoriana é minimalista e, por isso, defende que informação em excesso no quarto da criança, gera confusão nela. Por exemplo, 6 brinquedos são suficientes, caso contrário a criança não sabe o que escolher. Se a criança tiver muitos, vá alternando aqueles que lhe disponibiliza, para que ela os possa conhecer a todos, descobrir os seus mistérios e aprender coisas novas com cada um deles.

 

8. Ter piso macio

O chão do quarto deve ser fofo e seguro, de modo a permitir que a criança se movimente nele, sem se magoar. Uma grande carpete com texturas, piso de borracha ou um tapete de solo, que se encaixem como um puzzle, podem ser boas opções. Além de protegerem, estes elementos estimulam os sentidos da criança, nomeadamente o tato.

9. Ter um espaço para criar

Estimular a criatividade é um dos pilares da filosofia montessoriana, por isso é imprescindível criar um espaço exclusivo para isso, ou seja, onde a criança possa dar largas à sua imaginação. Lápis de cera, papéis de várias cores e texturas, plasticinas, um quadro de lousa com giz são algumas ideias para ajudar a que os mais pequenos desenvolvam as suas competências e ponham a imaginação a trabalhar.

 

10. Ter espelho

Este elemento não pode mesmo faltar num quarto montessoriano. No caso dos bebés, ele deve ser colocado na horizontal, ao lado do colchão; já com crianças maiores, pode ser posto numa outra parede, na vertical. O espelho é fundamental, porque permite que a criança se conheça melhor, reconheça o seu corpo e se entusiasme com os seus movimentos.

 

11. Ter uma barra

Como nas aulas de ballet, a barra é importante quando a criança começa a caminhar. Ela serve de apoio e cria autonomia. Tal ajuda a dar os primeiros passos e a fortalecer as pernas e os braços.

12. Ter baú

Guarde num baú ou caixa, objetos que a criança gosta, mas que não são brinquedos, como uma colher de pau, uma moldura, um comando de televisão, uma garrafa de plástico, algo que a faça ter consciência das texturas e usos destes diferentes itens.

13. Ter armários

Num quarto montessoriano, os armários devem estar ao nível da criança, de maneira a ela própria guardar os seus brinquedos e roupas, cada um no seu devido lugar. Também pode incluir um cesto para a roupa suja, para que a criança comece, desde cedo, a assumir algumas responsabilidades domésticas.

14. Ter música

Inclua música ambiente no quarto da criança e ficará surpreso com os resultados. A música é um estímulo auditivo e os mais novos adoram os clássicos. De qualquer forma, sons de viola ou flauta são sempre boas opções.

O artigo continua após o anúncio

15. Ter um mobile

Sobretudo no quarto dos bebés, deve incluir um mobile que deve estar a 30 cm do bebé, dado nessa fase o recém-nascido ter dificuldade em focar mais à distância. Nos primeiros meses, prefira mobiles a preto e branco, com diferentes formas e padrões e, só mais tarde, introduza outras cores. A partir dos 3 meses, há que ter cuidado para o bebé não agarrar o mobile e magoar-se.

 

16. Ter brinquedos reciclados

Quando falamos em brinquedos reciclados, podemos falar de tachos que já não use – e que dão ótimos tambores – ou frascos com areia – que dão excelentes maracas. Tudo o que tem e que já não usa, pode ser convertido em fabulosos brinquedos que sirvam de entretenimento e de aprendizagem para o seu filho.

17. Ter em conta a(s) idade(s) da(s) criança(s)

Sim, é possível um quarto montessoriano ser dividido por duas crianças. Porém, ele deve ser organizado e planeado, tendo em conta a idade de cada criança e as suas necessidades. Só assim ele responde, convenientemente, às necessidade de cada uma delas, respeitando as questões de segurança.

18. Ter iluminação natural

Sempre que possível, aproveite a iluminação natural que entra no quarto da criança e areje frequentemente a divisão, pois isso além de saudável, irá renovar as energias da divisão e será uma boa maneira de a criança regular o seu sono, pois distinguirá convenientemente o dia da noite.

São vários os essenciais do quarto montessoriano, mas adotar todos não implica despender muito dinheiro. No fundo, a filosofia montessoriana é apologista do minimalismo e, por isso, nestes espaços, “menos é mais”. Portanto, siga todos os essenciais do quarto montessoriano e consiga uma divisão plena de harmonia e funcionalidade, bem ao gosto do seu filho/a, sem gastar muito dinheiro.

Veja também