Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ekonomista
Ekonomista
01 Jul, 2020 - 12:47

Como saber se o seu Facebook foi pirateado

Ekonomista

As redes sociais são um fruto muito apetecível para os invasores. Quer descobrir se o seu Facebook foi pirateado? Basta seguir alguns passos.

saber se o facebook foi pirateado

Se quer saber se o seu Facebook foi pirateado, chegou ao sítio certo. Sim, é possível realizar esta tarefa e dificultar a vida aos invasores. Felizmente – ou infelizmente, depende do ponto de vista –, a rede social guarda várias informações quando o utilizador acede à mesma.

Preserve bem a sua privacidade e fique atento aos sinais que indicam que alguém anda a rondar o seu Facebook.

Acha que o seu Facebook foi pirateado? Confira em alguns passos

Mãos em teclado de computador

Para saber se o seu Facebook foi pirateado basta seguir estes simples passos:

  • Primeiro, deve aceder à página do Facebook;
  • No canto superior direito da página, carregue na seta que aponta para baixo para aceder às “Definições”;
  • No menu do lado direito do ecrã, escolha “Segurança e Início de sessão”;

Aqui é possível descobrir várias informações sobre as sessões mais recentes. Regra geral, a rede social mostra os dispositivos em que o Facebook é utilizado, mas se escolher a opção “Ver Mais” é possível ver muitas outras sessões realizadas anteriormente.

É possível descobrir se a sessão foi realizada através de um PC, de um Mac ou de um dispositivo móvel, qual o navegador ou a app utilizada, o local em que o início de sessão foi realizado… Ou seja, é possível saber se mais alguém anda a aceder a sua conta e como o faz.

É, até, possível terminar sessão em todos os dispositivos. Basta escolher a opção “Ver Mais” e, no final dessa lista, escolher a opção “Terminar sessão de todas as sessões”.

O que fazer se a sua conta do Facebook for pirateada

Se encontrar algum dispositivo estranho e desconhecido, é possível que o seu Facebook tenha sido pirateado. O que fazer? É fácil.

À frente desse dispositivo aparecem três pontos alinhados de forma vertical, que oferecem mais opções. Ao carregar neles, aparecem as opções “Não és tu?” e “Terminar sessão”.

Embora a segunda termine de imediato a sessão iniciada nesse mesmo dispositivo, a melhor opção é mesmo a primeira, porque permite que o Facebook saiba que a conta foi pirateada e que faça ainda um diagnóstico para ajudar o utilizador.

Use os alertas

O Facebook também possui uma ferramenta que envia alertas para inícios de sessões indevidos. No menu existente na “Segurança e início de sessão” há um outro menu que permite “Configurar segurança adicional”.

Aqui, há uma opção “Receber alertas sobre inícios de sessão desconhecidos” que permite ao utilizador receber avisos sempre que um dispositivo estranho ou um navegador desconhecido inicia sessão na conta. O alerta pode ser enviado por e-mail ou por telemóvel.

Veja também