Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
André Brito
André Brito
01 Ago, 2018 - 15:39

Fernando de Noronha: o paradisíaco arquipélago do Brasil

André Brito

Fernando de Noronha, um destino sublime de mar, sol e mais de 500 anos de história. Prepare-se para relaxar e perder a noção do tempo neste paraíso.

Fernando de Noronha: o paradisíaco arquipélago do Brasil

Composto por um conjunto de 21 ilhas, o arquipélago de Fernando de Noronha é um paraíso com uma beleza natural indescritível, declarado Património Natural da Humanidade pela Unesco. O número de visitantes diário é limitado e terá que pagar uma pequena taxa de entrada que reverte para a preservação ambiental da ilha.

A combinação de calor, extensos areais dourados, mar em tons azul turquesa e um dos maiores exemplares da riqueza de ecossistemas das costas e fundos marinhos atlânticos são os principais motivos para atrair tantos e tão variados turistas dos quatro cantos do mundo. As praias estão divididas entre o mar de dentro (nas águas em direção ao Brasil continental) e o mar de fora (águas em direção ao Oceano Atlântico). É muito comum encontrar este destino nas listas das mais belas praias do Brasil e do mundo: principalmente as praias da Praia dos Porcos, da Praia dos Leões e da Baía do Sancho, eleitas duas vezes a melhor praia para os Traveller’s Choice Awards do TripAdvisor.

Descobrir Fernando de Noronha

Onde fica Fernando de Noronha

Enquanto a religião, a ciência e a filosofia continuam em acesas discussões e estudos incessantes sobre qual a nossa última morada, no Brasil há uma certeza: vamos todos para o céu, e o céu está no arquipélago de 21 ilhas de Fernando de Noronha.

Localizada na costa norte do Brasil, em águas pernambucanas, Fernando de Noronha está a uma distância de 525km de Recife e a 350km de Natal. A beleza natural do arquipélago impõe-se a qualquer destino tropical do mundo. Com águas cristalinas, uma vastíssima vida marinha – incluindo a maior concentração conhecida de golfinhos residentes no mundo – e paisagens tropicais de tirar o fôlego.

fernando de noronha

Como ir

De avião

Os voos domésticos directos são escassos, mas operam diariamente para o Aeroporto de Fernando de Noronha, desde o Rio de Janeiro (Aeroporto Santos Dumont), Recife, Natal, São Paulo (Aeroporto de Guarulhos), Maceió, Aracaju, Belo Horizonte (Aeroporto de Confins) e Salvador da Bahia. O Aeroporto Internacional dos Guararapes, em Recife, e o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, em Natal, são ambos aeroportos internacionais que recebem voos provenientes da Europa.

De barco

Durante a época alta, de Outubro a Fevereiro, alguns cruzeiros operam nessa região com ligações até Fernando de Noronha a partir do Recife, Natal e Fortaleza. No entanto, esta opção oferece uma menor flexibilidade na forma como terá que planear a sua viagem, porque, ao contrário dos voos que disponibilizam mais opções, existem poucas ligações marítimas até às ilhas. Uma forma de contornar esta limitação é alugar um barco privado através de agentes turísticos nas grandes cidades brasileiras.

Porquê ir

Planeie bem a viagem e guarde alguns dias para esta aventura porque Fernando de Noronha pode revelar-se altamente viciante. É um lugar espantoso para fazer coisas tanto na água (mergulho, surf, snorkel ou umas simples braçadas livres) como em terra (caminhadas e passeios), pelo que a estadia recomendável nunca deverá ser de menos de cinco noites e seis dias. O Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha e os projectos de conservação baseados aqui fazem deste ambiente marinho e costeiro um lugar rigidamente regulado: os moradores locais brincam que é a ilha do “Não”: não, não pode fazer isso; não, não pode fazer aquilo.

Com apenas 400 a 600 lugares de avião  disponíveis por dia para Fernando de Noronha, o turismo não sobrecarrega as ilhas e raramente é um problema encontrar uma mancha isolada de areia numa praia de sonho, mesmo que as visite em plena época alta. No entanto, é aconselhável reservar acomodações e voos com bastante antecedência para Dezembro, Janeiro, Fevereiro, Julho e Agosto.

fernando de noronha

Se sonha em estar bem perto daqueles animais exóticos que só viu nos programas da BBC, este é o local ideal: nadar ao lado de golfinhos, ver tartarugas marinhas, raias ou tubarões – sem correr qualquer tipo de perigo – é muito mais fácil do que alguma vez imaginou. Deixe os receios em casa, alugue um kit de snorkel, os pés de pato e óculos de mergulho. O clima e a tranquilidade estimulam a veia de explorador de qualquer um. Comece logo pela manhã na praia do Porto que, apesar do principal ponto de desembarque, encontra-se em condições imaculadas. Com o kit de mergulho conseguirá ver de perto os diferentes e incríveis cardumes, mesmo antes de embarcar na hidronave que lhe proporcionará uma espantosa visão sobre espécies ainda mais impressionantes.

Durante alguns meses, mais concretamente durante o período de nidificação de tartarugas, algumas praias estão interditas ou com o acesso consideravelmente restrito. Entre Janeiro e Junho, a Praia do Leão (uma das praias mais bonitas da ilha) fecha desde o fim da tarde até de madrugada para permitir que as tartarugas construam os seus ninhos em paz, por isso verifique atempadamente quais as praias restritas antes de partir à aventura. No entanto, mesmo que uma praia esteja fechada, lembre-se que há outras dezenas para explorar e relaxar.

Praias 

As águas do arquipélago fervilham com a exuberante actividade da vida marinha, dando-lhe uma visão da grande variedade de espécies e da formação de corais. As condições climáticas ideais fazem destas praias o lugar perfeito para mergulho, surf e natação.

fernando de noronha

A Praia do Leão e a Baía do Sancho são consideradas as melhores praias do Brasil e o orgulho de Fernando de Noronha. A água cristalina em ambas as praias é perfeita para nadar e mergulhar. No entanto, existem outras praias que lhe mostrarão algumas das vistas mais maravilhosas do pôr do sol e de pássaros a mergulhar à procura de alimentos.

Veja também: