ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Assunção Duarte
Assunção Duarte
07 Mai, 2021 - 11:49

Figueira da Foz: a maior praia urbana da Europa espera por si

Assunção Duarte

A elite do século XIX transformou a Figueira da Foz numa estância balnear prestigiada. “Ir a banhos à Figueira” era distinto. Hoje é muito mais do que isso.

Vista aérea da Figueira da Foz

Figueira da Foz  fica situada na foz do rio Mondego, a 40 quilómetros de Coimbra, numa frente marítima com um extenso areal. Os mais de 500 metros que distam entre o mar e a cidade, tornam este areal branco e fino o local certo para um verão vivido em tempos de pandemia e onde o distanciamento social deve reinar.

Esta privilegiada localização geográfica tornou a Figueira da Foz uma estância balnear de elite, que fez nascer casas apalaçadas e inaugurar em 1884 o elegante Casino da Figueira, o mais antigo de toda a Península Ibérica. Hoje os atrativos da Figueira passam não só pela praia de areia branca infindável, mas também pelo legado resultante desta combinação entre veraneio cosmopolita e vila piscatória pitoresca. 

Figueira da Foz: praias para todos os gostos

Os 34 quilómetros de linha de costa, permitem a todos os visitantes encontrar uma praia adequada ao seu gosto particular. Pode escolher mergulhar nas ondas do atlântico, que banham os extensos areais ou nas piscinas naturais, escondidas entre rochas. Se preferir, pode ainda optar pelas águas calmas do rio Mondego que, ali mesmo ao lado, oferecem praias fluviais que vale a pena conhecer.

A não perder, mesmo que não seja praticante de surf, é a Praia de Buarcos onde pode encontrar a onda direita mais longa da Europa. Outras opções interessantes são a Praia da Claridade ou do Relógio, com o seu extenso areal vigiado pela famosa Torre do Relógio, ou ainda a Praia do Cabedelo, com as suas águas mais agitadas.

Se não quiser tomar banho na Praia da Leirosa, porque o mar é quase sempre pouco convidativo, não deixe de a visitar para testemunhar uma arte de pesca artesanal, a arte Xávea.

Praia da Figueira da Foz

Desporto: surf e muito mais

Apesar da Figueira da Foz ser um polo de atração para surfistas, pela diversidade de ondas que pode oferecer, não faltam locais para praticar outros desportos relacionados com o mar, como o windsurf, kitesurf ou a vela, ou relacionados com a areia, como o voleibol, rugby, andebol ou basquetebol. 

O extenso areal faz da Figueira da Foz um verdadeiro palco para eventos nacionais e internacionais de desportos de praia. Mas se gosta mais de florestas, pode praticar BTT na Mata Nacional ou, se aprecia desportos radicais, tem mesmo ali ao lado um dos maiores parques de arborismo do país, o Parque Aventura.


História e cultura: atrações a não perder

Na Figueira da Foz pode encontrar desde testemunhos arqueológicos da sua história milenar como o Dolmen das Carniçosas ou o Castro de Santa Olaia, até aos emblemáticos edifícios público e privados que mantêm viva a memória das invasões francesas ou os locais elegantes de veraneio do século XIX. Não deixe de visitar:

  • Bairro Novo: o exlibris da cidade que marca o período áureo da cidade como estância balnear. Ainda pode admirar algumas das belas e elegantes moradias oitocentistas, estilo Arte Nova ou Art Déco, com especial destaque para o Palácio Sotto Mayor, que pode visitar fazendo uma marcação prévia. Ali perto, o Teatro Circo Saraiva de Carvalho – Casino Peninsular também merece uma visita.
  • Casa do Paço: onde pode apreciar uma das maiores coleções de azulejos holandeses existente em Portugal e que revestem as paredes com cerca de 7 mil peças de figura avulsa, todas diferentes, executadas na primeira década do século XVIII.
  • Museu Municipal Santos Rocha, Núcleos Museológicos do Mar e do Sal, e Forte de Santa Catarina: onde pode apreciar um vasto espólio representativo das tradições seculares da região.
  • Vila piscatória de Buarcos: para apreciar as casas típicas.
Marina da Figueira da Foz

Para quem gosta da natureza

Os arrozais do Baixo Mondego, pintam a paisagem com cores intensas e são o habitat ideal para uma grande diversidade de aves, como a cegonha e as garças. Não os perca, se estiver pelos lados da Figueira da Foz.

Se gosta de observação de aves, não pode deixar de visitar, a norte da cidade, a tranquilidade do sistema de lagoas de água doce de Quiaios e Bom Sucesso. 

Consideradas um importante corredor ecológico, integrado na Rede Natura, estão rodeadas por abundante vegetação e albergam grande variedade de aves aquáticas, fáceis de observar a partir de passadiços suspensos. Também pode observar no local diversas plantas endémicas da Península Ibérica.

Os chamados “jardins de sal”, a sul, também são dignos de uma visita. Estas salinas, fazem parte não só da história, cultura e paisagem da Figueira da Foz, mas também do nascimento do nosso país, uma vez que a sua origem remonta aos século XII. É também um excelente local para observar aves e, com sorte, pode até vislumbrar a colónia de flamingos que aí passa regularmente o inverno.

Veja também