Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Inês Bastos
Inês Bastos
23 Jul, 2016 - 11:15

Guia de sobrevivência para fazer couchsurfing

Inês Bastos

Como em tudo, há que ter precauções para não ser surpreendido. Siga estes conselhos. 

Guia de sobrevivência para fazer couchsurfing

{%%affiliation_html_762%%}O couchsurfing tem crescido nos últimos anos e a plataforma conta já com milhares de utilizadores. Para que tudo corra pelo melhor, siga estas dicas para que fazer couchsurfing não se transforme numa má experiência.


Manual de sobrevivência para…


… o hóspede

  1. Dê atenção às condições do alojamento antes da chegada: É possível que tenha de levar um saco-cama, toalhas ou até almofada. Dependendo das condições que o anfitrião coloca pode ter de se reorganizar. Não se esqueça, também, de tomar nota das indicações necessárias para chegar à morada indicada.
  2. Levar uma lembrança para o anfitrião pode ser boa ideia. Até pode ser simplesmente uma pequena lembrança da sua cidade de origem, mas é algo que fica sempre bem e pode criar laços duradouros.
  3. Seja flexível: É possível que encontre um anfitrião muito simpático que vos queira mostrar alguns pontos da cidade. Nesse caso, aproveite. Se o seu anfitrião estiver a ter uma semana complicada, respeite também. Além disso, tenha em atenção os horários do anfitrião – na verdade ele não está de férias como quem recebe, por isso, se ele lhe pedir que respeite uma hora de silêncio, respeite.
  4. Arrume tudo antes de sair. É uma questão de educação e atenção, claro. Mas pode valer bons comentários no site da atividade e pode facilitar experiências futuras.
  5. No final utilize o site para fazer um comentário à experiência e ao hóspede/surfer. 



… o anfitrião

  1. Estabeleça as regras da casa e seja claro na sua comunicação: Pode fazê-lo diretamente no seu perfil, mas o importante é que fiquem bem claras para que as “regras do jogo” não mudem a meio. 
  2. As regras incluem: se o hóspede tem ou não acesso à chave de casa, horários, acesso à comida da casa, acesso à cozinha, permissão de fumar, animais e amigos, por exemplo.
  3. Seja flexível: Provavelmente o seu hóspede vai chegar cansado, com fome e até com vontade de uma ida muito rápida à casa-de-banho. Tenha calma e saiba que vai ter muito tempo para conviver com ele. Não queira sufocar o pobre coitado.

 

Fazr couchsurfing: regras de ouro para todos

  • Escreva com muito cuidado o seu perfil: Incluir detalhes sobre si próprio e fotografias claras ajuda os restantes utilizadores a conhecerem melhor com quem vão conviver e a confiarem mais facilmente.
  • Leia atentamente o perfil do couchsurfer: Quer vá ficar em sua casa quer vá recebê-lo por uns dias, é importante prestar atenção às estrelas dadas por outras pessoas, assim como as referências e comentários feitos por outros utilizadores.

Antes de ficar alojado nalgum couch por esse mundo fora, experimente primeiro alojar um couchsurfer: vai ficar mais confortável no momento da sua viagem, vai perceber as condições do seu anfitrião e vai desfrutar melhor da experiência!
{%%affiliation_html_763%%}
Veja também: