ebook
GUIA DO IRS
Patrocinado por Reorganiza
Teresa Campos
Teresa Campos
21 Fev, 2022 - 11:50

Injeções de ácido hialurónico: contraindicações a ter em conta

Teresa Campos

O ácido hialurónico tem vários fins. Contudo, há que ter em conta as injeções de ácido hialurónico: contraindicações. Saiba mais.

Tratamento de botox

O ácido hialurónico é um produto que serve para eliminar as rugas, repor o volume facial e definir o contorno do rosto. Porém, há injeções de ácido hialurónico: contraindicações que convém ter em conta.

Apesar dos efeitos secundários serem pouco frequentes, nenhuma substância é livre de contraindicações. Logo, antes de receber injeções de ácido hialurónico, o médico deve analisar as condições de cada paciente, avaliando se existe, por exemplo, histórico de alergias. Perceba melhor.

Injeções de ácido hialurónico: contraindicações

Antes de mais, importa referir que as injeções de ácido hialurónico não são recomendadas a pessoas que tenham doenças autoimunes ou que estejam grávidas, a amamentar ou numa situação de imunodepressão.

Isto não significa que quem não se enquadra nas condições descritas acima não possa sofrer efeitos secundários após a administração de injeções de ácido hialurónico. Esses efeitos podem advir de uma reação do organismo ao ácido hialurónico ou de uma aplicação incorreta do mesmo.

Mulher a aplicar botox

Injeções de ácido hialurónico: efeitos secundários a curto prazo

Há efeitos colaterais que podem surgir horas ou dias depois da toma de injeções de ácido hialurónico.

Entre esses efeitos estão:

  • vermelhidão e edema, motivados pela inflamação local. Nestes casos, podem ser colocadas compressas de gelo na zona vermelha e inchada durante 5 a 10 minutos;
  • hematoma e manchas na pele, devido ao extravasamento de sangue. Nestas situações, é sinal de que houve perfuração de pequenos vasos sanguíneos na região, onde a injeção foi administrada. Perante esta complicação, deve ser feita compressão na região;
  • necrose. Esta é uma reação pouco frequente, mas que provoca dor, palidez e um tom azul/cinza na zona onde a injeção foi dada;
  • infeção. Outra reação rara e que pode estar associada a uma intoxicação por ácido hialurónico ou à falta de assepsia e de higiene;
  • nódulos, os quais normalmente surgem devido a uma má técnica de aplicação da injeção. Além dos nódulos, pode ainda aparecer um tom azulado na zona da picada.

Injeções de ácido hialurónico: contraindicações e efeitos secundários a longo prazo

Também há efeitos colaterais associados às injeções de ácido hialurónico que se podem apenas manifestar meses ou anos depois da aplicação destas injeções, a saber:

  • granulomas, que surgem com pouca frequência, e que se caraterizam por nódulos palpáveis e não dolorosos. Na origem desta reação, está a existência de impurezas no no ácido hialurónico;
  • reações alérgicas. Apesar de pouco comuns, estes efeitos manifestam-se através de inchaço, vermelhidão e congestão sanguínea.;
  • cicatriz hipertrófica. Esta cicatriz surge na região onde a injeção de ácido hialurónico foi administrada. É uma reação mais frequente em indivíduos com histórico de queloide.
Botox e preenchimento facial: conheça as diferenças
Veja também Botox e preenchimento facial: conheça as diferenças

Conclusão

De uma forma geral, as reações adversas às injeções de ácido hialurónico costumam ter origem numa incorreta administração da injeção ou numa limpeza insuficiente da pele. Ainda assim, sempre que seja detetado um efeito secundário, é importante que ele seja comunicado ao médico, de modo a garantir o seu devido tratamento.

Além disso, é fundamental consultar um profissional habilitado, de modo a certificar-se de que estas injeções são administradas corretamente e em condições de higiene e de segurança.

Veja também